Arquivo da tag: Ney Franco

Ainda tem time mudando de técnico

Quem vai substituir Ney Franco, que substituiu Marquinhos Santos?

Quem vai substituir Ney Franco, que substituiu Marquinhos Santos?

Adilson Batista, Renê Simões e Vagner Mancini são os nomes mais comentados pelo mídia paranaense como substituto do técnico Ney Franco, demitido do Coritiba depois do empate por 1 a 1 com o Figueirense na 33ª rodada do Brasileirão.

Forte candidato ao rebaixamento, atualmente em 18º lugar no campeonato, com 34 pontos, oito vitórias, dez empates e 15 derrotas, o Coritiba será comandado pelo interino Pachequinho no jogo contra o Corinthians, sábado, em Itaquera, mas ainda pretende efetivar o terceiro técnico neste Brasileirão. Dos três candidatos, somente Mancini ainda não comandou outro time na competição.

É a rotina do nosso futebol. São Paulo, Ponte Preta e Cruzeiro, postados na metade superior da tabela de classificação, estão sob o comando do terceiro técnico no campeonato que começou há seis meses.

A rotatividade é maior ainda na metade inferior da tabela, claro: Flamengo, Fluminense, Figueirense, Joinville e Vasco também são hoje comandados pelo terceiro técnico. O Goiás está no quarto.

Vários técnicos, como mostra a lista abaixo, começaram num clube e estão em outro. Doriva, atual treinador do São Paulo, passou antes pelo Vasco e pela Ponte Preta. É o recordista.

Somente Corinthians, Atlético Mineiro e Avaí mantêm os técnicos desde a estreia no Brasileirão.

Confira a lista das mudanças:

Corinthians

Tite

Atlético Mineiro

Levir Culpi

Grêmio

Luiz Felipe Scolari, Roger Machado

Santos

Marcelo Fernandes, Dorival Júnior

São Paulo

Milton Cruz, Juan Carlos Osorio, Doriva

Internacional

Diego Aguirre, Argel Fucks

Ponte Preta

Guto Ferreira, Doriva, Felipe Moreira

Sport

Eduardo Baptista, Paulo Roberto Falcão

Palmeiras

Oswaldo de Oliveira, Marcelo Oliveira

Cruzeiro

Marcelo Oliveira, Vanderlei Luxemburgo, Mano Menezes

Flamengo

Vanderlei Luxemburgo, Cristóvão Borges, Oswaldo de Oliveira

Fluminense

Ricardo Drubscky, Enderson Moreira, Eduardo Baptista

Atlético Paranaense

Milton Mendes, Cristóvão Borges

Chapecoense

Vinícius Eutrópio, Guto Ferreira

Figueirense

Argel Fucks, Renê Simões, Hudson Coutinho

Avaí

Gilson Kleina

Goiás

Hélio dos Anjos, Julinho Camargo, Arthur Neto, Danny Sergio

Coritiba

Marquinhos Santos, Ney Franco, ?????

Joinville

 Hemerson Maria, Adilson Baptista, Paulo César Gusmão

Vasco

Doriva, Celso Roth, Jorginho

Jogos no Mané Garrincha e no Morumbi valem vaga no G-4

Um pouquinho mais de dois terços do caminho rumo ao título brasileiro de 2015 terão sido percorridos quando se encerrar em Brasília o Flamengo x Coritiba da noite desta quinta-feira, em que a vitória vale a permanência no G-4 ao anfitrião ou a fuga ao Z-4 ao visitante.

Tomado pela torcida rubro-negra, o Mané Garrincha vai registrar o recorde de público deste Brasileirão, com 67 mil ingressos vendidos antecipadamente, o que reforça o favoritismo do Flamengo, embora o lateral Pará faça questão de lembrar:

– O Coritiba está na zona de rebaixamento, mas perdeu apenas um dos últimos oito jogos.

E poderia detalhar: nas últimas três vezes que jogou fora de casa, o time de Ney Franco venceu duas e empatou uma.

Números não são problema para o Flamengo desde a chegada de Oswaldo de Oliveira, que venceu os seis jogos que disputou e tirou o time da vizinhança da zona de rebaixamento para levá-lo ao G-4, a 13 pontos do líder Corinthians, distância que pode encurtar para dez pontos no jogo das 21 horas.

Mesmo perdendo para o Coritiba, o Fla pode se manter em quarto lugar, dependendo do resultado de São Paulo x Chapecoense, mais cedo, no Morumbi.

Flamengo e São Paulo estão com 41 pontos, mas os rubro-negros têm 13 vitórias e os são-paulinos, 12.

Os embalos de sábado à noite na Vila e na Ressacada

Ronaldinho: primeira viagem pelo Flu - Foto: Alexandre Vidal/Ronaldinho10.net

Ronaldinho: primeira viagem – Foto: Alexandre Vidal/Ronaldinho10.net

Avaí x Fluminense e Santos x Coritiba, na noite deste sábado, são jogos decisivos para as pretensões e a sobrevivência dos quatro times no Brasileirão.

Pretensão, de verdade, tem o Flu, que, no mínimo, se manterá na terceira posição se vencer a partida das 18h30 na Ressacada. Pela segunda vez, a equipe terá Ronaldinho Gaúcho, mas não terá Fred nem Gerson, o garoto de 18 anos que vai jogar pela Roma em 2016 e está às voltas com problemas estomacais.

Os outros três times, começando pelo Avaí, lutarão à noite apenas para continuar sobrevivendo fora do Z-4.

Ao Avaí, bastará um empate para sair desta 17ª rodada à frente do quarteto que ocupa a zona de rebaixamento. O que lhe basta, porém, não tem sido fácil de conseguir: em oito jogos em casa, o time venceu dois, perdeu três e empatou três – e uma vitória e um empate foram contra times catarinenses (2 a 1 na Chapecoense e 1 a 1 com o Figueirense).

O mais provável é que, na primeira viagem de Ronaldinho neste Brasileirão, o Flu vença em Florianópolis, se consolide no G-4 e até possa encostar no Corinthians desde que dê São Paulo no clássico de amanhã no Morumbi. Se bobear, o Fluminense pode despedir-se do pelotão de frente, correndo o risco de não mais voltar.

Às 21 horas, na Vila Belmiro, o Santos também tentará fugir à vizinhança do Z-4, com a vantagem de enfrentar um adversário bem mais fraco – o lanterninha Coritiba, que perdeu dois e empatou cinco dos seus últimos jogos.

Uma vitória, obrigação santista, garantirá uma boa noite de sono ao técnico Dorival Júnior, pois o time saltará do 15º para o 19º lugar pelo menos até que se encerrem os jogos das 16 horas do domingo. Bastará um empate, porém, para que o Santos chegue à 18ª rodada fora do Z-4.

O Coritiba dificilmente dará a Ney Franco um sono tranquilo na noite deste sábado.