Arquivo da tag: Thiago Ribeiro

Ficou difícil de acreditar

Digam o que disserem os atleticanos, ficou difícil de acreditar que as posições de frente venham a se inverter até o fim do Brasileirão.

Goleado por 4 a 1 pelo Sport, o Atlético Mineiro estacionou nos 59 pontos e está novamente a oito do líder Corinthians.

O Atlético já perdia por 1 a 0 desde os 6 minutos, gol de Matheus Ferraz, e perdeu qualquer chance de reagir quando Carlos foi expulso aos 18. Diego Souza fez 2 a 0 para o Sport um pouquinho depois, Élber ampliou para 3 a 0 aos 26.

No segundo tempo, Maikon Leite transformou a vitória folgada em goleada logo aos 8 minutos. Thiago Ribeiro, que substituiu Lucas Pratto, atenuou o vexame aos 38, com um gol de pênalti. Estava fechada a conta: Sport 4 x 1 Atlético Mineiro.

Veio do Sul a única boa notícia para os atleticanos: em Porto Alegre, depois de fazer 2 a 0 no primeiro tempo, o Grêmio permitiu que a Chapecoense virasse para 3 a 2 no segundo.

Se ficou mais longe do líder, o Atlético pelo menos continua quatro pontos à frente do terceiro colocado.

Não é nada, não é nada, é quase nada.

Atlético Mineiro sonha com vitória da Ponte

Lucas Pratto: presença nos três gols

Lucas Pratto: presença nos três gols

O Coritiba deu um pouco de trabalho nos primeiros minutos, mas logo deixou o Atlético Mineiro tomar conta do jogo e, já fim do primeiro tempo, fazer 1 a 0, com gol contra do lateral Leandro Silva ao cortar cruzamento de Lucas Pratto para Thiago Ribeiro, a quem o árbitro poderia muito bem ter atribuído o gol.

O vice-líder do Brasileirão ainda não retomou o ritmo envolvente e o futebol insinuante de boa parte do primeiro turno, mas fez no Couto Pereira o suficiente para chegar a 2 a 0 aos 20 minutos do segundo tempo, com gol de Giovanni Augusto, novamente aproveitando jogada de Lucas Pratto.

Aos 39, após ser derrubado na área, o próprio Lucas Pratto cobrou o pênalti e fechou o placar. O Atlético de 51 gols em 29 rodadas vai dormir a quatro pontos da liderança, sonhando para que neste domingo o Corinthians perca contra a Ponte Preta, em Campinas, parte da folga que vem ganhando nas últimas rodadas.

É o que ainda poderia dar alguma graça à disputa do título brasileiro de 2015. O problema do Atlético – e da Ponte – é que o Corinthians de Tite não é dado a graças.

O Corinthians não pode viver de um golzinho por jogo

Felipe: gol no primeiro tempo

Felipe: gol aquieta Corinthians

Falar em avareza talvez seja demais, mas este Corinthians remontado por Tite com o Brasileirão em andamento não é mesmo  chegado a fazer gols. Parcimônia pode ser a palavra certa. Faz um e fica na moita, esperando que o adversário se arrisque e abra o campo de defesa. Contra-ataque, porém, só com um mínimo de segurança.

E lá ia o Corinthians tocando a bola no Couto Pereira, em ritmo morno e controlado, como vem fazendo para vencer um adversário depois do outro e, assim, seguir colocado ao líder Atlético Mineiro no Brasileirão.

É o que também pretendia  contra o Coritiba depois que o zagueiro Felipe fez 1 a 0 aos 40 minutos do primeiro tempo.

Desta vez, porém, a receita não deu certo, até porque Tite exagerou nos cuidados defensivos, trocando o atacante Vágner Love pelo meia Danilo e o meia Renato Augusto pelo cabeça de área Ralf a cinco minutos do final do jogo.

Logo no comecinho dos acréscimos, registrados no relógio do árbitro 46 minutos do segundo tempo, o Coritiba empatou, com um gol de Evandro.

O 1 a 1 retrata com mais justiça o que foi o jogo e é um prejuízo enorme para o Corinthians, que se descola do Atlético Mineiro nesta 15ª rodada do Brasileirão e, com 30 pontos, se isola na vice-liderança, seguido de muito perto pelo Sport, correndo o risco de daqui a pouco ter também o Palmeiras no encalço.

Pelo menos até que se encerre o jogo das 18h30 em São Januário, o quarto colocado no Brasileirão é o São Paulo, que venceu o Cruzeiro por 1 a 0 no Morumbi e chegou a 27 pontos graças a mais um gol de Pato, agora dividindo com o atleticano Thiago Ribeiro a segunda posição na lista de artilheiros.

O chamado Trio de Ferro paulista está chegando, mas o Corinthians, ainda em melhor situação do que os outros dois, precisa encontrar um mínimo de força ofensiva ou vai chorar até o final dos tempos a saída de Sheik e Guerrero enquanto a bola já rolava neste Brasileirão que se desenha em preto e branco, como a camisa do Atlético Mineiro.

Espera-se um jogão em Itaquera

Vagner Love x Lucas Pratto: empatados na artilharia

Vagner Love x Lucas Pratto: empatados na artilharia, cada um com três gols

É ataque contra defesa?

Talvez não de todo, mas o que melhor define o Corinthians x Atlético Mineiro deste sábado, no Itaquerão, é o confronto entre a melhor defesa e o melhor ataque do Campeonato Brasileiro.

Por isso, embora esteja a apenas três pontos e a uma vitória da liderança, o Corinthians não chegará lá nem que vença o jogo das 21 horas. É muito grande a diferença no saldo de gols: 16 a 7.

O Corinthians fez 15 gols e levou oito até agora. O Atlético fez 28, levou 12.

Os mineiros não perdem há sete rodadas; os paulistas, há cinco.

O jogo entre o líder e o terceiro colocado pode ser visto também como um acerto nas contas da artilharia entre o atleticano Lucas Pratto e o corintiano Vágner Love, ambos com três gols no Brasileirão.

Os números são os mesmos, mas o rendimento… quanta diferença!

Vágner Love ainda não se garantiu como substituto de Guerrero. Alterna atuações razoáveis, raras, e bisonhas, frequentes, e é cobrado em tom cada vez mais crítico pelos corintianos.

O argentino Pratto, ao contrário, virou xodó dos atleticanos e, embora não viva seu melhor momento no time, continua sendo tratado com respeito e até carinho.

Se Pratto der chabu no Itaquerão, o Atlético tem Thiago Ribeiro, seu artilheiro no campeonato, com seis gols.

Se Vágner Love também passar em branco, o Corinthians não poderá se socorrer de Jádson, que também já fez seis gols e é um de seus destaques na temporada, mas está suspenso.

E, no jogo de ataque contra defesa, o Corinthians tem outro importante desfalque: o goleiro Cássio, contundido, será substituído por Walter.

Qualquer que seja o resultado, o Atlético continuará no G-4. Perdendo, o Corinthians pode cair para o quinto lugar.

Espera-se um jogão em Itaquera.