Arquivo da tag: Suspensão

Fifa mantém e pode ampliar suspensão de Blatter e Platini

Joseph Blatter e Michel Platini receberam nesta quarta-feira comunicado do Comitê de Apelação da Fifa informando que foram negados seus recursos contra a decisão do Comitê de Ética que os suspendeu por 90 dias de qualquer atividade relacionada ao futebol.

A suspensão de ambos ainda pode ser prorrogada por mais 45 dias.

Publicidade

Uefa pede rapidez no julgamento de Platini

O Comité Executivo e as 54 federações nacionais filiadas à Uefa encerraram, há pouco, uma reunião em Nyon, na Suíça, com uma declaração pública muito cuidadosa sobre as agruras por que passa seu presidente Michel Platini, que foi suspenso por 90 dias pelo Comitê de Ética da Fiifa, mas ainda não desistiu de concorrer à presidência da entidade em 2016.

Diz a nota oficial divulgada pela Uefa:

Apoiamos o direito de Michel Platini ao devido processo legal, a um julgamento justo e à oportunidade de limpar o seu nome.

♦ A todas as instâncias envolvidas no atual processo – o Comité de Ética da FIFA, o Comité de Recursos da FIFA e, em última instância, o Tribunal Arbitral do Desporto – pedimos que trabalhem o mais rapidamente possível para garantir que uma decisão final sobre o caso surja, o mais tardar, em meados de novembro de 2015.

Talvez Platini esperasse um pouquinho mais de solidariedade dos europeus.

E agora, Platini? O sonho acabou…

Eleições na Fifa: Zico se beneficia com suspensão de Platini?

Eleições na Fifa: Zico se beneficia com suspensão de Platini?

Ficou praticamente impossível para Michel Platini a manutenção da candidatura à sucessão de Joseph Blatter na presidência da Fifa.

O Comitê de Ética da Fifa anunciou, há pouco, que o antigo craque francês e atual presidente da UEFA está suspenso por 90 dias de suas atividades na Fifa, em companhia do próprio Blatter e de Jérôme Valcke, ex-secretário geral da entidade.

A suspensão ainda pode ser aumentada em mais 45 dias.

As eleições na Fifa estão marcadas para fevereiro de 2016.

O sonho do francês acabou, o pesadelo está só começando.

Nossa copeira Maria Antonieta debochou do francês quando soube da notícia: “O sonho acabou? Por que ele não pede brioche?”

E. embora vascaína, começou a apostar que o brasileiro Zico será o próximo presidente da Fifa.

De fato, a hora seria boa para a candidatura do nosso Zico se ele se mostrasse minimamente capaz de atrair apoio pelo mundo afora.

Até porque outro dos candidatos, o coreano Chung Mong Joon, ex-vice-presidente da Fifa acusado de negociar votos para a escolha das sedes das Copas do Mundo de 2018 e 2022, também foi punido pela Comissão de Ética e está banido do futebol por seis anos. Não pode mais nem pensar em se candidatar.

Dos que se anunciaram candidatos à sucessão de Blatter, continuam vivos Zico, o príncipe jordaniano Ali Bin Al-Hussein e  Musa Bility, presidente da federação da Libéria.

PS: Pelo menos por enquanto, não adianta procurar mais informações no site da Fifa . Não se fala disso por lá.

Seleção não terá Neymar

O Tribunal Arbitral do Esporte negou hoje o pedido da CBF para livrar Neymar de cumprir nos jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 a suspensão que lhe foi imposta na Copa América.

Portanto, o Brasil enfrentará o Chile, no dia 8, e a Venezuela, no dia 13, sem sua maior estrela.

A transação que salvou o palmeirense Dudu

O palmeirense Dudu, que deveria ser julgado amanhã em última instância pelo tal Superior Tribunal de Justiça Desportiva por ter dado um empurrão no árbitro Guilherme Ceretta no jogo decisivo do Campeonato Paulista, já conhece a pena, que por decisão do TJD de São Paulo, era de 180 dias: suspensão por seis jogos, dos quais dois já foram cumpridos.

Como os TJDs e o STJD são um arremedo de justiça, antes do julgamento, os advogados do Palmeiras conseguiram um acordo com a procuradoria garantindo a redução da pena. Nos tapetões da vida, tal acordo é oficialmente chamado de transação.

Em termos jurídicos, entende-se por transação um acordo em que as partes fazem concessões recíprocas para acertar cláusulas e condições que evitem ou encerrem um conflito.

Miguel Angelo Cançado, auditor do STJD, informa em seu despacho que “homologa a transação ofertada pela Procuradoria aplicando ao atleta Eduardo Pereira Rodrigues  (Dudu), a pena de suspensão por 6 (seis) partidas, a ser cumprida no Campeonato Brasileiro da Série A do corrente ano, descontadas as duas partidas de suspensão já cumpridas, e ainda ao pagamento da doação no valor R$ 50.000,00 (cinqüenta mil reais) ao programa ‘Médicos sem fronteira’, no prazo máximo de sete (7) dias”.

E assim, ofertada pela Procuradoria, a transação salvou o Palmeiras de ficar meio ano sem um de seus principais jogadores na campanha do Brasileirão.