Arquivo diário: 2 de dezembro de 2015

O campeão dos campeões

Palmeiras campeão @0312@    Palmeiras: primeira festa de campeão no Allianz Parque – Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Fernando Prass: campeão dos campeões da Copa do Brasil

Fernando Prass: campeão dos campeões da Copa do Brasil

No jogo, o santista Vanderlei foi mais decisivo do que ele, prova eloquente de que o Palmeiras mereceu folgadamente o título que acabou conquistando na cobrança de pênaltis ou, como reza a regra do futebol, na decisão por tiros diretos da marca penal.

Nos pênaltis, Fernando Prass garantiu caneco. Defendeu o chute de Gustavo Henrique, na segunda cobrança do Santos, e deu o primeiro título palmeirense no Allianz Parque ao  mandar para a rede de Vanderlei o pênalti decisivo.

Pode-se até lembrar que o Santos fez uma Copa do Brasil melhor do que o Palmeiras e poderia ter garantido o caneco no jogo da Vila, mas ninguém negará que o campeão é o time que dominou a finalíssima, vencendo por 2 a 1 nos 90 minutos, com gols de Dudu, e por 4 a 3 a disputa nos pênaltis.

O garoto Gabriel Jesus brilhou em campo até ter de sair ainda aos 40 minutos do primeiro tempo, novamente vítima da lesão no ombro; Lucas Barrios fez uma grande partida até ser substituído por Cristaldo na metade do segundo tempo; Dudu, além dos dois gols, multiplicou-se em campo; Matheus Sales mostrou o dom da onipresença; Robinho participou dos dois gols.

Marcelo Oliveira: campeão em sua quarta final da Copa do Brasil

Marcelo Oliveira: finalmente, campeão da Copa do Brasil

Nenhum deles teve a importância de Fernando Prass na noite da quarta que  o Palmeiras estendeu gloriosamente até a madrugada desta quinta-feira. O camisa 1 é o campeão dos campeões palmeirenses.

O comandante Marcelo Oliveira, campeão da Copa do Brasil pela primeira vez em sua quarta final, já não lhe pode cobrar o título que ele lhe roubou, com a camisa do Vasco, em 2011.

Mais do que todos, Marcelo Oliveira merecia este título que o Palmeiras acaba de conquistar pela terceira vez.

Mais do que ele, somente a torcida do palmeirense, que bateu duplo recorde no Allianz Parque – de público: 39.660 torcedores; e de renda: R$ 5.336.631,00.

Anúncios

Conmebol negocia às escondidas e paga cotas ridículas

Sem divulgar os valores e prometendo aumentar a cota dos clubes sem também dizer em quanto, a Conmebol anunciou há poucos dias a extensão do contrato com a Fox Sports para a transmissão de todos os jogos da Libertadores da América até 2018.

Assim, ou o Palmeiras ou o Santos se juntará nesta noite, após a definição do campeão da Copa do Brasil, ao trio que já se classificou no Brasileirão para disputar a Libertadores – Corinthians, Atlético Mineiro e Grêmio – sem que nenhum de seus dirigentes saiba quando receberá da Conmebol em 2016.

É a política de transparência da entidade hoje presidida pelo paraguaio Juan Angel Napout.

Em 2015, cada participante da Libertadores recebeu, por fase, os seguintes valores:

  • Primeira fase (Pré-Libertadores): R$ 965 mil
  • Fase de grupos: R$ 3,4 milhões
  • Oitavas de final: R$ 2,1 milhões
  • Quartas de final: R$ 2,5 milhões
  • Semifinal: R$ 2,7 milhões
  • Final: R$ 8,8 milhões para o campeão, R$ 3,8 milhões para o vice

A Uefa paga um pouquinho melhor aos participantes da Liga dos Campeões:

  •  Fase de grupos: € 12 milhões, mais € 1,5 milhão por vitória e € 500 mil por empate
  • Oitavos de final: € 5,5 milhões
  • Quartas de final: € 6 milhões
  • Semifinais: € 7 milhões
  • Final: € 15 milhões ao campeão, € 10,5 milhões ao vice

A CBF premia o campeão brasileiro com R$ 10 milhões, dinheirinho que um clube europeu fatura com apenas duas vitórias na fase de grupos da Liga. Pouco, mas preste atenção: é mais do o prêmio da Conmebol ao campeão sul-americano.

