Arquivo da tag: Campeonato Espanhol

Hoje não tem Neymar, mas este não é o problema

'Olé' escancara torcida contra Neymar e companhia

‘Olé’ escancara torcida contra Neymar e companhia

O Barcelona nada tem a perder com a ausência de Neymar no jogo das 17h45 (horário brasileiro) contra o Bayer em Leverkusen pela última rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Garantidíssimo no primeiro lugar do Grupo E, com oito pontos de vantagem sobre o adversário desta tarde e sobre a Roma, terceira colocada, o Barça joga apenas para cumprir tabela e melhorar ainda mais as estatísticas.

Foi no treino de ontem, na Alemanha, que Neymar sofreu, segundo o comunicado do departamento médico do Barcelona, uma “pequena lesão” no músculo adutor da perna esquerda.

Pode ser que fique de fora também do jogo contra o Deportivo La Coruña, sábado, pelo Campeonato Espanhol. Nem por isso Luis Enrique morrerá de preocupação.

O que preocupa o Barça é a possibilidade de não contar com o craque brasileiro no Mundial de Clubes.

Daqui a oito dias, já pelas semifinais, o campeão europeu enfrentará o vencedor do confronto entre o América, do México, e o Guangzhou Evergrande, da China.

Três dias depois, deverá decidir o título, muito provavelmente contra o River Plate, que terá enfrentado nas semifinais o Mazembe ou o Sanfrecce Hiroshima ou o Auckland City.

O campeão sul-americano já está no Japão treinando para a grande final e torcendo para que Neymar continue em tratamento na Espanha. A mídia argentina também está na torcida, como mostra a despudorada primeira página do jornal Olé nesta quarta-feira.

Atualização

Vai começar o mata-mata na Liga dos Campeões. Fechada hoje a fase de grupos, estão definidos os 16 times que vão para as oitavas de final.

Em primeiro lugar em seus grupos, ficaram Real Madrid, Wolfsburg, Atlético de Madrid, Manchester City, Barcelona, Bayern, Chelsea e Zenit.

Não se cruzam nas oitavas.

O sorteio dos jogos vai cruzá-los com os segundos colocados em cada  grupo: PSG, PSV, Benfica, Juventus, Roma, Arsenal, Dínamo de Kiev e Gent.

O sorteio dos confrontos das oitavas será na segunda-feira, dia  14. Os jogos serão disputados em fevereiro e março de 2016.

Anúncios

Jogo de altíssimo risco em Madri: Real x Barça

O Real Madrid x Barcelona deste sábado (às 15h15, no horário brasileiro) é o maior evento do fim de semana em todo o vasto mundo da bola, pode marcar a volta de Lionel Messi aos campos, tem Cristiano Ronaldo e Bale de um lado e Neymar e Suárez do outro, vale a liderança do Campeonato Espanhol.

Poderia ser um jogo tranquilo, apesar da rivalidade histórica, reforçada nos últimos tempos pelo apoio ostensivo da torcida do Barça à luta pela independência da Catalunha.

É um jogo de altíssimo risco, no entanto, avaliam as autoridades madrilenas depois das ações terroristas patrocinadas pelo Estado Islâmico em Paris na semana passada.

Cerca de 2.500 homens estão mobilizados para garantir – ou tentar garantir – a segurança no Santiago Bernabeu. Metade do contingente é de policiais; a outra metade, de seguranças privados do Real.

E a gente por aqui achava que perigoso seria o Vasco x Corinthians da quinta-feira em São Januário…

Acabou a moleza, Neymar

Neymar tem dureza pela frente: Argentina x Brasil no dia 12, Real x Barça no dia 21

Neymar tem dureza pela frente: Argentina x Brasil no dia 12, Real x Barça no dia 21

Jogaço nesta tarde no Camp Nou: Barcelona 3 x 0 Villareal, com dois gols de Neymar, um para entrar na antologia dos golaços de todos os tempos, e outro de Suárez em cobrança de pênalti sofrido pelo cracaço brasileiro.

Foi o nono jogo do Barça sem Messi desde que ele rompeu um ligamento do joelho esquerdo em 26 de setembro. Foi a sétima vitória, a que se somam um empate e uma derrota.

É preciso esperar que o Real Madrid enfrente o Sevilla daqui a pouco, mas, por enquanto, a liderança do Campeonato Espanhol é do Barcelona. E o artilheiro do campeonato é Neymar, com 11 gols, dois a mais do que o companheiro Suárez, três a mais do que o rival Cristiano Ronaldo.

O craque que assumiu sem vacilo a liderança técnica do Barça desde a contusão de Messi brilhou também no meio de semana, com dois gols e uma assistência nos 3 x 0 sobre o BATE Borisov pela Liga dos Campeões da Europa.

E daí?

Tudo isso pouco importa ao torcedor brasileiro.

O que se quer saber por aqui é se Neymar, com a camisa da Seleção, vai também brilhar na quinta-feira, em Buenos Aires, contra a Argentina – que não terá Messi nem Aguero no jogo pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

E depois, no dia 17, o que ele fará contra o Peru.

Resolvidos os problemas por aqui, Neymar terá mais um problemão pela frente tão logo retorne à Espanha: o Real x Barça da 12ª rodada do Campeonato Espanhol, em Madri, no dia 21.

