Arquivo diário: 1 de setembro de 2015

O futebol bilionário dos ingleses

Os clubes ingleses investiram 1 bilhão e 125 milhões de euros em contratações para a próxima temporada.

É tanto quanto, somados, investiram os clubes da Espanha e da Itália.

É o triplo do que investiram os alemães.

Anúncios

Mano e as coincidências que deveriam preocupar o Cruzeiro

Mano Menezes: último título em 2009

Mano Menezes: campeão em 2009

Em menos de 24 horas, o Cruzeiro escolheu um técnico estudioso, trabalhador e de indiscutível competência para substituir Luxemburgo.

É Mano Menezes, que, no entanto, curiosamente carrega no currículo recente uma preocupante semelhança com o antecessor: desde 2009, quando foi campeão da Copa do Brasil com o Corinthians, não ganha um título sequer.

E não deixa de ser irônico que seus outros títulos nacionais, com o Grêmio em 2005 e o Corinthians em 2008, sejam da Série B do Campeonato Brasileiro, exatamente a competição de que o Cruzeiro pretende fugir em 2016. A primeira obrigação de Mano é afastar  time da zona de rebaixamento.

Corinthians enfrenta dureza depois da festa

Passadas as festas do aniversário de 105 anos, o Corinthians tem três fortes motivos para se preocupar nos próximos oito dias: amanhã, o Fluminense; no domingo, o Palmeiras; na quarta, dia 9, o Grêmio.

São três adversários que lutam para se manter na linha de frente do Brasileirão e já mostraram no primeiro turno capacidade para atrapalhar caminhada do atual líder.

Na terceira rodada, o resultado de Flu x Corinthians no Maracanã foi 0 a 0. Na quarta, em Itaquera, o Palmeiras venceu por 2 a 0. Na quinta, em sua Arena, o Grêmio venceu por 3 a 1.

Agora, no returno, repete-se a sequência de jogos, mas se invertem os mandos: o Corinthians recebe Flu e Grêmio no Itaquerão e vai ao Allianz Parque encarar o Palmeiras.

Tite já ligou o pisca-pisca de alerta.

Maitê anima a torcida, mas o Bota não colabora

Maitê Proença: nua, se o Bota voltar à Série A

Maitê Proença: nua, se o Bota voltar à Série A

Ainda instalado no G-4, em terceiro lugar, mas cada vez com menos folga em relação aos vizinhos de baixo, o Botafogo tem de vencer hoje o Atlético Goianiense no Engenhão para escapar ao risco de despencar para a sétima posição na tabela e passar a conviver com o fantasma de mais uma temporada na Segundona.

Nos últimos dez jogos, o Bota venceu apenas quatro vezes – uma, ainda nos tempos de Renê Simões; outra, sob o comando de Jair Ventura Filho; duas, depois que Ricardo Gomes assumiu o comando do time. Foram mais três empates e três derrotas.

Portanto, o aproveitamento do time nas dez rodadas foi de 50%, índice insuficiente para voltar à Série A do Campeonato Brasileiro em 2016.

Não falta quem preveja o clássico Vasco x Botafogo, que decidiu o título carioca de 2015, dando graça à Segundona em 2016.

E os botafoguenses mais assanhadinhos já temem que a estrela Maitê Proença não tenha de cumprir em dezembro a promessa feita em abril de que voltaria a posar nua se o time garantisse o retorno à elite do futebol brasileiro em 2016.

Atualização

Para a felicidade dos assanhadinhos e demais botafoguenses, finalmente o time comandado por Ricardo Gomes conseguiu uma vitória convincente: 4 a 0 sobre o Atlético Goianiense. Melhor ainda: ajudado pelos outros resultados da rodada, o Bota voltou à liderança da Série B, com 39 pontos, um a mais do que o vice Vitória.