Arquivo da tag: Copa Sul-Americana

River e Sportivo Luqueño ajudam times que brigam pelo G-4

Ninguém deu muito bola para a desclassificação do Atlético Paranaense e da Chapecoense nas quartas de final da Copa Sul-Americana, mas se trata de dupla boa notícia para os times que ainda estão na briga por vaga no G-4 do Camnpeonato Brasileiro.

O campeão da Copa Sul-Americana tem direito a uma das vagas do seu país na Libertadores de 2016 – e, portanto, se fosse o Atlético ou a Chapecoense, o G-4 do Brasileirão seria reduzido para G-3, com os lugares já ocupados por Corinthians, Atlético Mineiro e Grêmio.

Santos, São Paulo, Internacional, Sport, Palmeiras e Ponte Preta devem a chance de continuar na briga pela Libertadores ao River Plate, que desclassificou a Chapecoense, e ao Sportivo Luqueño, que desclassificou o Atlético Paranaense.

Melhor ainda para os demais pretendentes: como o campeão da Copa do Brasil também tem presença garantida na Libertadores, o quinto colocado no Brasileirão pode sonhar com a vaga.

Basta que o campeão da Copa do Brasil, Santos ou Palmeiras, também se garanta no G-4.

Anúncios

Não será fácil a vida do Sport nos próximos 40 dias

Eduardo Baptista: "conseguimos nos preparar"

Eduardo Baptista: “conseguimos nos preparar”

Quinto colocado no Brasileirão com pontuação suficiente para estar no G-4, o Sport é um time peculiar: em 17 rodadas, não venceu nenhum jogo fora de casa (como o Santos e o Coritiba), não perdeu nenhum em casa (como o Grêmio e o São Paulo) e não teve nenhum jogador expulso.

Se não tivesse sofrido aos 52 minutos do segundo tempo o gol de empate do Atlético Paranaense no domingo em Curitiba, a equipe do jovem técnico Eduardo Baptista estaria em terceiro lugar no Brasileirão, a apenas dois pontos do vice-líder Corinthians e a quatro do líder Atlético Mineiro.

É a mais surpreendente campanha deste primeiro turno que se encerrará no fim de semana, cabendo ainda ao Sport encarar o Corinthians, amanhã em Itaquera, e a Ponte, domingo no Recife.

São dois jogos cruciais para o sonho de disputar a Libertadores em 2016, bastante viável a esta altura do Campeonato Brasileiro, mas um tanto complicado pela maratona que a equipe vai ter de enfrentar nos próximos 40 dias. Serão mais sete partidas pelo Brasileirão e quatro pela Copa Sul-Americana, praticamente uma partida a cada três dias de amanhã a 20 de setembro.

Terá o time pernambucano fôlego e elenco para manter até o final de setembro a boa performance que, nestes primeiros dias de agosto, embala os sonhos de sua torcida? Eduardo Baptista garante que sim:

– Nesses próximos tempos, quem tiver um elenco mais equilibrado e menor número de lesões e suspensões vai estar à frente. Não vai adiantar ter só um time forte, e sim um elenco forte porque fatalmente vão acontecer lesões e desgaste. Vai ser preciso segurar um ou outro jogador em determinadas partidas, mas nós conseguimos nos preparar para esse momento crítico do campeonato.

Será a prova de fogo do técnico que é a grande revelação deste campeonato.