Arquivo da tag: Ayrton Senna

Massa comprova: falar é mais fácil do que vencer

Massa: "Se eu tivesse que escolher o técnico da Seleção, não ia pôr o Dunga"

Massa: “Se tivesse que escolher o técnico da Seleção, não ia pôr o Dunga”

Correr nas pistas, que é bom, como bem faziam Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet e Ayrton Senna, ele não tem feito, tanto que é o sexto colocado nesta temporada da Fórmula 1, atrás até de seu companheiro Valtteri Bottas, mas falar ele falou e muito nesta manhã em Interlagos.

Elogiou e criticou o autódromo e estendeu a falação para os campos de futebol:

– Se eu tivesse que escolher o técnico da Seleção, não ia pôr o Dunga, pelo passado que a gente teve com ele, pela história que a gente tem no futebol. O Brasil precisa de mudança, não só no futebol.

O passado de Dunga inclui a conquista da Copa do Mundo de 1994 e o segundo lugar em 1998.

Como técnico da Seleção, Dunga não passou do quinto lugar na Copa de 2010.

Até o presente, o máximo que Massa conseguiu nas pistas, em 13 temporadas da Fórmula 1, foi o segundo lugar em 2008, pilotando uma Ferrari.

Antes, sempre pela Ferrari, tinha ficado com o terceiro lugar em 2006 e com o quarto em 2007. Nas demais temporadas, jamais passou do sexto lugar.

E se Dunga tivesse que escolher o piloto da Williams?

 

Anúncios

Hamilton garante o tri em Austin

Lewis Hamilton: novo tricampeão da F- 1 - Foto: Studio Colombo/Pirelli

Lewis Hamilton: novo tricampeão da F-1 – Foto: Studio Colombo/Pirelli

Não há temporal que pare Lewis Hamilton, novo tricampeão da Fórmula 1 ao vencer o Grande Prêmio dos Estados Unidos, encerrado há pouco em Austin.

O piloto inglês da Mercedes, três provas antes do final da temporada, se junta a Jack Brabham, Jackie Stewart, Niki Lauda, Nelson Piquet e Ayrton Senna no clube dos tricampeões da mais importante categoria do automobilismo mundial.

Desde 2000, quando o heptacampeão Michael Schumacher conquistou o tri, Hamilton é o sexto piloto a conquistar o título da Fórmula 1.

Schumacher foi também campeão em 2001, 2002, 2003 e 2004; Fernando Alonso, em 2005 e 2006; Kimi Räikkönen, em 2007; o próprio Hamilton, em 2008 e 2014; Jenson Button, em 2009;  Sebastian Vettel, em 2010, 2011, 2012 e 2013.

Hamilton ultrapassa Senna e é quase tri

Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio da Rússia, chegando à 42ª vitória na história da Fórmula 1, uma a mais do que o seu e nosso ídolo Ayrton Senna, e, a quatro corridas do final da temporada, é já quase tricampeão.

Em 2015, Hamilton tem 302 pontos, 66 a mais do que o vice-líder Sebastian Vettel.

Depois do péssimo resultado no treino de classificação, tendo de largar na 15ª posição em Sochi, Felipe Massa deu a volta por cima e terminou a corrida em quarto lugar.

Massa continua em sexto lugar no campeonato, agora a apenas dois pontos de Valtteri Bottas. Beneficiado ao longo da corrida por outras quebras, o brasileiro estava atrás do companheiro de Williams e de Kimi Raikkonen, da Ferrari, mas, na última volta, uma batida entre os dois finlandeses lhe deu o quarto lugar.

Desta vez, Massa não reclamou de nada. Em compensação, Bottas estrilou com Raikkonen:

– Que merda ele fez? Eu estava na frente e daí alguém bateu por trás. É muito desapontador porque arruinou meu dia.

Vettel ultrapassa Senna em Cingapura

Vettel: pela 42ª vez, banho de champanhe

Vettel: pela 42ª vez, banho de champanhe

Nem as duas entradas de safety car impediram que o tetracampeão Sebastian Vettel dominasse inteiramente a corrida no circuito de Marina Bay para vencer o Grande Prêmio de Cingapura e, assim, ultrapassar nosso Ayrton Senna no pódio histórico da Fórmula 1.

Com 42 vitórias, Vettel é agora o terceiro maior vencedor da história, atrás apenas de Michael Schumacher, que venceu 91 GPs, e Alain Prost, que venceu 51.

No campeonato de 2015, Vettel é o terceiro colocado, com 203 pontos, a 49 do líder Lewis Hamilton.

Esbanjando alegria, sua marca registrada, o carismático piloto da Ferrari comemorou a vitória histórica em Cingapura:

– Esta deve ser uma das melhores corridas da minha carreira. Foi muito intensa. Comecei a ditar o ritmo e estava tentando administrar a vantagem. Foi realmente um grande fim de semana.

Adivinhe quem venceu em Mônaco

GP de Mônaco 245Mancada da Mercedes em Mônaco coloca Rosberg na história e tira vitória de Hamilton

Tá nas caras: Nico Rosberg conquistou neste domingo sua terceira vitória consecutiva no Grande Prêmio de Mônaco.

É um feito histórico. O piloto alemão entra para a seleta galeria de tricampeões em companhia de Ayrton Senna, Graham Hill e Alain Prost.

É um resultado importantíssimo para a briga pelo título de 2015: Rosberg ficou a apenas dez pontos do líder Lewis Hamilton, que terminou a prova em terceiro lugar, atrás de Sebastian Vettel.

Este 24 de maio que marcará para sempre a carreira de Nico Rosberg teria outro resultado se não fosse a monumental mancada da Mercedes, que chamou Hamilton para um pit stop extra a 14 voltas do fim da corrida,  quando o safety car entrou na pista após uma batida Max Verstappen.

Hamilton liderava folgadamente a prova, mas voltou em terceiro. E em terceiro ficou. De tão irritado, sempre com cara de poucos amigos, errou até o seu lugar no pódio. Ganhou apenas um pedido de desculpas do chefe Toto Wolff:

– Nós pensamos que a diferença era maior do que era. Foi um erro de julgamento completo.  Estragamos tudo para ele. Sentimos muito.

Rosberg fica devendo essa à equipe.