Arquivo mensal: setembro 2015

Em campo, um senhor lateral

Roberto Carlos reforça o Delhi Dynamos – Foto: Divulgação

Roberto Carlos reforça o Delhi Dynamos – Foto: Divulgação

Roberto Carlos volta a campo no domingo, dia 4, estreando com a camisa do Delhi Dynamos na Superliga Indiana, criada por grandes grupos da indústria de entretenimento para popularizar o futebol na Índia.

Isto mesmo: Roberto Carlos da Silva Rocha, paulista nascido em Garça no dia 10 de abril de 1973, um dos grandes laterais esquerdos da história do futebol, duas vezes campeão brasileiro pelo Palmeiras, quatro vezes campeão espanhol e três vezes campeão europeu pelo Real Madrid, campeão do mundo em 2002 pela Seleção.

Roberto Carlos vai re-estrear em campo contra o FC Goa, que é treinado por  Zico e tem os brasileiros Lúcio e Léo Moura como destaques.

O Delhi Dynamos desmente que esteja tentando contratar Ronaldinho Gaúcho para o time de juniores.

Anúncios

Isto é Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo: 501 gols na carreira

Cristiano Ronaldo: 501 gols na carreira, 323 pelo Real

O goleador voltou.

Cristiano Ronaldo marcou há pouco os gols da vitória por 2 a 0 sobre o Malmö, confirmou o Real Madrid na liderança do Grupo A da Liga dos Campeões da Europa e quebrou mais algumas marcas pessoais.

Depois de duas semanas de seca, foi na Suécia que o craque português do Real finalmente marcou o 500º e o 501º gols da carreira.

Ninguém fez tantos gols quanto ele com a camisa do Real Madrid: são 323 gols, recorde que agora ele divide com Raúl. Diferença gritante: a partida em Malmö foi a 308ª de Cristiano Ronaldo; Raúl jogou 741 vezes pelo Real.

Ninguém fez tantos gols quanto ele na Liga dos Campeões da Europa: são 82 gols em 117 jogos, média de 0,70 por jogo, ainda inferior ao do rival Lionel Messi (77 gols em 100 jogos).

Desta vez, Cristiano Ronaldo reagiu aos próprios feitos com incomum humildade:

– Tenho de admitir que estou feliz por ter atingido mais essas marcas, ter-me tornado o maior goleador do Real Madrid, que é o maior clube da história. Estou muito orgulhoso e feliz, é um grande momento para mim, mas o mais importante foi a equipe ter vencido o jogo.

Copa do Brasil define três semifinalistas nesta quarta

Argel e Marcelo 309@ Marcelo Oliveira e Argel Fucks: Palmeiras e Inter se enfrentam por vaga nas semifinais

Podemos dar de barato que o São Paulo, hoje no Maracanã, e o Santos, amanhã no Pacaembu, confirmarão com tranquilidade que será entre eles um dos confrontos das semifinais, garantindo antecipadamente um time paulista na decisão do título da Copa do Brasil de 2015.

Nem o Vasco, que foi abatido por 3 a 0 no Morumbi, nem o Figueirense, derrotado em casa por 1 a 0, têm energia suficiente para barrar o São Paulo e o Santos rumo às semifinais.

Difícil também, mas nem de longe impossível, é que o Internacional conquiste hoje, no Allianz Parque, a vaga que parece destinada ao Palmeiras.

O 1 a 1 do primeiro jogo das quartas de final, em Porto Alegre, dá aos palmeirenses a vantagem, que o técnico Marcelo Oliveira já dimensionou como “vantagenzinha”, de se garantir com um simples 0 a 0 em casa.

Por certo, o forte do Palmeiras não é a defesa, mas, em compensação, o ataque não marcou menos de dois gols em nenhum dos cinco jogos recentes no Parque. E, nos 15 jogos que fez fora de casa pela Copa do Brasil e pelo Brasileirão, o Inter marcou dois gols apenas contra o Ituano e o Joinville.

Mesmo assim, o colorado Argel Fucks aposta num jogo com gols:

– Não acredito em 0 a 0.

Por via das dúvidas, Marcelo Oliveira botou a moçada palmeirense para treinar a cobrança de pênaltis.

Vantagem ainda menor, pois não saiu do 0 a 0 no Maracanã, terá o Grêmio diante do Fluminense. Bastará um gol do Flu na Arena Grêmio para complicar a vida do anfitrião.

Nesta Copa do Brasil, o Grêmio fez três jogos em casa, levou gol em dois. Nos últimos cinco jogos do Brasileirão em sua Arena, só não levou gol do Coritiba.

O Flu tem, pois, alguma chance de tirar o Grêmio da parada e se classificar para as semifinais. Será difícil, porém. Basta conferir o retrospecto dos dois no Brasileirão para enxergar o óbvio favoritismo do Grêmio neste confronto entre tricolores.

Certeza, apenas uma: a noite desta quarta-feira, com previsão de chuva no Rio e em São Paulo e céu claro em Porto Alegre, definirá três semifinalistas da Copa do Brasil – provavelmente, o São Paulo, o Palmeiras e o Grêmio.

Copas de 2018 e 2022: só Jack Warner levou grana?

Jack Warner, ex-presidente da Concacaf e vice-presidente da Fifa, foi punido ontem com  “a proibição vitalícia de participar em todos os tipos de atividades relacionadas com o futebol nacional e internacional”.

A decisão da Comissão de Ética da Fifa se baseou no “processo de candidatura das Copas do Mundo de 2018 e 2022”, tendo sido Jack Warner “peça essencial nas tramas de oferecimento e recebimento de somas ilegais não declaradas, além de outros delitos econômicos” – como informa o site da da entidade (leia em espanhol ou em inglês).

