Arquivo da tag: MIchelle Bachelet

Hoje tem espetáculo em Concepción. Será?

Willian: Paraguai na mira, Argentina no horizonte – Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Willian: Paraguai na mira, Argentina no horizonte – Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Está pronto o palco para o espetáculo desta noite.

Espetáculo?

É o que se espera de artistas acostumados a brilhar nos melhores palcos da Europa.

O daqui demorou um pouco para ficar pronto.

A reforma acabou sendo mais longa e mais cara do que o previsto, mas, a dois dias do espetáculo deste sábado, o palco foi reinaugurado com discurso festivo da presidenta e muitas manifestações iradas do lado de fora contra os U$ 50 milhões gastos nas obras.

Diferentemente do que você pode estar imaginando, falamos do Chile, especificamente do Estádio Ester Roa Rebolledo, em Concepción, onde se definirá, a partir das 18h30, o último semifinalista da Copa América – Brasil ou Paraguai.

O vencedor do jogo desta noite vai enfrentar na terça-feira, de novo na casa reinaugurada por Michelle Bachelet, a Argentina que ontem venceu a Colômbia nos pênaltis depois do 0 a 0 nos 90 minutos.

A gente quer espetáculo, mas a Seleção não quer falar em show. Na entrevista coletiva de ontem, o lateral Filipe Luís já tratou de avisar sobre os paraguaios:

– Eles se fecham bem na defesa e buscam o contra-ataque para ganhar os jogos. Precisamos estar atentos em todos os momentos para não sermos pegos em desvantagem na defesa.

Esperemos, então, um Brasil mais cuidadoso do que disposto a mostrar enfim um futebol minimamente empolgante nesta Copa América. O time está em formação e precisa se cuidar, parece querer dizer o técnico Dunga ao reclamar:

– Acho injustas a cobrança e a pressão que estão colocando sobre a atual Seleção Brasileira. Nossos jogadores merecem respeito, estão empenhados, treinando, trabalhando, em busca de um objetivo que é ganhar uma competição das mais difíceis, que é a Copa América.

O técnico brasileiro recorreu até à história para defender o time atual:

– O Brasil ficou 40 anos sem ser campeão e tinha seleções tidas como espetaculares, com grandes jogadores, craques indiscutíveis. E não ganhou. Então, não entendo por que esta Seleção, que tem muitos jogadores que nunca disputaram uma Copa América, tem de sofrer tanta cobrança.

Dunga tem alguma razão, mas o Brasil não pode se acanhar diante do Paraguai de Roque Santa Cruz e Lucas Barrios, uma seleção muito batalhadora e pouco criativa que joga a salvação na Copa América depois de ter ficado de fora da última Copa do Mundo.

O Brasil joga no Estádio Ester Roa para resgatar o prestígio do futebol cinco vezes campeão do mundo antes de sofrer em casa o vexame histórico de 2014.

O Brasil de Robinho, Willian, Philippe Coutinho e Firmino tem de entrar em campo com o Paraguai na mira, e a Argentina no horizonte. Não é hora ainda de voltar para casa.

Anúncios

Chile abre a Copa América vencendo o Equador

Bachelet e seleção do ChileMichelle Bachelet festeja com jogadores a vitória chilena – Foto: Twitter@GobiernodeChile

A seleção chilena, que vem sendo pacientemente armada há três pelo argentino Jorge Sampaoli, sofreu um pouco, mas acabou vencendo com inteira justiça o Equador por 2 a 0 na abertura da Copa América, agora à noite, no Estádio Nacional de Santiago.

Um dos principais candidatos ao título, que jamais conquistou, da mais antiga competição entre seleções do futebol mundial, o Chile dominou o jogo e mostrou que pode dificultar a vida de Argentina e Brasil, as seleções que puxam a fila dos favoritos.

Vai depender muito do comportamento de sua defesa, que no jogo desta noite não teve problemas a enfrentar.

Os próximos adversários, o México quase todo reserva e a Bolívia, também não devem criar problema, e assim o Chile terá toda esta primeira fase para azeitar suas linhas e encarar, em seguida, a mata-mata das fases finais.

Arturo Vidal lidera o Chile nos 2 a 0 sobre o Equador

Arturo Vidal lidera o Chile nos 2 a 0 sobre o Equador

Era fundamental vencer na estreia e, liderado por Arturo Vidal, destaque do meio de campo da Juventus, chegou aos 2 a 0 no segundo tempo.

O primeiro gol foi do próprio Vidal, cobrando pênalti que ele mesmo sofreu, e o segundo foi de Eduardo Vargas, que substituiu o apagado Beausejour nos 45 minutos finais.

A vitória foi celebrada nos vestiários com a presidente chilena Michelle Bachelet, que depois fez questão de postar a foto com os jogadores na conta do governo no Twitter.

Vidal ganhou motivação extra para repetir o que disse ao se apresentar para a disputa desta Copa América:

– Essa é a melhor geração chilena. Sim, falta ganhar algo importante, mas acho que é esse o momento.

Pode ser. Seria mais fácil, porém, se a geração atual tivesse um dom Elias Figueroa, o maior jogador chileno que já vi nos campos de futebol, para reinar soberanamente nas cercanias da grande área.