Arquivo diário: 7 de dezembro de 2015

Desta vez, Eurico Miranda acertou

Eurico Miranda: "O responsável pelo rebaixamento sou eu"

Eurico Miranda: “O responsável pelo rebaixamento sou eu”

Na entrevista coletiva em que está deitando falação e jogando pedras em Roberto Dinamite,  realmente tão culpado quanto ele pelos repetidos vexames do Vasco nos últimos sete anos, o cartola Eurico Miranda disse pelo menos uma verdade:

– Eu não passo a responsabilidade por essa queda do Vasco para ninguém. A responsabilidade é minha.O único e exclusivo responsável pelo rebaixamento sou eu.

O site Netvasco exibe uma enquete, neste momento com quase 10 mil votos que comprovam o quanto Eurico Miranda está certo no que acaba de reconhecer aos jornalistas em São Januário:

De quem é a culpa pelo rebaixamento do Vasco no Brasileiro?

Arbitragem (981 votos – 10,29%)
Celso Roth (2225 votos – 23,35%)
Doriva (159 votos – 1,67%)
Eurico (5675 votos – 59,56%)
Fatalidade (199 votos – 2,09%)
Jogadores (253 votos – 2,66%)
Jorginho (37 votos – 0,39%)

No final de 2008, a mesma enquete teve as seguintes respostas:

Arbitragem (253 votos – 1,93%)
Dinamite (1779 votos – 13,59%)
Eurico (8972 votos – 68,54%)
Fatalidade (206 votos – 1,57%)
Jogadores (1026 votos – 7,84%)
Lopes (92 votos – 0,70%)
Renato (87 votos – 0,66%)
Tita (676 votos – 5,16%)

No final de 2013, foram estas as respostas:

Arbitragem (235 votos – 1,87%)
Dinamite (10510 votos – 83,82%)
Fatalidade (203 votos – 1,62%)
Jogadores (889 votos – 7,09%)
Paulo Autuori (264 votos – 2,11%)
Dorival Jr. (340 votos – 2,71%)
Adílson Batista (98 votos – 0,78%)

A torcida está certa. Realmente, o rebaixamento para a Série B em 2016 é obra de Eurico, como o rebaixamento em 2014 foi obra de Dinamite e o de 2009 foi obra conjunta da dupla.

Eurico, que não para de falar, já disse também que não vai cumprir a promessa de se mudar para a Sibéria. Ou seja: o Vasco continuará correndo perigo.

Anúncios

Parece que Ralf fica

Ralf: "Preferia estar feliz por já ter renovado"

Ralf: “Preferia estar feliz por já ter renovado”

Andrés Sanchez mudou de tom, já não fala de Ralf no passado nem lhe deseja felicidade em outro time, e o cabeça de área, em entrevista   a Marcelo Braga, do GloboEsporte.com,  dá a entender que deve acertar em breve a renovação contrato com o Corinthians:

– Não está tudo certo, mas está bem encaminhado, bem adiantado. Espero que nos próximos dias se resolva.

Ralf não está totalmente satisfeito:

– Estou feliz com o título de campeão, mas preferia estar feliz por já ter renovado ou por ter alguma coisa acertada, para ir para as férias com a cabeça tranquila.

O menos badalado jogador do meio de campo corintiano é um autêntico cão de guarda, protetor atento e incansável do sistema defensivo, daqueles que pouco ladram, mas mordem muito.

Se valer a opinião de Tite, que o escolheu como capitão para receber pelo Corinthians o troféu de campeão brasileiro, e dos companheiros Elias, Renato Augusto e Jadson, Ralf fica.

Libertadores: a história favorece gaúchos e mineiros

Corinthians, São Paulo e Palmeiras, juntos, vão disputar a Libertadores pela terceira vez.

A primeira foi em 2006. O campeão foi um gaúcho: o Internacional, que venceu o São Paulo nas finais.

A segunda foi em 2013. O campeão foi um mineiro: o Atlético, que venceu o paraguaio Olimpia na final, tendo antes eliminado o São Paulo nas oitavas de final.

Mineiros e gaúchos esperam que a história se repita em 2016.