Arquivo da tag: Gerson

Encontro de gerações começa a definir a Copa do Brasil

Dupla despedida: Rogerio Ceni deixa futebol e Gerson deixa o Flu após Copa do Brasil

Despedida: Rogério Ceni deixa futebol e Gerson sai do Flu após Copa do Brasil

Senhores respeitáveis e moleques promissores estrelam na noite desta quarta-feira dois espetáculos que vão começar a definir o rumo de seus times em 2016: Fluminense x Palmeiras, no Maracanã, e São Paulo x Santos, no Morumbi. Entrará em jogo, a partir das 22 horas, uma das vagas brasileiras na próxima Copa Libertadores da América.

As semifinais da Copa do Brasil começam com ligeiro favoritismo do Palmeiras e do Santos, justamente os visitantes nos embates de hoje. E é na casa alheia que ambos têm de colher um resultado minimamente confortável para a decisão em casa, daqui a uma semana, da vaga nas finais.

Ninguém há de negar a importância da experiência de Fred (32 anos) para o Fluminense, de Zé Roberto (41 anos) para o Palmeiras, de Rogério Ceni (42 anos) para o São Paulo e de Ricardo Oliveira (35 anos) para o Santos, mas as quatro equipes vão precisar igualmente da criatividade e da ousadia dos garotos Gérson (18 anos) e Gabriel Jesus (18 anos) no Maracanã, Rodrigo Caio (22 anos, quase um velhinho) e Gabigol (19 anos) no Morumbi.

Será um duplo encontro de gerações, retrato mais ou menos fiel do atual futebol brasileiro, que aposta na renovação e na experiência como solução viável para suas carências técnica e econômica. Os mais velhos, com exceção de Rogério, ganharam um bom dinheiro fora e aceitam contratos razoáveis por aqui. Os mais novos ainda vão ganhar muito dinheiro fora.

Estão todos a apenas quatro jogos do título que, mais do que uma compensação para quem já não pode sonhar em ser campeão brasileiro, vale sobretudo a garantia de disputar a Libertadores ao longo de 2016 e cultivar o sonho de chegar ao fim do ano lutando para ser campeão mundial.

Se tal acontecer com seu time, dois dos astros desta noite não estarão no Japão em dezembro do próximo ano: o veteraníssimo Rogério Mücke Ceni e o adolescente Gerson Santos da Silva. O goleiro do São Paulo deixará o futebol em dezembro. O meia do Fluminense vai jogar pela Roma a partir de 2016. Portanto, nem sequer disputarão a Libertadores.

O título da Copa do Brasil é a festa de despedida que os dois merecem. Talvez nenhum leve.

Flu se reforça para encarar o Corinthians

Sem poder contar com Elias e Bruno Henrique, o Corinthians vai receber às 22 horas, no Itaquerão, um Fluminense reforçado.

O Flu vinha jogando com dez, tanto que foi derrotado em quatro das cinco últimas rodadas. Hoje, para preocupação corintiana, voltará a ter 11 em campo, pois Gerson ocupará a vaga desocupada por Ronaldinho Gaúcho.

O garoto de 18 anos, que já é jogador da Roma, mas ficará no Flu até o final do ano, está com a corda toda:

Estamos completamente motivados para este jogo. Aqui é Fluminense, time de guerreiros. A gente tem que dividir a primeira, a segunda, todas as bolas.

Os embalos de sábado à noite na Vila e na Ressacada

Ronaldinho: primeira viagem pelo Flu - Foto: Alexandre Vidal/Ronaldinho10.net

Ronaldinho: primeira viagem – Foto: Alexandre Vidal/Ronaldinho10.net

Avaí x Fluminense e Santos x Coritiba, na noite deste sábado, são jogos decisivos para as pretensões e a sobrevivência dos quatro times no Brasileirão.

Pretensão, de verdade, tem o Flu, que, no mínimo, se manterá na terceira posição se vencer a partida das 18h30 na Ressacada. Pela segunda vez, a equipe terá Ronaldinho Gaúcho, mas não terá Fred nem Gerson, o garoto de 18 anos que vai jogar pela Roma em 2016 e está às voltas com problemas estomacais.

Os outros três times, começando pelo Avaí, lutarão à noite apenas para continuar sobrevivendo fora do Z-4.

Ao Avaí, bastará um empate para sair desta 17ª rodada à frente do quarteto que ocupa a zona de rebaixamento. O que lhe basta, porém, não tem sido fácil de conseguir: em oito jogos em casa, o time venceu dois, perdeu três e empatou três – e uma vitória e um empate foram contra times catarinenses (2 a 1 na Chapecoense e 1 a 1 com o Figueirense).

O mais provável é que, na primeira viagem de Ronaldinho neste Brasileirão, o Flu vença em Florianópolis, se consolide no G-4 e até possa encostar no Corinthians desde que dê São Paulo no clássico de amanhã no Morumbi. Se bobear, o Fluminense pode despedir-se do pelotão de frente, correndo o risco de não mais voltar.

