Arquivo da tag: Blatter

Putin & Blatter: diálogo de cavalheiros

Blatter & Putin 317x                                  Vladimir Putin e Joseph Blatter: elogio com elogio se paga

Depois de receber Joseph Blatter no sorteio das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 em São Petersburgo no final da semana passada, Vladimir Putin defendeu uma ideia surpreendente nestes tempos em que a Fifa é cercada de denúncias por todos os lados:

– Acredito que pessoas como o senhor Blatter, que lideram grandes federações esportivas internacionais, merecem atenção e gratidão especiais por parte das organizações públicas. Se alguém merece o Prêmio Nobel, são estas pessoas.

Nesta sexta-feira, 31 de julho, a gentil proposta do presidente russo recebeu cavalheiresca retribuição na coluna que Blatter assina em The FIFA Weekly (leia na edição em espanhol  ou em inglês, sempre na página 23):

– Quando se vê a coerência, a produtividade e a eficácia com que trabalha o Comitê Organizador russo a três anos do início da Copa do Mundo, não há risco de erro; na Rússia só se aceita o melhor.

Publicidade

Hulk vai à festa que não terá Del Nero

O paraibano Hulk, ídolo do Zenit São Petersburgo, anda longe da Seleção, mas será uma das estrelas que participarão no sábado, 25, do sorteio das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

A Fifa incluiu hoje o nome de Hulk no grupo que terá também  o brasileiro Ronaldo, o italiano Fabio Cannavaro, o uruguaio Diego Forlán, o camaronês Samuel Eto’o, o alemão Oliver Bierhoff e o português Madjer, que acaba de ganhar o título mundial de futebol de praia.

A festa será em São Petersburgo.

O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, não vai.

Dizem os russos que Joseph Blatter lá estará.

Veja só quem é fã de Tostão

Blatter e Tostão 266             Blatter sobe Tostão: “a vida não se acaba depois de descalçar as chuteiras”

Talvez Tostão nem imagine, mas tem um fã ardoroso em Zurique.

Ardoroso e ainda poderoso, embora deva se afastar da presidência da Fifa em breve. É isso mesmo: o fã do craque Tostão é Joseph Blatter, que escreveu em sua coluna na The FIFA Weekly (leia em espanhol  ou em inglês), disponibilizada hoje no site da entidade:

♦Pessoalmente, sempre me fascinaram dois jogadores: Alfredo Di Stéfano, o genial cérebro ofensivo do Real Madrid, e Tostão, o elegante e rapidíssimo meio-campista da seleção brasileirão campeã do mundo em 1970.

♦ Minhas lembranças pessoais estão inextrincavelmente ligadas à figura de Tostão.

♦ O brasileiro de Belo Horizonte foi um futebolista cujo horizonte, justificadamente, se estendia muito além das inhas de cal: formou-se em medicina e, após se retirar do futebol, trabalhou como médico. Depois, tornou-se escritor e chegou a ser um dos colunistas mais conhecidos da imprensa brasileira, dando um exemplo fascinante de que a vida não se acaba depois de descalçar as chuteiras.

Militares fecham Federação Venezuelana de Futebol

Nesta quarta-feira, dia 3, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, sem que ninguém lhe tivesse pedido a opinião, havia comentado a anunciada renúncia de Joseph Blatter à presidência da Fifa:

– Tenho seguido com objetividade o que está se passando com a Fifa. Tudo é obscuro. É obscura a operação do procurador que acredita ser procurador do mundo; e a do juiz, que acredita ser juiz do mundo a partir Nova York.

Na véspera, o Ministério Público venezuelano tinha ordenado o congelamento dos bens e das contas bancárias do presidente da Federação de Futebol, Rafael Esquivel, um dos sete dirigentes detidos em Zurique pelas autoridades suíças, na semana passada, a pedido da justiça norte-americana.

Ontem, depois do pronunciamento de Maduro, a sede da Federação Venezuelana de Futebol foi lacrada por militares, que deixaram na porta uma faixa com o aviso:  “Perigo, não passe”.

Parece que nem toda a ação de procuradores e juízes norte-americanos era tão obscura quanto achou Maduro, né?

PS: Maduro quer que Maradona presida a Fifa.

Blatter renuncia e condena o Rei à solidão

Pelé e Blatter 26                             Rei Pelé e o (ex)presidente da Fifa, Joseph Blater: enfim, sós

Desta vez, Pelé perdeu uma boa oportunidade de, pelo menos, ficar calado.

Menos de 24 horas depois de receber o apoio do Rei e apenas quatro dias depois de ser eleito, Joseph Blatter acaba de renunciar à presidência da Fifa e convocar nova eleição para escolher o sucessor.

O cartola suíço foi curto e objetivo ao justificar a renúncia:

– Meu mandato parece que não é mais apoiado por ninguém.

 Mal sabia que o Rei estava com ele. Sozinho.