Até este domingo de glórias mil, foi moleza a vida do nosso Neymar na atual temporada europeia.

Uma semana para Neymar esquecer

A bola não tem lhe sido fiel nos últimos dias, a Receita Federal não larga do seu pé, o Tribunal Arbitral do Esporte o tirou em definitivo dos dois primeiros jogos da Seleção pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Para piorar, depois da atuação apagada nos 2 a 1 sobre o Bayer Leverkusen na terça feira, acaba de ser derrotado pelo Sevilla por 2 a 1 em seu centésimo jogo com a camisa do Barcelona.

Mesmo tendo voltado a jogar bem e marcado, em cobrança de pênalti, o gol do Barça em Sevilha, são dias para Neymar riscar de sua biografia.

Aquele La Coruña é apenas um pôster na parede

Djalminha: quando o Deportivo era campeão

Djalminha: quando o Deportivo era campeão

Parece que, dos titulares, o Barça vai escalar apenas os fominhas Messi e Neymar no jogo de logo mais contra o Deportivo La Coruña pela última rodada do Campeonato Espanhol.

Afinal, tudo é festa em Barcelona.

Campeão espanhol desde a penúltima rodada, o time de Luis Enrique está se guardando para a decisão do título europeu no dia 6 de junho, embora ainda tenha pela frente um jogo apronto de luxo, no próximo sábado, contra o Athletic Bilbao, valendo o caneco da Copa do Rei.

O Deportivo La Coruña, no entanto, jogará no Camp Nou para escapar ao rebaixamento. E precisa da vitória para não ficar na dependência de outros resultados. Bem que Luís Enrique poderia ser mais camarada e escalar os outros nove, mas poupar Messi e Neymar.

O jogo tem certo encanto para os brasileiros, não apenas aqueles que acompanham o Barça de hoje, mas também os que torceram pelo Deportivo La Coruña nas temporadas em que lá brilharam Mauro Silva, Bebeto, Rivaldo e, campeões espanhóis em 2000, o zagueiro Donato e o cracaço Djalminha.

Hoje, aqueles bons times são apenas pôsteres na parede de uns poucos saudosistas.

Atualização

Messi não perdoa: fez dois e chegou aos 43 gols em 38 jogos do Campeonato Espanhol.

Na despedida do capitão Xavi Hernández, diante de 93.743 torcedores no Camp Nou, Barcelona 2 x 2 Deportivo La Coruña.

Ufa! O Deportivo escapou da degola e continua na elite em 2016.

Barça é campeão espanhol e quer muito mais

Messi: campeão vai brigar por artilharia

Messi: campeão vai brigar por artilharia

Faltou Suárez, mas Pedro cumpriu bem o papel de coadjuvante no minuto decisivo, o 20º do segundo tempo: Messi recebeu a bola dentro da área do Atlético, tocou-a para ele, que a devolveu para que o camisa 10 fizesse 1 a 0, o bastante para o Barcelona conquistar o título espanhol sem depender das idas e vindas do placar de Espanyol x Real Madrid.

Cristiano Ronaldo acabou fazendo três na vitória do Real por 4 a 1 e lidera o pelotão de artilheiros, com 44 gols, três a mais do que Messi.

É o que resta para ser decidido na última rodada.

E o Barça de Messi ganhou tempo de sobra para as duas últimas batalhas da temporada, ambas valendo caneco: a Copa do Rei, no dia 30, e a Liga dos Campeões da Europa, no dia 6 de junho.

O título espanhol é apenas o começo. O Barça quer tudo e, ao que parece, tudo terá.

O Barça fica pertinho do título espanhol

Barça grita no Twitter para festejar Neymar

Barça grita no Twitter para festejar Neymar

Quando terminou o primeiro tempo, o Valencia vencia por 2 a 0 e o Real Madrid tinha acertado três vezes a trave do brasileiro Diego Alves, que ainda se deu ao trabalhou de defender um pênalti cobrado por Cristiano Ronaldo.

O resultado era mais do que um desastre. Deixaria o Real a cinco pontos de distância do líder Barcelona, que um pouco antes tinha vencera a Real Sociedad sem precisar forçar muito a barra, principalmente depois de Neymar abrir o placar aos 5 minutos do segundo tempo, coincidentemente aos 50 minutos de jogo.

Foi o 50º gol do craque brasileiro pelo Barça. O clube festejou imediatamente em sua conta no Twitter:

Minuto 50: GOOOOOOOOOL DEL BARÇA. GOOOOOOOOOOL DE NEYMAR (1-0)  #FCBlive

Em Madri, o Real voltou a fazer força no segundo tempo até diminuir a desvantagem com um gol de Pepe aos 10 minutos e finalmente chegar aos 2 a 2 a sete minutos do final.

Não era isso que o campeão europeu queria, mas pelo menos a distância para o Barcelona na briga pelo título espanhol ficou em quatro pontos.

Mesmo assim, é muito. Faltam só duas rodadas e ao Barça basta vencer um jogo.

O próximo é parada dura, duríssima, contra o Atlético, em Madri. O último é moleza pura, em Barcelona contra o Deportivo La Coruna, penúltimo colocado.