Romário: “o mar sempre esteve, está e estará para peixe”

Romário no Twitter e no Facebook: fim do silêncio

Romário no Twitter e no Facebook: fim do silêncio

Ele andava calado nos últimos dias, o que  nunca foi de seu feitio, mas hoje tocou o trombone em suas contas no Twitter   e no Facebook,  e ilustrou a falação com a imagem reproduzida ao lado.

Entre outras coisas, disse Romário:

♦ O Brasil é um país de tantos absurdos, que eu não condeno aqueles que têm acreditado nestes roteiros sórdidos que estão sendo disseminados ao meu respeito. Peço apenas que aguardem a resposta do Ministério Público da Suíça. Aos contrários, que insistem em me atacar sem provas, já adianto: vão me pedir desculpas de novo. Sou responsável pelo que digo e escrevo, não pelo que as pessoas interpretam.

♦ Volto a afirmar: A conta Nº 032254AA, cujo extrato foi publicado na revista Veja com saldo de R$ 7,5 milhões, não é minha, NUNCA foi e, detalhe, eu não tenho conta nenhuma no banco BSI.

 Como principal interessado na verdade plena e porque me garanto, tive a iniciativa de acionar a Procuradoria Geral da República, para que eles provoquem uma investigação na Suíça (Protocolo PGR – 00306189/2015). O objetivo é esclarecer os fatos respondendo as seguintes perguntas e tudo mais que eles entenderem ser necessário:

1) A suposta conta bancária apontada pela revista VEJA, como sendo de minha no BSI, realmente existe? 2) Algum dia existiu? 3) Houve qualquer movimentação na suposta conta bancária?

♦ Reafirmo o que disse lá atrás: Não finjo ser decente e direito, eu sou. E o mar sempre esteve, está e estará para peixe.

Será a noite dos Gabrieis?

Gabriel Jesus x Gabigol: duelo de jovens estrelas na final da Copa do Brasil

Gabriel Jesus x Gabigol: duelo de jovens estrelas na finalíssima da Copa do Brasil

Palmeiras x Santos decidirá no Allianz Parque, a partir das 22 horas, o título da Copa do Brasil, que vale ao campeão uma vaga na Libertadores de 2016 e um prêmio em dinheiro, um tanto mixuruca, de R$ 4 milhões. É o que a CBF tem a oferecer.

Fique o caneco com o Palmeiras ou com o Santos, pode ser a noite dos Gabrieis.

Pelo Santos, jogarão Gabriel, o Gabigol, artilheiro da competição, e Marquinhos Gabriel, o meia que veio por empréstimo do Al-Nassr, assumiu a vaga que Geuvânio abriu ao se contundir e não mais quer voltar para a Arábia Saudita.

Pelo Palmeiras, deve jogar Gabriel de Jesus, tido quase unanimemente como a maior revelação do futebol brasileiro em 2015.

Obrigado a deixar o campo antes dos 15 minutos do primeiro jogo da final, sentindo fortes dores no ombro direito, o garoto de 18 anos ainda é tratado oficialmente pelo Palmeiras como dúvida para a finalíssima, mas deve ser uma das estrelas da noite no Allianz Parque.

O jogo é propício ao futebol dos três Gabrieis, que já tiveram atuações decisivas nesta Copa do Brasil.

O Palmeiras vai precisar muito da criatividade do seu Gabriel. O Santos espera que, obrigado a vencer em casa, o Palmeiras saia para o jogo e abra espaços para contra-ataques iniciados por Marquinhos Gabriel e finalizados por Gabigol.

Espera-se o Palmeiras com Fernando Prass, João Pedro, Jackson, Vitor Hugo, Zé Roberto, Arouca, Matheus Sales, Robinho, Dudu, Gabriel Jesus e Lucas Barrios.

O Santos está escalado por Dorival Junior. É o mesmo time que venceu o jogo da Vila Belmiro por 1 a 0: Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique, Zeca, Renato, Thiago Maia, Lucas Lima, Marquinhos Gabriel, Gabriel e Ricardo Oliveira.