Arquivo da tag: Carli Lloyd

Três gols de Carli Lloyd dão tri mundial aos EUA

Carli Lloyd: estrela da final

Carli Lloyd: estrela da final

Aos 16 minutos de jogo, o sonho de bisar a conquista de 2011 já tinha morrido no fundo das redes da goleira Kaihori.

Carli Lloyd, o maior destaque do Mundial de Futebol Feminino do Canadá, fez 1 a 0 para os Estados Unidos aos 3 minutos, 2 a 0 aos 5, Lauren Holiday ampliou para 3 a 0 aos 14 e Lloyd acabou com qualquer esperança japonesa aos 16, fazendo 4 a 0.

Daí em diante, era meramente uma questão de levar a decisão do Mundial na maciota, embora as japonesas tenha diminuído o placar para 4 a 2, com um gol ainda no primeiro tempo e o outro no começo do segundo. Dois minutos depois, Tobin Heath fechou a conta: EUA 5 x 2 Japão.

Inverte-se assim a ordem de chegada de 2011: em Vancouver, as norte-americanas festejaram muito o título de campeãs, as japonesas choraram o vice.

É o terceiro título mundial do futebol feminino dos Estados Unidos.

Anúncios

As anfitriãs estão fora da luta pelo título mundial

Um gol da reserva Mana Ywabuchi a três minutos do final do jogo, apenas 15 depois de entrar em campo, deu a vitória ao Japão sobre a Austrália no primeiro jogo deste sábado pelas quartas de final do Mundial de Futebol Feminino.

No jogo que se encerrou há pouco, as inglesas levaram as anfitriãs canadenses ao choro. Por 2 a 1, placar construído no primeiro tempo, a Inglaterra venceu o Canadá. Jodie Tayler fez 1 a 0 logo aos 11 minutos, Lucy Bronze ampliou aos 14, e a canadense Christine Sinclair diminuiu aos 42.

Assim, Japão e Inglaterra se classificaram para as semifinais e vão se enfrentar na quarta-feira, 1º de julho, em Edmonton.

Não foi tão fácil quanto se imaginava, mas, na sexta-feira, alemãs e norte-americanas já se tinham garantido nas semifinais.

Louisa Necib fez 1 a 0 para a França aos 19 do segundo tempo, a Alemanha chegou ao 1 a 1 a seis minutos do final, com um gol de pênalti cobrado por Celia Sasic. Depois da prorrogação sem gols, as alemãs ganharam a vaga, nos pênaltis, por 5 a 4.

Os EUA sofreram menos diante da China. Carli Lloyd garantiu a vitória por 1 a 0 aos 6 minutos do segundo tempo.

Na terça, dia 30, alemãs e norte-americanas farão em Montréal o primeiro jogo das semifinais.