Arquivo da tag: Prisões

É tudo que a Fifa tem a dizer?

O título não poderia ser mais protocolar: Declaração da FIFA – 3 de dezembro. A nota (em espanhol e em inglês )sobre a prisão nesta quinta-feira de mais dois vice-presidentes da entidade – o paraguaio Miguel Angel Napout, presidente da Conmebol, e o hondurenho Alfredo Hawit, presidente interino da Concacaf – não poderia ser mais concisa:

A Fifa está a par das ações levadas a cabo hoje, 3 de dezembro, pelo Departament de Justiça dos Estados Unidos. A Fifa continuará cooperando totalmente com as investigações norte-americanas, como autoriza a lei suíça, e com a investigação liderada para Procuradoria Geral da Suíça. A Fifa bão fará mais comentários sobre os acontecimentos de hoje.

A nota do Ministério da Justiça da Suíça omite o nome dos presos, mas dá as razões da ação policial pedida pelas autoridades norte-americanas:

Dirigentes do alto escalão da Fifa são acusados de receber dinheiro em troca da venda de direitos de marketing ligados a torneios de futebol na América Latina, assim como de partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo. De acordo com os mandados de prisão, algumas das infrações foram acordadas e preparadas nos EUA. Os pagamentos também foram processados via bancos dos EUA.

Veja só que ele diz agora

“A Fifa apoia as intervenções das autoridades norte-americanas e suíças.”

Sabe quem disse isso?

Joseph Blatter, ainda presidente da Fifa.

E não disse em palestra ou entrevista. Escreveu.

Está no artigo que ele assina semanalmente na revista da entidade. Você pode ler o artigo, na íntegra, em espanhol  ou em inglês.

Não era a Fifa que não admitia jamais a intervenção de autoridades governamentais em assuntos seus ou de seus satélites?

Agora, se estamos lendo certo o que hoje publicou o seu presidente, a Fifa apoia inclusive a prisão de Jack Warner, Jeffrey Webb, Costas Takkas, Eugenio Figueiredo, Eduardo Li, Júlio Rocha, Rafael Esquivel e  José Maria Marin.

E apoia igualmente a Procuradoria Geral da Suíça, que abriu um processo criminal contra um certo Joseph Blatter, não apenas xará do autor do artigo publicado hoje em sua revista, por gestão fraudulenta e suspeita de apropriação indébita de recursos do futebol.

O mundo gira e a bola rola.