Arquivo da tag: Atlético Mineiro 2 x 1 Internacional

Brasileirão ‘tá’ limpo, mas pode melhorar

Levir: a mancha sumiu

Levir: a mancha sumiu

Pelo que tem falado depois dos 2 a 1 sobre o Internacional, parece que Levir Culpi já não acha este Campeonato Brasileiro tão manchado quanto chegou a achar há não muito tempo.

Mais limpo ainda vai ficar o Brasileirão se, na noite desta quinta-feira, os ilustres visitantes aprontarem uma dupla surpresa em Porto Alegre e Itaquera.

Detergente melhor, impossível.

Afinal, vitórias do Goiás sobre o Corinthians às 19h30 e do Santos sobre o Grêmio às 21 deixariam o Atlético Mineiro apenas dois pontos atrás do líder e sete à frente do terceiro colocado neste Brasileirão limpinho, limpinho.

São Paulo, Palmeiras, Fla e Inter fazem corrente pelo Santos

Mais o Santos não poderia querer na noite desta quarta-feira.

Instalado no G-4, graças ao saldo de gols, viu o São Paulo, seu mais próximo perseguidor, perder para o Fluminense por 2 a 0; o Palmeiras perder para a Ponte Preta por 1 a 0; o Flamengo perder para o Figueirense por 3 a 0; e o Internacional perder para o Atlético Mineiro por 2 a 1.

Assim, mesmo que perca na quinta para o Grêmio, em Porto Alegre, o Santos continuará em quarto lugar no Brasileirão – em tal hipótese, ainda empatado com o São Paulo em pontos ganhos, 46, mas com melhor saldo de gols.

Do ponto de vista meramente probabilístico, o Santos deve ser derrotado na Arena do Grêmio, pois, em 14 jogos  fora de casa, venceu apenas um, empatou cinco e perdeu oito.

Como é quase imbatível como anfitrião, com 12 vitórias, dois empates e uma única derrota na Vila Belmiro, tem tudo para compensar uma eventual derrota amanhã com mais uma vitória na 31ª rodada, quando receberá o Goiás.

Assim, continuará no G-4 pelo menos por mais duas rodadas.

Atlético volta a jogar muito bem e bota pressão em Tite

Marcos Rocha: gol dá vitória ao Atlético, que merecia mais do que os 2 a 1 sobre o Inter

Marcos Rocha: gol garante vitória e deixa o Atlético perto do Corinthians

Tite não quis nem ver. Guardou a pilha para se inquietar amanhã à beira do gramado do Itaquerão durante o Corinthians x Goiás. Perdeu mais uma bela atuação do Atlético Mineiro no Brasileirão, senhor absoluto de todas as ações nos 2 a 1 sobre o Internacional.

Quando joga realmente bem, o que vinha rareando nas últimas rodadas, o Atlético é um dos melhores times de se ver no futebol brasileiro dos nossos dias, ofensivo do começo ao fim, insistente, rápido e criativo na armação e nos contra-ataques, combativo em todo o campo, incisivo na linha de frente.

Tite vai conferir no teipe as qualidades do seu único adversário na luta pelo título brasileiro, já avisou antes de dizer que se desligaria do espetáculo ao vivo no começo da noite desta quarta-feira, e terá bons argumentos para motivar sua moçada a não deixar amanhã que se estreite a vantagem sobre este vice-líder inconstante, mas perigoso.

Se não fossem os bandeirinhas bastante ruins, que enxergam impedimento em sucessivos ataques absolutamente legais, o Atlético teria feito mais no Independência do que os gols de Lucas Pratto, em cobrança de pênalti, e de Marcos Rocha, muito pouco para traduzir o predomínio absoluto diante de um Internacional preocupado apenas em se defender.

Levir Culpi mereceu muito mais do que o 2 a 1 que Argel Fucks deve festejar. O Inter poderia ter levado mais uns dois ou três.

A esta altura do Brasileirão, no entanto, importa de verdade é a pilha que Levir conseguiu botar no Corinthians x Goiás da quinta-feira. Até lá, a diferença entre o líder Corinthians e o vice-líder Atlético é de apenas dois pontos.