Arquivo da categoria: Tênis

Vamos navegar em novas águas

Uma boa notícia para quem acompanha este blog, nascido em 8 de março: estamos em nova e grandiosa embarcação para navegar os mares da internet – o portal R7.

Acesse o novo Benebol ou anote o endereço para aparecer sempre por lá: esportes.r7.com/blogs/benebol/

Venha com a gente.

Anúncios

Vai mal o tênis brasileiro

Thomaz Bellucci não está mais entre os top-30 do ranking mundial de tenistas.

Na lista divulgada hoje pela Associação dos Tenistas Profissionais, o tenista número 1 do Brasil aparece em 31º lugar, com 1.205 pontos, cinco a menos que o trigésimo, o espanhol Tommy Robredo.

Pode-se dizer que Bellucci está bem. João Souza, o Feijão, nosso número 2, caiu da  113ª posição para a 166ª no ranking da ATP.

Há pouco mais de uma semana, em Florianópolis, os brasileiros Bellucci, Feijão e Bruno Soares tinham perdido por 3 a 1 o confronto com a Croácia que valia, já na repescagem, a chance de continuar no Grupo Mundial da Copa Davis.

Fora da elite da competição, o Brasil vai disputar a eliminatória sul-americana em 2016.

A estreia que Thomaz Bellucci não desejava

São pequenas as chances de Thomaz Bellucci passar da primeira rodada em Wimbledon.

O brasileiro vai estrear contra Rafael Nadal.

Melhor dizendo: embora o tenista espanhol tenha se classificado como décimo cabeça de chave, sua pior classificação na história do torneio, são nulas as chances de Thomaz Bellucci passar da primeira rodada em Wimbledon.

Um sábado inesquecível

Foi um sábado que deixará pelo menos dois registros importantes na história do esporte brasileiro, relativos ambos a eventos em campo e quadro da Europa:

  • Ao conquistar no Estádio Olímpico de Berlim o título de campeão europeu pelo Barcelona, Neymar não apenas realizou um sonho de criança, mas também consolidou a imagem de supercraque, capaz de se superar a cada temporada, batendo sucessivamente recordes pessoais. Aos 23 anos, com os títulos da Libertadores e da Liga dos Campeões da Europa, artilheiro das duas competições, tendo feito gol nas finais de ambas, é o primeiro jogador a também marcar em todos os jogos das quartas, das semifinais e da final na era moderna da competição europeia.
  • Ao vencer, em parceria com o croata Ivan Dodig, os norte-americanos Bob e Mike Bryan por dois sets a 1 (parciais de 6/7, 7/6 e 7/5), Marcelo Melo se transformou no primeiro tenista brasileiro a conquistar o título de duplas do Torneio de Roland Garros, a quadra predileta do nosso Guga em seus bons tempos. Foi a primeira vez que Marcelo Melo, de 31 anos, ganhou um Grand Slam em sua longa carreira.

Também em campos do Brasil, o 6 de junho não foi um sábado qualquer:

  • No Morumbi, Rogério Ceni saudou a estreia do treinador Juan Carlos Osorio com mais um gol, ajudando o São Paulo a vencer o Grêmio por 2 a 0, e já é o décimo artilheiro da história tricolor, com 129 gols no total.
  • Em Santa Catarina, o Corinthians voltou a sentir o gosto da vitória, batendo o Joinville por 1 a 0, e a se aproximar do pelotão de frente no Brasileirão.
  • No Estádio Independência, finalmente o Cruzeiro quebrou um tabu de 11 jogos sem vencer seu grande rival e bateu o Atlético por 3 a 1. Parece ter se afastado definitivamente da zona de rebaixamento.
  • No Maracanã, o Flamengo conseguiu a primeira vitória neste Brasileirão: 1 a 0 na Chapecoense.
  • Na Vila Belmiro, o Santos mostrou mais uma vez que não é fácil a vida sem Robinho e empatou por 2 a 2 com a Ponte Preta, que continua no G4.
  • Na Arena da Baixada, nada de novo: o Vasco perdeu como sempre, agora por 2 a 0, e o Atlético Paranaense continua firme na liderança do Brasileirão, com 15 pontos, dois a mais do que o São Paulo, que pode perder o segundo ugar neste domingo se o Sport vencer o Fluminense no Rio.

Como já cantou o poetinha Vinicius de Moraes, com a sabedoria de bom botafoguense, “há um renovar-se de esperanças porque hoje é sábado”. Menos para os vascaínos, registre-se.

Um brasileiro na final de Roland Garros – e não é Guga

Marcelo Melo: dupla com croata Ivan Dodig

Marcelo Melo: dupla com croata

Boa notícia, vinda de Paris: o brasileiro Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig vão fazer, no sábado, a final de duplas do Torneio de Roland Garros contra os irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan.

Melo e Dodig venceram, há pouco, o holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horia Tecau, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/5. Os norte-americanos venceram os italianos Simone Bolelli e Fabio Fognini, com um duplo 6/3.

É a primeira vez que um brasileiro fará a final de duplas em Roland Garros.

A má notícia é que Bob e Mike venceram todos os últimos confrontos com Melo e Dodig.