Arquivo da tag: Grêmio

Libertadores: a história favorece gaúchos e mineiros

Corinthians, São Paulo e Palmeiras, juntos, vão disputar a Libertadores pela terceira vez.

A primeira foi em 2006. O campeão foi um gaúcho: o Internacional, que venceu o São Paulo nas finais.

A segunda foi em 2013. O campeão foi um mineiro: o Atlético, que venceu o paraguaio Olimpia na final, tendo antes eliminado o São Paulo nas oitavas de final.

Mineiros e gaúchos esperam que a história se repita em 2016.

Anúncios

É o fim

Vascaínos choram no Couto Pereira @0612@

Encerra-se assim o domingo:

♦ Em vários jogos, antes que a bola começasse a rolar de verdade, os jogadores cruzaram os braços pedindo a renúncia do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, que espertamente está de licença.

♦ Nunca houve campeão como o Corinthians desde que o Brasileirão dos pontos corridos é disputado por 20 times.

♦ O Atlético Mineiro é o vice-campeão de 2015, repetindo o que fizera em 1977, 1980, 1999 e 2012.

♦ O São Paulo vai disputar a Libertadores de 2016, direito que Corinthians, Atlético Mineiro e Grêmio já tinham assegurado no Brasileirão e o Palmeiras na Copa do Brasil.

♦ Figueirense, Vasco e Goiás se juntam ao Joinville para disputar em 2016 a Segundona.

♦ Eurico Miranda está de mudança para a Sibéria.

Em busca de um goleador

O Grêmio procura desesperadamente um goleador para reforçar o time na próxima temporada.

Segundo o presidente Romildo Bolzan Júnior, é “a prioridade das prioridades”.

Foi o que lhe pediu o técnico Roger Machado.

Garantido na Libertadores, ainda sonhando com o vice-campeonato, o Grêmio tem hoje o sexto ataque mais positivo do Brasileirão, com 50 gols marcados em 37 jogos, menos do que o Corinthians (70), o Atlético Mineiro (62), o Santos (54), o São Paulo e o Sport, ambos com 52.

O Atlético que se cuide com o Grêmio

Perdido de vez o sonho do título, o Atlético Mineiro vai ter de concentrar as forças para não sair do segundo lugar até o fim deste Brasileirão que co-protagonizou com o Corinthians durante um bom tempo.

É que o Grêmio quer muito o vice-campeonato, como fez questão de martelar o técnico Roger Machado em todas as entrevistas depois dos 2 a 0 de ontem sobre o Flamengo.

Profissional ligado nos interesses do clube,  Roger relembrou, inclusive, que há uma boa diferença entre o prêmio financeiro reservado pela CBF ao vice-campeão (R$ 6,3 milhões) e ao terceiro colocado (R$ 4,1 milhões).

Não é só o dinheiro, porém, que motiva o jovem treinador gremista a cobrar do time:

– Além disso, faz parte das nossas obrigações buscar a melhor colocação possível nas competições. Se o título ficou longe, temos de brigar pela segunda colocação. É importante buscar o maior objetivo que podemos alcançar. Temos agora a menor diferença das últimas rodadas entre nós e o Atlético Mineiro Isso nos dá ânimo para seguir lutando.

Grêmio põe os pés na China

O Grêmio está fazendo um convênio com a escola de futebol Black Panthers de Zhuhai, cidade da província chinesa de Guangdong, para ajudá-la na descoberta e no desenvolvimento técnico de jogadores que possam chegar aos times da primeira divisão do país.

E sonha com uma grandiosa contrapartida:

– A presença do Grêmio na China pode ser um impulso para sua marca num país de grande população – lembra Hugo Manzanilla, CEO da Black Panthers, que trabalha com 26 campos de futebol e emprega 90 treinadores.

Se o futebol realmente pegar por lá, como parece que vai pegar, o mercado chinês poderá mudar muita coisa no futebol mundial.

Matemática em campo: Corinthians 94 x 5 Atlético Mineiro

Após a 30ª rodada, os cientistas do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais calculavam em 81.4% as chances de o Corinthians ser o campeão brasileiro de 2015. O Atlético Mineiro tinha 16.3%.

Os cálculos de hoje  dão 94.3% ao Corinthians e 5.5% ao Atlético.

Ainda não é hora de os gremistas desistirem. Sobram-lhe 0.24% de chance de ficar com o caneco.

Fla tem maior público, Palmeiras e Corinthians faturam mais

Fla em casa: 33.689 pagantes por jogo

Fla em casa: 33.689 pagantes por jogo no Brasileirão

Embora colocado em sétimo lugar, a quatro pontos do G-4, o Flamengo é o maior sucesso de público deste Brasileirão.

Nove times  têm média inferior como mandantes ao jogo de menor público do Fla – o 1 a 0 sobre a Chapecoense em 6 de junho.

Com um público médio de 33.689 pagantes por jogo no campeonato, o Flamengo levou apenas 16.960 torcedores ao Maracanã na noite daquele sábado.

Pouco? É mais do que a média de público de Atlético Paranaense, Coritiba, Santos, Joinville, Avaí, Goiás, Figureirense, Ponte Preta e Chapecoense na competição.

Embora leve mais público aos estádios, o Flamengo fatura menos na bilheteria do que Palmeiras e Corinthians.

A diferença está no preço cobrado pelos ingressos: em média, R$ 44,40 nos jogos do Fla; R$ 57,92 nos do Corinthians; R$ 67,09 nos do Palmeiras.

Resultado: enquanto o Fla faturou pouco menos de R$ 21 milhões nas bilheterias, o Corinthians arrecadou pouco mais de R$ 25 milhões e o Palmeiras passou dos R$ 30 milhões.

Quarto e quinto colocados na lista de maiores arrecadadores neste Brasileirão, o Grêmio e o Atlético Mineiro, somados, faturaram R$ 26 milhões.

Os números mostram que os bons resultados financeiros estão ligados ao sucesso esportivo. Dos cinco que estão se dando bem nas bilheterias, só o Flamengo está fora do G-4.

Para conferir todos os números, inclusive os do seu time, vá ao site Footstats.net, fonte de consulta sempre acessada por este blog.