Arquivo da tag: Sandro Meira Ricci

Chile abre o caminho até a final da Copa América

Islas fez 1 a 0 para o Chile a dez minutos do final

Islas fez 1 a 0 para o Chile a dez minutos do final e liquidou ilusões  uruguaias

Faltavam dez minutos para o fim do jogo e, embora os chilenos tivessem amplo predomínio em campo, já não era despropositado imaginar que mais uma vez os uruguaios aprontariam uma surpresa na Copa América, expulsando do salão nas quartas de final o dono da festa.

Desde os 17 minutos do segundo tempo, o Uruguai tinha apenas dez em campo: Cavani, que já recebera um cartão amarelo no primeiro tempo, deu um tapinha no zagueiro Jara e foi expulso por Sandro Meira Ricci.

Com um jogador a menos, o Uruguai apertou a marcação e, curiosamente, ameaçou mais o gol de Bravo do que nos 60 minutos em que se defrontaram 11 contra 11.

Aos 35, no entanto, Islas acabou com as ilusões uruguaias.

O 1 a 0 combina mais, embora não inteiramente, com o domínio chileno, expresso nos percentuais da posse de bola: 80% a 20%.

O Uruguai, valente como sempre, abdicou do jogo durante um bom tempo, se defendeu demais e acabou com apenas nove no gramado, pois o árbitro brasileiro expulsou, desta vez injustamente, o lateral Fucile.

O Chile não mostrou o brilho dos jogos anteriores, mas mereceu a vitória e, assim, escancarou o caminho para chegar à final.

Pelo menos em teoria, a semifinal será uma moleza – contra o vencedor de Bolívia x Peru.

Anúncios

Fred detona Flamengo e agradece ao garoto Gerson

Após marcar terceiro gol, Fred reverencia Gerson

Após marcar terceiro gol, Fred reverencia Gerson

Alguma coisa está acontecendo no futebol brasileiro além da tradicional troca de treinadores: pela segunda vez consecutiva, o Flamengo é prejudicado pela arbitragem.

Na terceira rodada do Brasileirão, o Fla de Vanderlei Luxemburgo foi derrotado pelo Avaí com um gol ilegal; agora há pouco, pela quarta rodada, o Fla de Cristóvão Borges perdeu por 3 a 2 para o Fluminense, que abriu o placar com um pênalti inventado por Sandro Meira Ricci.

Foram dois gols de Fred e um, contra, de Pará  num clássico marcado por mais uma bela atuação do garoto Gerson, que, contundido, teve de sair de campo aos 6 minutos do segundo tempo, bem na hora em que o árbitro, como se quisesse compensar o pênalti mal marcado, tinha expulsado erradamente o lateral Giovanni.

Antes de sair, ainda na comemoração do terceiro gol tricolor, Gerson foi reverenciado por Fred, que se ajoelhou no gramado do Maracanã para beijar seus pés em agradecimento à bola redondinha que dele recebeu.

O garoto que fez 18 anos no dia 20 deixou o Flu vencendo por 3 a 1, mas o Fla ainda conseguiu diminuir para 3 a 2 aos 40 minutos.

A vitória deixa o Flu em oitavo lugar, a um pontinho só do G-4, e afunda o Flamengo na zona de rebaixamento, uma posição à frente do lanterninha Joinville, mas atrás de Cruzeiro, que perdeu por 2 a 1 para o Figueirense no outro jogo da noite, e Vasco, que já tinha sido trucidado à tarde pelo Atlético Mineiro.