Copas de 2018 e 2022: só Jack Warner levou grana?

Jack Warner, ex-presidente da Concacaf e vice-presidente da Fifa, foi punido ontem com  “a proibição vitalícia de participar em todos os tipos de atividades relacionadas com o futebol nacional e internacional”.

A decisão da Comissão de Ética da Fifa se baseou no “processo de candidatura das Copas do Mundo de 2018 e 2022”, tendo sido Jack Warner “peça essencial nas tramas de oferecimento e recebimento de somas ilegais não declaradas, além de outros delitos econômicos” – como informa o site da da entidade (leia em espanhol ou em inglês).

Não é preciso ser nenhum Sherlock Holmes para entender que, se Jack Warner ofereceu e recebeu dinheiro ilegal, alguém pagou.

Parece cada vez mais claro que é preciso rever todo o “processo de candidatura das Copas do Mundo de 2018 e 2022” para decidir se devem ser mesmo disputadas na Rússia e no Catar. Elementar, meu caro Watson.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s