Arquivo diário: 2 de novembro de 2015

Remo é roubado em casa e não vai à final da Série D

Sete homens armados invadiram nesta segunda-feira a sede do Clube do Remo, em Belém,  e levaram R$ 423.632,00 que estavam reservados ao pagamento de funcionários e jogadores.

Pouco depois, no Mangueirão, o Remo empatou por 0 a 0 com o Botafogo de Ribeirão Preto e, como havia sido derrotado no primeiro jogo das semifinais por 1 a 0, perdeu a chance de se classificar para a final da Série D do Campeonato Brasileira.

Botafogo e River, do Piauí, disputarão o título.

Anúncios

De graça, Keirrison não joga

Com os salários atrasados, o atacante Keirrison, uma promessa que jamais vingou em nosso futebol, comunicou aos dirigentes do Coritiba na sexta-feira, depois de treinar a semana inteira, que não jogaria no sábado contra o Figueirense.

Se nos últimos anos não tem jogado nem quando é pago, imagine-se de graça…

Direito dele, já que o clube não tem cumprido o dever elementar de pagar em dia os salários de seus empregados.

O diretor Valdir Barbosa, no entanto, estrilou em entrevista  à Gazeta do Povo, depois do 1 a 1 no outo Pereira:

– Fizemos a quitação dos salários, mas ele deve ter ido verificar o saldo e ainda não tinha caído. Aí pediu para não concentrar, dizendo que não estaria pronto para o jogo.

Barbosa ainda se achou no direito de dar uma lição ao jogador:

– Não quer jogar, não vai jogar, mas ele tem um contrato para cumprir. Tinha que ter jogado, independentemente do salário estar em dia ou não, e depois ter procurado o que fazer.

Direitos trabalhistas não são a especialidade do diretor de futebol do Coritiba. Deveres do empregador, então, nem pensar…

Jadson é o cara

Jadson é o cara @0211@

O Corinthans deve diretamente a Jadson 24 dos 61 gols que marcou até agora no Brasileirão.

Jadson fez 12 e deu o passe para outros 12, incluindo dois nos 3 a 0 de ontem sobre o Atlético Mineiro que valeram como comemoração pelo seu centésimo jogo com a camisa corintiana.

Ricardo Oliveira, artilheiro do campeonato com 20 dos 54 gols santistas, fez uma assistência.

Lucas Pratto marcou 12 e fez o passe para outros três do Atlético Mineiro, segundo melhor ataque do Brasileirão, com 56 gols.

Vágner Love, o companheiro corintiano que também marcou tantos gols quanto Jádson, contabiliza duas assistências no campeonato.

Aos 32 anos, completados 5 de outubro, Jadson Rodrigues da Silva, paranaense de Londrina que já foi chamado de Magic Jadson, é o cara deste Brasileirão.

Para felicidade de todos os corintianos e, em especial, do técnico Tite, que sempre confiou nele, Jadson está cumprindo a promessa que fez ao desembarcar em Itaquera no ano passado, trocado temporariamente com o São Paulo por Alexandre Pato:

– Fico feliz por vestir a 10 do Corinthians, uma camisa de grande peso. Grandes jogadores já usaram o número, como Neto e Rivellino. A torcida pode ter certeza de que darei o meu melhor.

Até ele, sempre discreto e humilde, acha que o Corinthians fez bom negócio, como deixou claro em diálogo com a repórter Camila Mattoso publicado na Folha de domingo:

– Quem acha que se deu melhor na troca entre você e o Pato?

– Com certeza, foi o Corinthians. É a minha opinião.

Autor de dez gols e cinco assistências no Brasileirão, Alexandre Pato talvez concorde.

O Vasco está quase lá. De novo.

Edmundo, no Instagram: "Meu coração está assim"

Edmundo, no Instagram: “Meu coração está assim”

Para desespero de nossa copeira Maria Antonieta, que andava tirando onda de matemática nos últimos dias e nem sequer veio trabalhar hoje, embora estivesse na escala do feriadão, o glorioso Vasco de outras e antigas jornadas está praticamente garantido na Segundona em 2016, repetindo os feitos de 2009 e 20014.

Depois da 33ª rodada, em que o Goiás foi o único dos ameaçados a vencer o seu jogo, derrotando o Internacional de virada por 2 a 1 no Serra Dourada, ficaram assim os índices de risco de cada um dos seis candidatos a disputar a Segunda Divisão na próxima temporada, segundo os cálculos dos principais sites de previsão matemática que analisam, a cada rodada, o andamento do Campeonato Brasileiro:

Chance de gol 

Vasco – 98.7 %

Joinville – 94.1 %

Coritiba – 77.1 %

Goiás – 44.9 %

Avaí – 64.4 %

Figueirense – 19.3 %

Departamento de Matemática da UFMG 

Vasco – 96.8%

Joinville – 92.7%

Coritiba – 65.7%

Avaí – 58.1%

Goiás – 56.3%

Figueirense – 28.5%

Infobola

Vasco  – 96%

Joinville – 92%

Coritiba – 70%

Goiás – 58%

Avaí – 52%

Figueirense – 28%

Mais triste do que nossa Maria Antonieta nem Edmundo, que postou a desolação, devidamente ilustrada, em sua conta no Instagram:

Meu coração está assim !! Mas eu ainda acredito.

O Atlético que se cuide com o Grêmio

Perdido de vez o sonho do título, o Atlético Mineiro vai ter de concentrar as forças para não sair do segundo lugar até o fim deste Brasileirão que co-protagonizou com o Corinthians durante um bom tempo.

É que o Grêmio quer muito o vice-campeonato, como fez questão de martelar o técnico Roger Machado em todas as entrevistas depois dos 2 a 0 de ontem sobre o Flamengo.

Profissional ligado nos interesses do clube,  Roger relembrou, inclusive, que há uma boa diferença entre o prêmio financeiro reservado pela CBF ao vice-campeão (R$ 6,3 milhões) e ao terceiro colocado (R$ 4,1 milhões).

Não é só o dinheiro, porém, que motiva o jovem treinador gremista a cobrar do time:

– Além disso, faz parte das nossas obrigações buscar a melhor colocação possível nas competições. Se o título ficou longe, temos de brigar pela segunda colocação. É importante buscar o maior objetivo que podemos alcançar. Temos agora a menor diferença das últimas rodadas entre nós e o Atlético Mineiro Isso nos dá ânimo para seguir lutando.