Arquivo da tag: Ronaldo

Ricardo Oliveira não é o problema

Ricardo Oliveira treina a mira na Fonte Nova – Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Ricardo Oliveira treina a mira na Fonte Nova – Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Ficou mais ou menos claro no 1 a 1 com a Argentina que Ricardo Oliveira não é a solução dos problemas ofensivos da Seleção Brasileira. Também não é o problema.

O problema não era o Fred?

Pois, depois das pífias atuações na Copa do Mundo de 2014, ele tem sido sempre solução no ataque do Fluminense. O problema da Seleção só mudou de nome.

Será a Seleção o grande problema?

Em parte, sim.

O Brasil se acostumou mal – melhor dizendo, se acostumou bem – com uma linhagem incomparável de grandes centroavantes que se encerrou com o fenômeno Ronaldo, teve antes Romário e Careca e poderia ter começado, se tão frágeis não fossem suas condições físicas, com o atleticano Reinaldo.

Sem um craque indiscutível para vestir a camisa 9, é melhor procurar novos e variados caminhos – como Dunga procurou no Monumental de Núñez ao se convencer de que, com um especialista fincado na área, o Brasil não escaparia da derrota nitidamente desenhada do primeiro até o 58º minuto do jogo com a Argentina.

Procurou e achou.

Ao trocar o estilo pouco participativo de um grande finalizador, como é o santista Ricardo Oliveira e continua sendo o tricolor Fred, pela movimentação de um meia/atacante, como é o alemão Douglas Costa e pode ser o francês Lucas ou até o russo Hulk, Dunga dá à Seleção a chance de jogar bola e não apenas disparar chutões da defesa em busca de alguém que lá na frente resolva a parada.

No futebol dos nossos dias, o jogo é jogado em todo o campo. Especialista, só o goleiro, que, mesmo assim, tem de saber sair jogando e deve reinar soberano em sua grande área, virtude que o jovem Alisson ainda não mostrou, mas essa é outra conversa. Estamos aqui falando do centroavante – talvez, mais apropriadamente, do fim do centroavante.

O centroavante é uma espécie em extinção, prenunciavam a Hungria de Hidegkuti em 1954, o Brasil de Tostão em 1970 e as várias Holandas que antecederam o fenômeno Van Basten. Em vários jogos da Copa de 2014, a campeã Alemanha  e a Holanda, terceira colocada, confirmaram: mais vale a versatilidade do que a especialização no arremate a gol.

O futebol é criação. A finalização não pode ser uma especialidade. É um fundamento técnico que se deve cobrar de todos que se aproximam do gol adversário. Foi bom que Lucas Lima, um tanto avesso à finalização, tenha feito o gol do empate com a Argentina. A Seleção precisa multiplicar os seus goleadores.

E tem de se preparar para tal realidade, escalando como parceiro de Neymar um atacante que também se movimente muito, participe do jogo em todo o campo e lhe faça companhia nas cercanias da área.

É mais ou menos o que Gabigol tem feito no Santos e no time olímpico que se prepara para a Rio 2016. Talvez, mais tarde, possa ser uma opção para Dunga fazer este time do Brasil jogar.

Não podemos, porém, esperar o futuro chegar. Amanhã, tem Peru.

Anúncios

Artilheiros de mal com o gol

Com sete brasileiros em campo (Marquinhos, Thiago Silva, Maxwell e Lucas contra  Danilo, Marcelo e Casemiro), Paris Saint-Germain e Real Madrid não saíram do 0 a 0 em Paris e vão para o returno da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa separados apenas pelo saldo de gols, cada um com sete pontos acumulados nos três primeiros jogos.

Passaram em branco no Parque dos Príncipes os maiores artilheiros da história do PSG (Zlatan Ibrahimovic) e do Real Madrid (Cristiano Ronaldo).

O fenômeno Ronaldo, que foi prestigiar o jogo, deve ter se sentido desprestigiado.

O mundo da bola festeja Ronaldo, a CBF ignora

Ronaldo, 39 anos: festa na Fifa e na Uefa

Ronaldo, 39 anos: festa na Fifa e na Uefa

O aniversário de Ronaldo Luís Nazário de Lima, o Fenômeno que chega aos 39 anos nesta terça-feira, 22 de setembro, é festejado com alegria no mundo do futebol.

 A primeira página do site da Fifa registra:

¡FELIZ CUMPLEAÑOS! – Una historia ‘fenomenal’

A chamada leva a um grande e elogioso texto (leia em espanhol) sobre o craque brasileiro, com 15 links laterais para outros 17 artigos e álbuns publicados anteriormente no site.

A primeira página do site da Uefa http://pt.uefa.com/ chama, com destaque:

RECORDAÇÃO: Ronaldo

O UEFA.com assinala os 39 anos do brasileiro Ronaldo recordando os três golos que apontou em Old Trafford, em 2003, quando foi ovacionado de pé pelos adeptos da casa: “Foi especial.”

O texto interno pode ser lido clicando aqui.

E no site da CBF?

Nada.

Leia uma nota postada neste blog em 3 de junho : Artilheiros fazem dobradinha contra presidente da CBF. Talvez explique o esquecimento da CBF.

Hulk vai à festa que não terá Del Nero

O paraibano Hulk, ídolo do Zenit São Petersburgo, anda longe da Seleção, mas será uma das estrelas que participarão no sábado, 25, do sorteio das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

A Fifa incluiu hoje o nome de Hulk no grupo que terá também  o brasileiro Ronaldo, o italiano Fabio Cannavaro, o uruguaio Diego Forlán, o camaronês Samuel Eto’o, o alemão Oliver Bierhoff e o português Madjer, que acaba de ganhar o título mundial de futebol de praia.

A festa será em São Petersburgo.

O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, não vai.

Dizem os russos que Joseph Blatter lá estará.

Cada um com seu cardápio

A edição de julho da revista GQ traz uma entrevista com Rodrigo Paiva, que assessorou craques como Romário e Ronaldo e, por mais de uma década, trabalhou como diretor de comunicação da CBF.

Na edição digital, é possível ler um pequeno trecho do material impresso. Por exemplo:

GQ – Você foi assessor na CBF por 13 anos, e saiu meses antes do escândalo de corrupção vir à tona. A CBF é corrupta?

RODRIGO PAIVA – Seria leviano dizer se há ou não há corrupção lá. Quem tem de provar isso é a Justiça. Não vi, não vivi. Tenho minha opinião. Vou fazer uma analogia. Digamos que eu seja vegetariano, mas toda quinta-feira o pessoal do trabalho vá ao Porcão. Como eles sabem que eu não como carne, não me chamam. Então, não sei, nunca fui chamado.

Artilheiros fazem dobradinha contra presidente da CBF

Romário e Ronaldo 36Romário e Ronaldo retomam parceria dos campos e pedem que Del Nero deixe a CBF

Em tom menos estridente do que o do senador Romário, o fenômeno Ronaldo concedeu hoje uma entrevista coletiva e aderiu, sem subterfúgios, à campanha por mudanças imediatas na CBF:

– Adoraria que Del Nero renunciasse também. Ele não tem dado grandes exemplos. É evidente a relação com Marin. Seria bom momento para renunciar, mas vamos aguardar as investigações.

Não é será fácil para o presidente da CBF encarar esta dupla de ataque, protagonistas das Copas do Mundo de 1994 e 2002, as últimas conquistadas pelo futebol brasileiro.