Arquivo da categoria: Negócios

É tudo que a Fifa tem a dizer?

O título não poderia ser mais protocolar: Declaração da FIFA – 3 de dezembro. A nota (em espanhol e em inglês )sobre a prisão nesta quinta-feira de mais dois vice-presidentes da entidade – o paraguaio Miguel Angel Napout, presidente da Conmebol, e o hondurenho Alfredo Hawit, presidente interino da Concacaf – não poderia ser mais concisa:

A Fifa está a par das ações levadas a cabo hoje, 3 de dezembro, pelo Departament de Justiça dos Estados Unidos. A Fifa continuará cooperando totalmente com as investigações norte-americanas, como autoriza a lei suíça, e com a investigação liderada para Procuradoria Geral da Suíça. A Fifa bão fará mais comentários sobre os acontecimentos de hoje.

A nota do Ministério da Justiça da Suíça omite o nome dos presos, mas dá as razões da ação policial pedida pelas autoridades norte-americanas:

Dirigentes do alto escalão da Fifa são acusados de receber dinheiro em troca da venda de direitos de marketing ligados a torneios de futebol na América Latina, assim como de partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo. De acordo com os mandados de prisão, algumas das infrações foram acordadas e preparadas nos EUA. Os pagamentos também foram processados via bancos dos EUA.

Anúncios

Conmebol negocia às escondidas e paga cotas ridículas

Sem divulgar os valores e prometendo aumentar a cota dos clubes sem também dizer em quanto, a Conmebol anunciou há poucos dias a extensão do contrato com a Fox Sports para a transmissão de todos os jogos da Libertadores da América até 2018.

Assim, ou o Palmeiras ou o Santos se juntará nesta noite, após a definição do campeão da Copa do Brasil, ao trio que já se classificou no Brasileirão para disputar a Libertadores – Corinthians, Atlético Mineiro e Grêmio – sem que nenhum de seus dirigentes saiba quando receberá da Conmebol em 2016.

É a política de transparência da entidade hoje presidida pelo paraguaio Juan Angel Napout.

Em 2015, cada participante da Libertadores recebeu, por fase, os seguintes valores:

  • Primeira fase (Pré-Libertadores): R$ 965 mil
  • Fase de grupos: R$ 3,4 milhões
  • Oitavas de final: R$ 2,1 milhões
  • Quartas de final: R$ 2,5 milhões
  • Semifinal: R$ 2,7 milhões
  • Final: R$ 8,8 milhões para o campeão, R$ 3,8 milhões para o vice

A Uefa paga um pouquinho melhor aos participantes da Liga dos Campeões:

  •  Fase de grupos: € 12 milhões, mais € 1,5 milhão por vitória e € 500 mil por empate
  • Oitavos de final: € 5,5 milhões
  • Quartas de final: € 6 milhões
  • Semifinais: € 7 milhões
  • Final: € 15 milhões ao campeão, € 10,5 milhões ao vice

A CBF premia o campeão brasileiro com R$ 10 milhões, dinheirinho que um clube europeu fatura com apenas duas vitórias na fase de grupos da Liga. Pouco, mas preste atenção: é mais do o prêmio da Conmebol ao campeão sul-americano.

Neymar ainda rende mais ao Santos do que a bilheteria

O Santos tem a receber do Barcelona € 2 milhões – ou, arredondando a taxa de câmbio, R$ 8,2 milhões – por conta da indicação de Neymar à final da Bola de Ouro.

Os 18 jogos disputados na Vila Belmiro neste Brasileirão renderam ao Santos um total de  R$ 5,1 milhões. Brutos.

É assim que se faz futebol profissional no Brasil.

Uma espécie ameaçada de extinção

Fernando Sarney, filho você sabe de quem, é um exemplo da sobrevivência da espécie: começou a brincar de cartola na CBF dos tempos de Ricardo Teixeira, atravessou a era José Maria Marin e agora reluz sob a proteção de Marcos Polo Del Nero.

Quase três décadas depois de entrar na brincadeira, vai ser o homem do futebol brasileiro no Comitê Executivo da Fifa.

Vai?

Há quem ache que a espécie está finalmente ameaçada de extinção, sobretudo os exemplares levados a voar acima do que lhes permitem as próprias asas. Correm o risco de serem abatidos em pleno voo.

CBF paga bem ao presidente e premia mal os campeões

O Botafogo resolveu repassar ao elenco todo o prêmio que recebeu da CBF como campeão da Série B.

No total, R$ 400 mil.

É o equivalente a dois meses de ‘salário’ do presidente da CBF.

– O valor chega a ser ridículo – reclama o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, referindo-se ao prêmio, claro, e não ao ‘salário’ do cartola-mor.

Del Nero sai da Fifa e Ronaldo pede que deixe também CBF

Marco Polo Del Nero não faz mais parte do Comitê Executivo da Fifa.

Desgostoso com o resto do mundo desde que o parceiro José Maria Marin e vários outros dirigentes do futebol internacional foram presos em Zurique, a ponto de se recusar a sair do Brasil até para ir ao Paraguai, o presidente da CBF se reuniu hoje de manhã no Rio com dirigentes da Conmebol para acertar que seu vice Fernando Sarney o substituirá nos altos escalões da Fifa.

Agora vão pipocar os pedidos para que Del Nero saia também da CBF. Ronaldo, o Fenômeno, abriu a lista:

– Eu acho que ele deve sair. Ele tem evitado ir aos jogos, parece que está fugindo de alguma coisa.

Do que fugiria o presidente Marco Polo Del Nero?

Talvez o FBI saiba.

Atualização

Somente às 15h57, o site da CBF  publicou a informação, em Nota Oficial:

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, comunica que solicitou, nesta quinta-feira (26), junto à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) o seu desligamento do Comitê Executivo da FIFA. Indicou para a sua vaga o vice-presidente da CBF, Fernando Sarney, cujo nome foi aprovado por unanimidade na reunião desta manhã.

Del Nero informa também que permanecerá com sua cadeira no Comitê Executivo da Conmebol e que, neste momento, optou por dar atenção integral aos debates e temas do futebol brasileiro.

 Há pouco mais de um mês, no dia 11 de outubro, em outra Nota Oficial  a CBF tinha publicado:

Não procede a informação que Marco Polo Del Nero tenha ameaçada sua posição no Comitê Executivo da FIFA.

Procedia, confirmou-se hoje. Naquela Nota, a CBF dizia ainda:

Não há nenhuma prova de que Marco Polo Del Nero seja investigado pelo FBI. Vale lembrar, quando existente, uma investigação não significa uma condenação.

Aguardam-se novas Notas Oficiais.