Arquivo da tag: G-4

Uns lutam pela sobrevivência, outros estão de brincadeira

Luís Fabiano @2811@Contra o Figueirense, despedida de Luís Fabiano: último jogo pelo São Paulo no Morumbi

São três jogos neste sábado, cada um num horário, todos valendo muito na reta final do Brasileirão, seja no topo da tabela de classificação, seja no fundão:

Às 17 horas, no Morumbi: São Paulo x Figueirense

Será o último jogo de Luís Fabiano diante da torcida tricolor e deveria ser a despedida oficial de Rogério Ceni em seu estádio. Ainda sentindo dores no pé direito, o goleiro não jogará, mas vai reforçar a torcida do São Paulo, que tem de vencer para se segurar no G-4. Dois pontos fora da zona de rebaixamento, o Figueirense precisa da vitória quase impossível ou, no mínimo, de um empate para continuar na trilha da salvação. Desde 2005, o time catarinense não vence o São Paulo.

Às 19h30, no Maracanã: Fluminense x Internacional

O time carioca já está fazendo hora extra no campeonato, sem receber adicional, é claro. Nem se concentrou para o jogo. Recém casado, o artilheiro Fred curte a lua-de-mel longe dos campos. Para os colorados, porém, vencer é a única chance de continuar brigando pela última vaga no G-4. Com 56 pontos, como o São Paulo, o Inter não pode desperdiçar a chance de vencer um adversário desligados de suas obrigações.

Às 21 horas, na Ressacada: Avaí x Ponte Preta

Primeiro dos quatro situados abaixo da linha de rebaixamento, o Avaí pode até cair para a Segundona nesta rodada se perder hoje em casa. A Ponte está em Santa Catarina a passeio.

Como todos os interessados nos jogos de hoje continuarão dependendo de resultados de amanhã, fica mais uma vez muito claro que a penúltima rodada do Brasileirão, como a última, deveria ser inteiramente disputada no mesmo horário.

Não é coisa que preocupe a CBF.

Também é óbvio que todos os times deveriam entrar em campo com a força máxima.

Não é coisa que preocupe os dirigentes dos clubes.

Anúncios

Se…

Se valessem apenas as últimas dez rodadas do Brasileirão, como acha que deveria ser a nossa copeira Maria Antonieta, adepta da tese de que futebol é momento, o Vasco estaria brigando ferozmente por uma vaga no G-4.

Confira os números:

– Corinthians: 26 pontos, oito vitórias, 20 gols de saldo

– Cruzeiro: 22 pontos, seis vitórias, 11 gols de saldo

– Ponte Preta: 17 pontos, cinco vitórias, cinco gols de saldo

– Atlético Mineiro: 17 pontos, cinco vitórias, um gol de saldo

– Vasco: 17 pontos, quatro vitórias, quatro gols de saldo

Lá embaixo, o que faz Maria Antonieta pensar em sair distribuindo brioches pela comunidade, o Flamengo estaria vivendo o que, na real, vive hoje o Vasco.

Vamos aos números do hipotético Z-:

20º – Goiás: sete pontos, duas vitórias, dez gols de déficit

19º – Joinville: oito pontos, duas vitórias, seis gols de déficit, oito gols marcados  

18º – Flamengo: oito pontos, duas vitórias, seis gols de déficit, nove gols marcados

17º – Avaí: nove pontos, duas vitórias, oito gols de déficit

16º – Palmeiras: nove pontos, duas vitórias, sete gols de déficit

Coritiba 1 x 0 Santos redefine o G-4 e o Z-4

Com o time quase todo reserva, o Santos foi derrotado pelo Coritiba por 1 a 0 no Couto Pereira e deixou de tirar proveito da ajuda que mais cedo lhe deu o Corinthians, ao golear o São Paulo por 6 a 1.

Se tivesse vencido, estaria no G-4, com 58 pontos, dois à frente do São Paulo e do Internacional, que venceu o Grêmio por 1 a 0 e voltou à briga pela vaga na Libertadores de 2016.

Estacionado nos 55 pontos, o Santos está agora praticamente obrigado a conquistar a Copa do Brasil nas finais contra o Palmeiras, que começam nesta quarta-feira na Vila Belmiro, para chegar à Libertadores.

Pelo Brasileirão, já estão garantidos o Corinthians, o Atlético Mineiro e o Grêmio. A briga pela quarta vaga, segundo as previsões do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais, ficou assim:

♦ São Paulo – 52.2% de chances

♦ Internacional – 34.1% de chances

♦ Santos – 12.1% de chances

A vitória do Coritiba tirou-o do Z-4, de onde não sai mais o Joinville, derrotado pelo Vasco por 2 a 1.

Depois desta 36ª rodada, em que o Figueirense empatou com a Chapecoense por 0 a 0, o Goiás empatou com o Atlético Mineiro por 2 a 2 e o Avaí perdeu para o Fluminense por 3 a 1, cinco times lutam para fugir do rebaixamento, mas só três escaparão.

A taxa de risco de cada um, segundo os matemáticos mineiros :

♦ Goiás – 96.7%

♦ Vasco – 87.4%

♦ Avaí – 80.3%

♦ Coritiba – 20.4%

♦ Figueirense   15.2

O Infobola dá números ligeiramente diferentes:

♦ Goiás – 95%

♦ Vasco – 87%

♦ Avaí – 70%

♦ Coritiba – 24%

♦ Figueirense – 24%

Festa no Itaquerão: do Corinthians ou do São Paulo?

