Arquivo diário: 8 de novembro de 2015

Empate dá pequena folga ao Santos no G-4

Num campo totalmente encharcado e nada propício ao toque de bola, o Santos não saiu do 0 a 0 com o Joinville, mantendo a sina de não ganhar nem dos mais fraquinhos fora de casa.

O resultado em Joinville não lhe foi de todo ruim, pois lhe dá um ponto de vantagem sobre o São Paulo, derrotado pelo Cruzeiro por 2 a 1 em Belo Horizonte.

Afunilou de vez a briga pelo G-4: além do duo paulista, voltou o Internacional, empatado com o São Paulo em pontos (53) e vitórias (15), mas atrás no saldo de gols (7 a -1).

Se vencer o jogo desta noite contra o Grêmio, o Sport chegará a 52 pontos e continuará sonhando em disputar a Libertadores de 2016.

Atualização

O Sport venceu o Grêmio por  1 a 0, chegou aos 52 pontos e voltou à briga pela vaga no G-4 – ou talvez ate G-5

 O Grêmio estacionou nos 59 pontos, a seis do Atlético Mineiro, e está praticamente garantido na Libertadores de 2016, mas ser vice-campeão ficou quase impossível.

E quando o Corinthians será formalmente campeão?

Giovanni Augusto e Dátolo comemoram gol atleticano

Giovanni Augusto e Dátolo comemoram gol atleticano

Ainda não foi nesta rodada que a conta fechou: Figueirense 0 x 1 Atlético Mineiro, um joguinho chato apitado por um juiz muito ruim, mantém a diferença de  11 pontos entre  líder vice-líder, restando ainda há 12 pontos em jogo até o fim do Brasileirão.

Dátolo fez o gol da vitória atleticana aos 45 minutos do segundo tempo. Portanto, o Corinthians ainda não é formalmente o campeão brasileiro de 2015.

Fica a dúvida: quando será?

♦ Dia 19, quando enfrentará o Vasco no Rio, ainda não se sabe em que estádio, enquanto o Atlético Mineiro jogará contra o São Paulo no Morumbi?

♦ Dia 22, no Itaquerão, onde receberá o São Paulo no mesmo horário em que o Atlético será o anfitrião do Goiás no Independência?

♦ Dia 29, ao visitar o Sport no Recife enquanto o Atlético jogará em Porto Alegre contra o Grêmio?

♦Dia 6 de dezembro, na última rodada, em Itaquera, com o Avaí como adversário, ao mesmo tempo em que, no Independência, o Atlético receberá a Chapecoense?

Será que vale perguntar: nenhuma das hipóteses anteriores?

Muito mais provável é que a resposta certa seja a primeira: dia 19, quando Cássio, Gil, Elias e Renato Augusto terão voltado da Seleção. Afinal, eles merecem comemorar.

Não se esqueça, porém, de que nem tudo está decidido. Segundo o Departamento de Matemática do Universidade Federal de Minas Gerais, o Atlético Mineiro ainda tem chance de conquistar o título.

Exatos 0,037% de chance.

Não é nada, não é nada, não é nada.

Acabou a moleza, Neymar

Neymar tem dureza pela frente: Argentina x Brasil no dia 12, Real x Barça no dia 21

Neymar tem dureza pela frente: Argentina x Brasil no dia 12, Real x Barça no dia 21

Jogaço nesta tarde no Camp Nou: Barcelona 3 x 0 Villareal, com dois gols de Neymar, um para entrar na antologia dos golaços de todos os tempos, e outro de Suárez em cobrança de pênalti sofrido pelo cracaço brasileiro.

Foi o nono jogo do Barça sem Messi desde que ele rompeu um ligamento do joelho esquerdo em 26 de setembro. Foi a sétima vitória, a que se somam um empate e uma derrota.

É preciso esperar que o Real Madrid enfrente o Sevilla daqui a pouco, mas, por enquanto, a liderança do Campeonato Espanhol é do Barcelona. E o artilheiro do campeonato é Neymar, com 11 gols, dois a mais do que o companheiro Suárez, três a mais do que o rival Cristiano Ronaldo.

O craque que assumiu sem vacilo a liderança técnica do Barça desde a contusão de Messi brilhou também no meio de semana, com dois gols e uma assistência nos 3 x 0 sobre o BATE Borisov pela Liga dos Campeões da Europa.

E daí?

Tudo isso pouco importa ao torcedor brasileiro.

O que se quer saber por aqui é se Neymar, com a camisa da Seleção, vai também brilhar na quinta-feira, em Buenos Aires, contra a Argentina – que não terá Messi nem Aguero no jogo pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

E depois, no dia 17, o que ele fará contra o Peru.

Resolvidos os problemas por aqui, Neymar terá mais um problemão pela frente tão logo retorne à Espanha: o Real x Barça da 12ª rodada do Campeonato Espanhol, em Madri, no dia 21.

Até este domingo de glórias mil, foi moleza a vida do nosso Neymar na atual temporada europeia.

Um domingo para deixar o torcedor nervoso

Num domingo carregado de aflições, os corintianos vão curtir as emoções do Brasileirão tranquilamente postados à frente do televisor na esperança, talvez vã, de que o Atlético Mineiro não consiga vencer o Figueirense.

Os atleticanos estarão preocupados com o que acontecerá no Orlando Scarpelli. A razão da preocupação atleticanas não é o Corinthians, que já é o campeão, pouco importa quando receberá o caneco. O problema é que um tropeço do Atlético dará ao Grêmio a chance de encostar na briga pelo segundo lugar do Brasileirão.

O Grêmio, a três pontos do Atlético, tem parada dura no Recife, pois o Sport ainda alimenta remotas esperanças de chegar ao G-4 e só perdeu um jogo em casa neste campeonato, tendo vencido 11 e empatado quatro. Os gremistas também têm com que se preocupar.

Tranquila poderia ser a noite do Santos, que vai defender sua posição no G-4 diante do quase lanterna Joinville, mas que santista não perde a tranquilidade quando esse time quase imbatível na Vila tem de jogar fora de casa? Em 16 jogos como visitante, o Santos só venceu uma vez.

É o que anima os são-paulinos, empatados com os santistas em pontos e vitórias, mas fora do G-4 pelo pior saldo e menor número de gols. Terá força, porém, o São Paulo para abater o reanimado Cruzeiro de Mano Menezes no Mineirão? A torcida tricolor está preocupada.

E preocupação é o que não falta a palmeirenses e vascaínos, que costumam conviver bem, mas hoje se enfrentarão num jogo de vida ou morte. O Palmeiras é obrigado a vencer para não perder de vista o G-4, já muito, muito distante. E o Vasco precisa da vitória para continuar remando contra o rebaixamento.

Moleza? Neste domingo, é exclusividade do Flamengo, que já não corre risco de cair, a nada mais aspira neste Brasileirão e recebe no Maracanã o desesperado Goiás.

É corintiana a casa da Seleção

O Brasil de Dunga começa a se reunir hoje num hotel em Guarulhos para o mais importante compromisso deste final de ano: o jogo contra a Argentina em Buenos Aires na quinta-feira, dia 12, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

Além de convocar quatro corintianos, a comissão técnica decidiu também preparar do time na casa do campeão brasileiro: no final da tarde de amanhã, o primeiro treino será no Centro de Treinamento Joaquim Grava.

Na terça, a Seleção volta a treinar lá. Na quarta, antes de embarcar para Buenos Aires, treinará no Itaquerão.