Arquivo da tag: Jamaica

Adivinhe quem é ouro de novo em Pequim

Usain Bolt: no revezamento 4 x 100m, o terceiro ouro no Mundial

Bolt: no revezamento 4 x 100m, terceiro ouro em Pequim

Pois é, ele promete e cumpre: Usain Bolt acaba de ganhar o terceiro ouro no Mundial de Atletismo em Pequim fechando a prova do revezamento 4 x 100m pela imbatível equipe da Jamaica, com a marca de 37s36, a melhor do ano.

Os Estados Unidos de Justin Gatlin ganharam a prata, com o tempo de  37s77. O bronze é dos chineses.

É o terceiro ouro conquistado por Usain Bolt em Pequim, o 11º na história dos Mundiais – três nos 100m, quatro nos 200m e  quatro nos 4x100m.

Atualização

Um erro na passagem do bastão de Tyson Gay para Mike Rodger acabou custando, depois da prova, a desclassificação da equipe norte-americana. Assim, a prata foi para os chineses, com o tempo de 38s01. O Canadá ganhou o terceiro lugar no pódio.

Anúncios

Argentina x Uruguai: os professores escondem o jogo

Martino x Tabarez: jogo de disfarces

Martino x Tabárez: jogo de disfarces antes da partida decisiva em La Serena

Se a História ganhasse jogo, o Uruguai já teria uma noite de tranquilidade assegurada em La Serena.

Campeã em 15 das 43 edições da Copa América, líder do Grupo B nesta 44ª edição após vencer a Jamaica por 1 a 0, a Celeste vai encarar a Argentina, que ganhou o título 14 vezes e agora, após o 2 a 2 na estreia, está empatada com o Paraguai na vice-liderança do grupo.

Como nem sempre a qualidade do futebol se reflete no placar, é bom lembrar que a Argentina jogou bem melhor do que o Uruguai na primeira rodada. O empate com os paraguaios deveu-se mais a um certo fastio de suas estrelas após as facilidades encontradas na primeira metade do jogo e aos renitentes problemas de sua defesa do que à falta de organização e criatividade nas manobras de ataque. Os uruguaios, ao contrário, ficaram em dívida com o futebol no 1 a 0 sobre os jamaicanos.

Óscar Tabárez jura que não, mas dificilmente o Uruguai abdicará de jogar fechadinho hoje à noite, defendendo o 0 a 0 que o deixará em ótimas condições para seguir em frente na Copa América, principalmente se na partida anterior o Paraguai não conseguir vencer a Jamaica.

Da Argentina, espera-se volúpia igual à mostrada no primeiro tempo contra o Paraguai, com mais cuidados defensivos, é claro. Se Tabárez diz que não buscará o empate e “se isso acontecer, será por conta do desenrolar do jogo”, Gerardo Martino faz, curiosamente, discurso quase inverso:

– Não vivemos esse jogo contra o Uruguai como se estivéssemos jogando as quartas de final ou a semifinal. As partidas decisivas começam mais para frente.

Os professores estão escondendo o jogo. Espera-se que os jogadores mostrem tudo em campo.