Corinthians recebe São Paulo para  equilibrar as contas domésticas

Corinthians recebe São Paulo para zerar as contas domésticas

O dia é de festa corintiana, com certeza de recorde de público no Itaquerão, mas a maior alegria pode ser dos são-paulinos, que estão na luta com os santistas, ponto a ponto, pela última vaga disponível no G-4.

O jogo das 17 horas em nada altera a posição do campeão, mas é a chance de eliminar um raro déficit em sua quase irretocável campanha – os pífios 42,8% de aproveitamento no confronto direto com os outros times paulistas, com apenas duas vitórias em sete jogos, mais três empates e duas derrotas.

O Corinthians perdeu em casa para o Palmeiras e empatou no Allianz Parque; perdeu para o Santos na Vila Belmiro e venceu em Itaquera; venceu em casa a Ponte Preta e empatou no Moisés Lucarelli; empatou com o São Paulo no Morumbi.

Se derrotar o São Paulo na festa em que receberá o caneco e as faixas de campeão, o Corinthians terá feito 12 pontos em oito jogos contra os rivais paulistas. Serão 50% dos pontos disputados.

Não é muito para um time que tem 73,3% de aproveitamento no campeonato, mas pelo menos conseguiria zerar a conta doméstica e calar a boca dos vizinhos.

O problema é que os corintianos só querem saber de festa a esta altura do Brasileirão e não contarão com Gil, Elias e Renato Augusto, um favorecimento enorme às pretensões do São Paulo de se manter em quarto lugar, pelo menos um ponto à frente do Santos, que vai ao Paraná enfrentar o desesperado Coritiba.

Santos dá passagem ao São Paulo no G-4

Depois de 12 vitórias consecutivas na Vila Belmiro, o Santos não conseguiu sair do 0 a 0 com o Flamengo ontem à noite, num momento decisivo para suas pretensões de fechar o Brasileirão no G-4 e, assim, se garantir na Libertadores de 2016, independentemente dos resultados das finais da Copa do Brasil com o Palmeiras.

Segundo os cálculos do matemático Tristão Garcia, em seu site Infobola, o Corinthians e o Atlético Mineirão já estão garantidos na Libertadores, o Grêmio tem 99% de chances de conquistar a terceira vaga e três times brigam pela quarta:

♦ São Paulo, que venceu o Atlético Mineiro por 4 a 2, com 53% de chances

♦ Santos, com  26% após o empate na Vila

♦ Internacional, que perdeu para a Chapecoense por 1 a 0, com 13%

A briga para escapar ao rebaixamento tem três times na faixa de altíssimo risco e ainda inclui o Fluminense, com apenas 1%, mas obrigado a fazer força contra o Avaí e o Figueirense nas rodadas finais do Brasileirão.

20º – Joinville: 31 pontos – 7 vitórias – 99% de risco

19º – Vasco: 34 pontos – 8 vitórias – 94% de risco

18º – Goiás: 34 pontos – 9  vitórias  – 94% de risco

17º – Coritiba: 37 pontos – 9 vitórias – 50% de risco

16º – Avaí: 38 pontos – 10  vitórias – 45% de risco

15º – Figueirense: 39 pontos – 10 vitórias – 17% de risco

14º – Fluminense: 43 pontos -13 vitórias – 1% de risco

Em campo, Esperança x Desespero

Está chegando a hora de uns darem adeus à chance de ainda chegar ao G-4 e de outros se livrarem ou se afundarem de vez no Z-4 do Brasileirão. Três dos quatro jogos desta quarta-feira colocam em campo a esperança e o desespero:

– Serra Dourada, 19h30: Goiás x Coritiba

No confronto entre dois inquilinos do Z-4, vencer, dependendo de outros resultados da noite, é a chance de sair da zona de rebaixamento. Empatar não é bom para nenhum dos dois. Perder é encurtar o caminho para a Segundona.

– Ressacada, 21 horas: Avaí x Joinville

Com um ponto acima da linha de rebaixamento, o anfitrião ainda tem um mínimo de gordura para queimar. O visitante, lanterninha do campeonato, ou vence ou dá adeus, hoje mesmo, à Primeira Divisão.

– Moisés Lucarelli, 21 horas: Ponte Preta x Figueirense

A Ponte precisa da vitória para não perder de vez a pequena chance que ainda mantém de chegar ao G-4 ou, pelo menos, ao G-5. Vencendo, o Figueirense se distanciaria um pouco mais do Z-4. Se perder, pode até voltar para lá.

– Arena da Baixada, 21 horas: Atlético Paranaense x Palmeiras

É uma exceção da noite de esperanças e desespero. Fora de risco, sem maiores pretensões daqui em diante, o Atlético pode ir se preparando para quando 2016 chegar e o Palmeiras terá oportunidade de fazer um treino de bom nível para os dois jogos contra o Santos pelo título da Copa do Brasil.

Vitória do Cruzeiro limita briga pelo G-4

Santos, com 54 pontos no Brasileirão, São Paulo e Internacional, ambos com 53, agradecem.

Ao derrotar o Sport no Mineirão por 3 a 0, o Cruzeiro chegou a 51 e segurou o adversário nos 52, restringindo ainda mais ao trio agradecido a briga pela última vaga no G-4.

Os três têm dureza pela frente na quinta-feira:

♦ Às 19h30, o Inter visita a Chapecoense na Arena Condá

♦Às 22 horas, o Santos recebe o Flamengo na Vila Belmiro e o São Paulo encara o Atlético Mineiro no Morumbi

Quem bobear na quinta pode estar dando adeus à chance de disputar a Libertadores em 2016 – menos o Santos, que ainda tem o caminho da Copa do Brasil.