Arquivo da tag: Pacaembu

Noite trágica para o Palmeiras

André: gol, de pênalti, liquida Palmeiras

André: gol, de pênalti, liquida Palmeiras

Já era tarde quando Marcelo Oliveira resolveu por em campo Zé Roberto e Dudu e, mais tarde ainda, quando apelou para o garoto Gabriel Jesus na esperança de um milagre que revertesse no Pacaembu os 2 a 0 que André, em cobrança de pênalti, estabelecera poucos minutos antes.

Estava claro que, finalmente, o Sport conseguiria sua primeira vitória fora de casa no Campeonato Brasileiro.

O Palmeiras é um time instável, cheio de altos e baixos ao longo do Brasileirão,  quase sempre inseguro quando larga em desvantagem no placar. O gol de Marlone, aos 15 minutos do primeiro tempo, definiria todo o jogo desta noite, embora tenha sido do Palmeiras o maior volume de jogo e maior número de finalizações.

Quando entraram, na volta do intervalo, Zé Roberto e Dudu deram novo ânimo na torcida, mas não conseguiram convencer o time de que a reação era possível.

O gol de André, aos 13 minutos, liquidou qualquer pretensão palmeirense de uma reviravolta. O Sport às vezes tem dificuldade para chegar ao gol, mas é um time que sabe muito bem defender a vantagem no placar.

Decidida a parada no Pacaembu, o Palmeiras estaciona nos 48 pontos,  cai para o sétimo lugar, ultrapassado neste sábado por Inter e Sport, e vai torcer no domingo para não ficar também atrás de São Paulo e Ponte.

E, para evitar preocupações futuras, também torcerá para que o Flamengo não faça três pontos no Itaquerão e chegue aos 47. Ou seja: os palmeirenses terão de torcer pelo Corinthians.

O sábado foi uma tragédia.

O sábado tem Santos x Palmeiras

Não é um contra o outro: o Santos visitará o Figueirense no Orlando Scarpelli às 18h30, o Palmeiras será o anfitrião do Sport às 21 no Pacaembu.

Lá e cá, porém, estará em jogo a posição de um e outro na linha de frente do Brasileirão: o Santos, com 49 pontos, fecha o G-4; o Palmeiras, com 48, quer a vaga.

Embora tenha 15 pontos de vantagem sobre o adversário desta noite na tabela de classificação, o Santos dificilmente terá vida fácil em Florianópolis, até porque não contará com Gabigol, suspenso, e Thiago Maia, contundido.

É verdade que, a apenas um ponto da zona de rebaixamento, o Figueirense não terá seu maior destaque no campeonato, o jovem atacante Clayton, também suspenso. Em seu último jogo em casa, a equipe do técnico Hudson Coutinho bateu o Flamengo por 3 a 0, mas Clayton estava lá – e fez dois gols.

Obrigado a vencer, pois tem também o São Paulo, o Inter e a Ponte em seu encalço, o time de Dorival Júnior levou na bagagem o maior problema para se garantir por conta própria no G-4 – o retrospecto de apenas uma vitória nos 15 jogos que já disputou fora de casa no Brasileirão.

Inversamente, é a maior vantagem que o Palmeiras terá no confronto com o Sport um pouco mais tarde.

Agora sob o comando de Paulo Roberto Falcão, o time pernambucano ainda tem remotas chances de chegar ao G-4, mas é o único que não ganhou um jogo sequer como visitante em todo este Brasileirão. Em compensação, adora uma coluna do meio: empatou nove dos 15 jogos fora de casa.

E um empate no Pacaembu pode custar até três posições ao Palmeiras no final da 32ª rodada.

Para dificultar a vida dos palmeirenses, especula-se que Marcelo Oliveira, forçado pela contusão de titulares importantes como Gabriel, Arouca e Robinho e disposto a preservar forças para o tira teima com o Fluminense pela vaga na final da Copa do Brasil, escalará contra o Sport o seguinte time: Fernando Prass, João Pedro, Jackson, Leandro Almeida, João Paulo, Thiago Santos, Matheus Sales, Mouche, Allione,  Rafael Marques e Cristaldo.

O Sport pode conseguir no Pacaembu sua primeira vitória fora de casa no Brasileirão. O Santos lhe será agradecido.

