Arquivo da tag: Troca de técnicos

Tite e Joel provam que o futebol brasileiro está mudando?

Tite: até o fim

Tite: do começo ao fim

Tite começou e vai terminar o Brasileirão no comando técnico do Corinthians.

É uma exceção absoluta.

Não, não. É uma exceção relativa.

O São Paulo também começou sob o comando de Milton Cruz e tudo indica que sob o comando de Milton Cruz irá até o fim. Acontece que, entre um e outro Milton, lá estiveram Juan Carlos Osorio e Doriva.

O Corinthians é mesmo uma gloriosa exceção. Todos os outros 19 times mudaram de treinador pelo menos uma vez – como o Atlético Mineiro, vice-líder, está mudando às vésperas da penúltima rodada e o Avaí, sócio do Z-4, mudou após a 34ª rodada.

O Goiás é o recordista: foi comandado por Hélio dos Anjos, Julinho Camargo, Arthur Neto e Danny Sergio.

Joel: sem chance

Joel: sem chance

Entre os treineiros, ninguém mudou tanto quanto Doriva, que começou no Vasco, foi para a Ponte Preta, mudou-se para o São Paulo e agora está desempregado.

Tantas vagas foram abertas durante a temporada, mas desta vez Joel Santana não conseguiu uma boquinha sequer!!!

Pode-se dizer que o futebol brasileiro está mudando?

Publicidade

Paulistão sem troca-troca deveria inspirar CBF

O Campeonato Paulista de 2016 terá uma novidade que deveria ser adotada pela CBF, começando pelo Brasileirão: nenhum técnico poderá trocar de clube durante a competição.

Quem pedir demissão ou for demitido deve ir procurar emprego em outra freguesia.

Se tal norma valesse no Brasileirão de 2015, Doriva não estaria no São Paulo nem teria treinado a Ponte Preta depois de sair do Vasco.

E mais: Marcelo Oliveira não teria assumido o comando do Palmeiras depois de ser demitido do Cruzeiro.

E muito mais:

♦ Vanderlei Luxemburgo não teria trabalhado no Flamengo e no Cruzeiro

♦ Oswaldo de Oliveira não teria ido para o Fla depois de perder o emprego no Palmeiras

♦ Cristóvão Borges não estaria trabalhando no Atlético Paranaense após ser despedido do Fla

♦ Guto Ferreira não estaria sofrendo na Chapecoense depois de ser dispensado pela Ponte Preta

♦ Argel Fucks não teria abandonado o Figueirense para comandar o Internacional

♦ Eduardo Baptista não teria trocado o Sport pelo Fluminense