Não é preciso ser nenhum Sherlock Holmes para entender que, se Jack Warner ofereceu e recebeu dinheiro ilegal, alguém pagou.

Parece cada vez mais claro que é preciso rever todo o “processo de candidatura das Copas do Mundo de 2018 e 2022” para decidir se devem ser mesmo disputadas na Rússia e no Catar. Elementar, meu caro Watson.

Futebol bom de ouvir

Os torcedores com deficiência visual que frequentam o Maracanã terão, a partir de outubro, uma boa ajuda para acompanhar as idas e vindas de seu time em campo: a narração dos jogos por especialistas treinados pela Urece Esporte e Cultura para Cegos, uma ONG carioca que já fez este trabalho nos estádios brasileiros durante a Copa do Mundo de 2014 e conta com financiamento da Fifa para repeti-lo agora no Brasileirão.

A experiência deve ser estendida depois para outros estádios do Brasil.

Bem que a Urece poderia também distribuir alguns aparelhos receptores entre ceguetas escalados pela CBF para apitar alguns jogos do Brasileirão.

STJD pega árbitro de Corinthians 2 x 0 Santos na mentira

O que fará a CBF agora que o próprio STJD admite claramente que o árbitro Flávio Rodrigues Guerra mentiu ao dizer na súmula do jogo Corinthians 2 x 0 Santos que expulsou o zagueiro David Braz por ter sido ofendido e não porque o confundiu com o lateral que cometeu o pênalti em Vagner Love?

Leia o que disse o presidente do STJD, Caio Cesar Rocha, ao recusar o pedido apresentado pelo Santos de anulação do cartão vermelho dado erradamente ao seu zagueiro:

O erro de arbitragem é fato inerente ao futebol, admitido pelas regras do próprio esporte. O que é absolutamente inadmissível é o árbitro faltar com a verdade a fim de justificar ou mesmo esconder um equívoco seu.

Embora reconheça que o árbitro mentiu na súmula, o STJD alega que, pela lei, não tem poder para anular a suspensão. E passa a bola para a CBF:

Deve haver forma de correção de equívocos óbvios de decisões disciplinares da arbitragem, ficando a critério da entidade, no caso a CBF, os métodos e a forma como se daria essa retificação.

Na semana seguinte ao clássico em Itaquera, Flávio Rodrigues Guerra foi escalado para apitar Náutico 3 X 0 ABC pela Série B e David Braz não pôde atuar pelo Santos nos 3 a 1 sobre o Internacional na 28ª rodada do Brasileirão.

Ou seja: a CBF premia o errado e pune o certo.

É hora de chamar a polícia – de preferência, o FBI.

Neymar tem de jogar por ele e por Messi

Barça x Leverkusen: dia de Neymar jogar por Messi

Barça x Leverkusen: para Neymar mostrar que é o sucessor de Messi

Com a Receita Federal mordendo seus calcanhares, Neymar não está vivendo dias de alegria neste final de setembro, mas vai ter de esquecer preocupações e dissabores ao entrar às 15h45 (horário do Brasil) no Camp Nou para liderar tecnicamente o Barcelona que, sem Messi, enfrentará o Bayer Leverkusen pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa.

Liderar, sim, pois chegou a hora de Neymar provar que é o sucessor natural de Lionel Messi como estrela maior do Barça, embora ainda pareça distante o momento em que se dará a efetiva troca de bastão.

Vai contar muitos pontos na campanha pelo troféu Fifa de melhor jogador de 2015 o desempenho do brasileiro durante a ausência de Messi, principalmente nos jogos da mais importante competição de clubes em todo o mundo da bola.

Depois do 1 a 1 com a Roma na primeira partida, o Barcelona precisa da vitória contra o Bayer – que estreou em casa goleando o BATE Borisov, da Bielorussia, por 4 a 1 – para assumir a liderança do Grupo E da Liga dos Campeões.

É hora de Neymar se multiplicar por dois, jogando por ele e por Messi.

O brasileiro de 23 anos parece talhado para substituir em campo o incomparável argentino de 28 – domina os fundamentos técnicos, enxerga bem o andamento do jogo, embora tenha menor senso coletivo, é menos sóbrio e mais abusado, talvez mais criativo, ainda não tão decisivo. Parece sempre que se diverte mais do que o colega dentro do campo.

Preocupações e dissabores não parecem contaminar o futebol de Neymar. É o que ele tem mais uma vez de comprovar no Camp Nou para se firmar como sucessor de Messi no Barça de Mascherano, Iniesta, Suárez e companhia igualmente ilustre.

Atualização

Neymar não jogou nem por ele. Dispersivo, inacreditavelmente de mal com a bola, quase nada criou. O resultado foi que o Barcelona sofreu muito para, de virada, vencer o Bayer Leverkusen por 2 a 1.

Suárez: bronca de Stegen e gol decisivo

Suárez: depois da bronca de Stegen, gol decisivo

Iniesta também saiu devendo e Suárez – depois de levar uma bronca do goleiro Ter Stegen pela má colocação na área quando Papadopoulos, aproveitando escanteio cobrado por Çalhanoglu, fez 1 a 0 para o Bayer na metade do primeiro tempo – acabou se salvando ao marcar, aos 37 do segundo, o gol da vitória do Barcelona, apenas 90 segundos depois de Sergi Roberto ter empatado a partida.

Em suma, o Barça é forte até joga mal. E, por isso, assumiu a liderança do Grupo E da Liga dos Campeões, com quatro pontos, um a mais do que o Bayer e o BATE Borisov, que em casa venceu a Roma por 3 a 2.