Copa do Brasil ou Torneio Rio-São Paulo?

Gabigol brilha na noite dos Gabrieis

Gabigol brilha no Pacaembu:  noite dos Gabrieis

É quase um Torneio Rio-São Paulo em dose concentrada: uma semifinal paulista, entre São Paulo e Santos, outra mista, entre Palmeiras e Fluminense.

É assim que a Copa do Brasil caminha para a final, depois que o Santos confirmou a classificação para a semi ao derrotar os reservas do Figueirense no Pacaembu por apenas 3 a 2 na noite desta quinta-feira.

A torcida santista, em menor número do que se esperava após a boa venda antecipada de ingressos, não ficou satisfeita com o que viu no Pacaembu, mas ao menos conseguiu vibrar com a afinada parceria entre seus Gabrieis.

Aos 20 minutos do primeiro tempo, Marquinhos Gabriel fez um lançamento preciso do campo de defesa do Santos  para Gabigol fazer 1 a 0.

Oito minutos depois, Gabigol retribuiu com um cruzamento de trivela para Marquinhos Gabriel fazer 2 a 0.

Era o suficiente, mas o Figueirense diminuiu aos 36, com um gol esperto de Bruno Alves aproveitando uma bola vinda de escanteio.

Logo aos dois minutos do segundo tempo, Neto Berola, que substituiu Rafael Longuine, fez 3 a 1 para o Santos, que se desinteressou do jogo.

No finzinho, aos 42, Carlos Alberto diminuiu para 3 a 2.

Os 25.939 torcedores que pagaram ingresso e pegaram longas filas para entrar no Pacaembu saíram frustrados.  Os 3.499 que entraram de graça não têm do que reclamar.

Dorival Júnior vai voltar para Santos dizendo que bom mesmo é jogar na Vila Belmiro.

Não basta vencer, o Santos também precisa faturar

Mesmo sem contar com Lucas Lima na regência do time que, às 21 horas, brigará com o Figueirense no Pacaembu pela última vaga nas semifinais da Copa do Brasil, os santistas estão animados, tanto que compraram antecipadamente 25 mil dos 38 mil ingressos postos à venda.

– Esperamos uma renda em torno de R$ 1,8 milhão – festeja o presidente Modesto Roma Júnior, torcendo para que, durante toda esta quinta-feira, sejam vendidos os 13 mil ingressos restantes.

Na Vila Belmiro, a média é de pouco mais de 9.200 pagantes por jogo em 2015. O jogo contra o Corinthians, pelas oitavas desta Copa do Brasil, foi visto por 10.383 pagantes, que geraram uma renda de apenas R$ 678.150,00.

Um bom resultado diante do Figueirense no Pacaembu, além de classificar o time para disputar com o São Paulo uma vaga na final da Copa do Brasil, ajudará a quebrar a relutância do técnico Dorival Júnior em mandar os jogos do Santos fora da Vila Belmiro.

Jogar de vez em quando na capital paulista é uma questão de sobrevivência econômica para o Santos Futebol Clube.

Rod Stewart desaloja o Palmeiras e o Atlético Paranaense

Em campo: Rod Stewart no Allianz Parque e na Arena da Baixada

Rod Stewart: roqueiro em campo

O Palmeiras despediu-se temporariamente de casa  ao vencer o Figueirense por 2 a 0 no sábado.

O Allianz Parque está alugado para shows de Rod Stewart, no dia 19, e Katy Perry, no dia 24.

No dia 19, então, o Palmeiras pagará aluguel para receber o Grêmio no Pacaembu.

No dia 30, pela Copa do Brasil, receberá o Internacional, ainda não sabe onde. Vai depender de como estiver o gramado do Parque depois dos dois shows. Pode ser que o Palmeiras tenha de pagar aluguel de novo.

O Atlético Paranaense também vai ganhar um trocadinho com o aluguel da Arena da Baixada para o show de Rod Stewart em Curitiba na quinta-feira, dia 17.

O roqueiro setentão, que sempre gostou de futebol, dará lucro ao Coritiba. É no Couto Pereira que o Atlético mandará, nesta quarta-feira, seu jogo contra o Grêmio, pela 26ª rodada do Brasileirão.