Marin rezou, mas não se confessou

Pela primeira vez desde que chegou a Nova York, José Maria Marin deixou o apartamento na 5ª Avenida, que lhe serve de prisão domiciliar, e foi à missa na Catedral de St. Patrick.

Não se confessou.

Afinal, como disse ao Raymond Dearie, é inocente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s