Às 21 horas, na Vila Belmiro, o Santos também tentará fugir à vizinhança do Z-4, com a vantagem de enfrentar um adversário bem mais fraco – o lanterninha Coritiba, que perdeu dois e empatou cinco dos seus últimos jogos.

Uma vitória, obrigação santista, garantirá uma boa noite de sono ao técnico Dorival Júnior, pois o time saltará do 15º para o 19º lugar pelo menos até que se encerrem os jogos das 16 horas do domingo. Bastará um empate, porém, para que o Santos chegue à 18ª rodada fora do Z-4.

O Coritiba dificilmente dará a Ney Franco um sono tranquilo na noite deste sábado.

Flu e Corinthians fazem o dever de casa

O Fluminense mostrou mais uma vez que é uma exceção no atual futebol carioca e, ao vencer o Santos no Maracanã por 2 a 1, instalou-se no G-4 do Brasileirão entre o Atlético Mineiro, vice-líder, e o Grêmio, quarto colocado, todos os três com 20 pontos, dois a menos do que o líder Sport.

Foi uma vitória merecida, embora o Santos não tenha jogado mal, mas, desde que Robinho saiu do time para servir à Seleção, esta tem sido a sina do time de Marcelo Fernandes: atuações razoáveis e resultados ruins.

E, assim, Lucas Lima, Geuvânio e o artilheiro amargam o 16º lugar, coladinho no Z-4. E o pior é que Robinho não vai voltar!

No Flu, a dúvida está no futuro: e se a Juventus levar o garoto Gérson?

Um pouco mais cedo, o Corinthians também fez o dever de casa em Itaquera, bateu a Ponte por 2 a 0 e está ali na beiradinha do G4 com 19 pontos, em sexto lugar, perdendo para o Atlético Paranaense apenas no saldo de gols. A Ponte também não jogou mal, mas vai se distanciando da turma da frente e já está em oitavo lugar, com 16 pontos.

A quarta vitória corintiana nas últimas cinco rodadas sugere que Tite talvez consiga  remontar um time minimamente forte depois de perder Emerson Sheik e Guerrero.

A conferir nas próximas rodadas.

Fred detona Flamengo e agradece ao garoto Gerson

Após marcar terceiro gol, Fred reverencia Gerson

Após marcar terceiro gol, Fred reverencia Gerson

Alguma coisa está acontecendo no futebol brasileiro além da tradicional troca de treinadores: pela segunda vez consecutiva, o Flamengo é prejudicado pela arbitragem.

Na terceira rodada do Brasileirão, o Fla de Vanderlei Luxemburgo foi derrotado pelo Avaí com um gol ilegal; agora há pouco, pela quarta rodada, o Fla de Cristóvão Borges perdeu por 3 a 2 para o Fluminense, que abriu o placar com um pênalti inventado por Sandro Meira Ricci.

Foram dois gols de Fred e um, contra, de Pará  num clássico marcado por mais uma bela atuação do garoto Gerson, que, contundido, teve de sair de campo aos 6 minutos do segundo tempo, bem na hora em que o árbitro, como se quisesse compensar o pênalti mal marcado, tinha expulsado erradamente o lateral Giovanni.

Antes de sair, ainda na comemoração do terceiro gol tricolor, Gerson foi reverenciado por Fred, que se ajoelhou no gramado do Maracanã para beijar seus pés em agradecimento à bola redondinha que dele recebeu.

O garoto que fez 18 anos no dia 20 deixou o Flu vencendo por 3 a 1, mas o Fla ainda conseguiu diminuir para 3 a 2 aos 40 minutos.

A vitória deixa o Flu em oitavo lugar, a um pontinho só do G-4, e afunda o Flamengo na zona de rebaixamento, uma posição à frente do lanterninha Joinville, mas atrás de Cruzeiro, que perdeu por 2 a 1 para o Figueirense no outro jogo da noite, e Vasco, que já tinha sido trucidado à tarde pelo Atlético Mineiro.

O Flu dos velhinhos está cheio de jovens promessas

O Fluminense vai atacar no Campeonato Brasileiro com dois ilustres goleadores: Magno Alves de Araújo, baiano de Aporá, 39 anos completados no dia 13 de janeiro, e Frederico Chaves Guedes, o Fred, mineiro de Teófilo Otoni que vai fazer 32 anos em 3 de outubro.

Dupla tão experiente deve inspirar a talentosa jovem guarda tricolor, com destaque para os meias Gerson, que fará 18 anos daqui a dez dias, e Robert, que chegará aos 19 em setembro, e o atacante Kenedy, que fez 19 em fevereiro.

A conferir, a partir deste sábado, quando o Fluminense estreia no Brasileirão enfrentando o Joinville às 21 horas no Maracanã.