Arquivo da tag: Liga dos Campeões

Conmebol negocia às escondidas e paga cotas ridículas

Sem divulgar os valores e prometendo aumentar a cota dos clubes sem também dizer em quanto, a Conmebol anunciou há poucos dias a extensão do contrato com a Fox Sports para a transmissão de todos os jogos da Libertadores da América até 2018.

Assim, ou o Palmeiras ou o Santos se juntará nesta noite, após a definição do campeão da Copa do Brasil, ao trio que já se classificou no Brasileirão para disputar a Libertadores – Corinthians, Atlético Mineiro e Grêmio – sem que nenhum de seus dirigentes saiba quando receberá da Conmebol em 2016.

É a política de transparência da entidade hoje presidida pelo paraguaio Juan Angel Napout.

Em 2015, cada participante da Libertadores recebeu, por fase, os seguintes valores:

  • Primeira fase (Pré-Libertadores): R$ 965 mil
  • Fase de grupos: R$ 3,4 milhões
  • Oitavas de final: R$ 2,1 milhões
  • Quartas de final: R$ 2,5 milhões
  • Semifinal: R$ 2,7 milhões
  • Final: R$ 8,8 milhões para o campeão, R$ 3,8 milhões para o vice

A Uefa paga um pouquinho melhor aos participantes da Liga dos Campeões:

  •  Fase de grupos: € 12 milhões, mais € 1,5 milhão por vitória e € 500 mil por empate
  • Oitavos de final: € 5,5 milhões
  • Quartas de final: € 6 milhões
  • Semifinais: € 7 milhões
  • Final: € 15 milhões ao campeão, € 10,5 milhões ao vice

A CBF premia o campeão brasileiro com R$ 10 milhões, dinheirinho que um clube europeu fatura com apenas duas vitórias na fase de grupos da Liga. Pouco, mas preste atenção: é mais do o prêmio da Conmebol ao campeão sul-americano.

Anúncios

Que papo é esse, Capitão?

De Carlos Alberto Torres, no programa Troca de Passes, do SporTV, sobre a Seleção Brasileira:

– Tem muita coisa errada. Tem gente que diz que sou conservador, mas vi um garoto desembarcando em São Paulo, e aquilo não é jogador de seleção, é jogador de pelada. O cara de capuz na cabeça. Na Europa, você vê Neymar e todo mundo desembarcando de terninho e gravata, respeitando a instituição. Aqui, não respeitam.

O grande capitão de 1970, um dos maiores jogadores da história do futebol, que me desculpe, mas o problema da Seleção nos últimos tempos não é o estilo jovem fora de campo, mas o estilo ultrapassado exibido lá dentro.

Neymar embarca para Berlim: final da Liga dos Camepões - Foto: Miguel Ruiz/FCB

Neymar embarca para a final da Liga dos Campeões – Foto: Miguel Ruiz/FCB

Na última viagem importante feita pelo Barcelona, o voo para a final da Liga dos Campeões em Berlim, Neymar e companheiros embarcaram vestidos informalmente em jeans. E voltaram campeões. Os jogadores da Juventus foram “de terninho e gravata, respeitando a instituição”, como quer o Capitão. E, formalmente vestidos, voltaram para a Itália sem o caneco.

A elegância que está faltando à nossa Seleção é aquela que, com a bola aos pés, Carlos Alberto Torres exibiu durante duas décadas entre os aos 1960 e 1980, e craques como Neymar e Messi exibem hoje em dia.

Daniel Alves: pé, corpo e cabeça no Barça

Messi e Daniel na Copa do Rei: bons amigos

Messi e Daniel na Copa do Rei: bons amigos

Menos de duas semanas depois de dizer que estava com “um pé, o corpo e a cabeça fora do Barcelona”, Daniel Alves acertou a permanência no clube por mais duas temporadas – com opção para uma terceira.

Entre a bronca do lateral brasileiro e o novo acordo, o Barcelona conquistou os títulos da Copa do Rei e da Liga dos Campeões da Europa.

Daniel Alves, que completou 32 anos há pouco mais de um mês, brilhou nas duas finais. E é o melhor amigo de Lionel Messi no Barça.

Barça é campeão espanhol e quer muito mais

Messi: campeão vai brigar por artilharia

Messi: campeão vai brigar por artilharia

Faltou Suárez, mas Pedro cumpriu bem o papel de coadjuvante no minuto decisivo, o 20º do segundo tempo: Messi recebeu a bola dentro da área do Atlético, tocou-a para ele, que a devolveu para que o camisa 10 fizesse 1 a 0, o bastante para o Barcelona conquistar o título espanhol sem depender das idas e vindas do placar de Espanyol x Real Madrid.

Cristiano Ronaldo acabou fazendo três na vitória do Real por 4 a 1 e lidera o pelotão de artilheiros, com 44 gols, três a mais do que Messi.

É o que resta para ser decidido na última rodada.

E o Barça de Messi ganhou tempo de sobra para as duas últimas batalhas da temporada, ambas valendo caneco: a Copa do Rei, no dia 30, e a Liga dos Campeões da Europa, no dia 6 de junho.

O título espanhol é apenas o começo. O Barça quer tudo e, ao que parece, tudo terá.

É lá que se joga o melhor futebol brasileiro

São Paulo e Atlético Mineiro jogam na noite desta quarta-feira, 15 de abril, partidas decisivas para a sobrevivência na Libertadores, mas o melhor futebol brasileiro será visto mais cedo em campos europeus.

Na França, Marquinhos, Thiago Silva e Maxwell enfrentarão Neymar no PSG x Barcelona que começa a decidir uma das vagas nas semifinais da Liga dos Campeões.

A festa poderia ser ainda mais brasileira. Lucas e David Luiz, baleados, ficam no banco e Thiago Motta, ainda contundido, desfalca a equipe francesa. Daniel Alves, suspenso, não joga pelo time espanhol, mas Adriano pode ser o seu substituto.

Em Portugal, no outro jogo das quartas de final da Liga, a festa será brasileira com certeza. Fabiano, Danilo, Alex Sandro e Casemiro entrarão em campo com a camisa do Porto contra o Bayern de Rafinha, Dante e Thiago Alcântara.

O Porto ainda não atingiu o status de real candidato ao título europeu, mas é a única equipe que chegou invicta às quartas de final. E o Bayern tem desfalques significativos, todos por contusão – Ribéry, Robben e Schweinsteiger, entre eles.

O certo é que Paris e Porto verão muito mais craques brasileiros em ação nesta quarta-feira do que Guadalajara e Montevidéu.