Arquivo diário: 23 de novembro de 2015

Mais Nordeste na Série A, mais Sul na Série B

Será outra a geografia do futebol brasileiro em 2016:

♦ O Nordeste ampliará a participação na Série A, com a chegada do Vitória e do Santa Cruz para fazer companhia ao Sport, e perderá espaço na Série B, com a queda do ABC para a Série C, que também pode receber o Ceará.

♦ O Sul terá menor presença na Série A com a queda do Joinville e, no mínimo, mais um time – o Avaí, o Figueirense ou o Coritiba. Em compensação, hoje representado apenas por Paraná e Criciúma na Série B, aumentará a bancada com os dois ou três rebaixados da A e mais o Londrina e o Brasil de Pelotas, promovidos da C.

Se…

Se valessem apenas as últimas dez rodadas do Brasileirão, como acha que deveria ser a nossa copeira Maria Antonieta, adepta da tese de que futebol é momento, o Vasco estaria brigando ferozmente por uma vaga no G-4.

Confira os números:

– Corinthians: 26 pontos, oito vitórias, 20 gols de saldo

– Cruzeiro: 22 pontos, seis vitórias, 11 gols de saldo

– Ponte Preta: 17 pontos, cinco vitórias, cinco gols de saldo

– Atlético Mineiro: 17 pontos, cinco vitórias, um gol de saldo

– Vasco: 17 pontos, quatro vitórias, quatro gols de saldo

Lá embaixo, o que faz Maria Antonieta pensar em sair distribuindo brioches pela comunidade, o Flamengo estaria vivendo o que, na real, vive hoje o Vasco.

Vamos aos números do hipotético Z-:

20º – Goiás: sete pontos, duas vitórias, dez gols de déficit

19º – Joinville: oito pontos, duas vitórias, seis gols de déficit, oito gols marcados  

18º – Flamengo: oito pontos, duas vitórias, seis gols de déficit, nove gols marcados

17º – Avaí: nove pontos, duas vitórias, oito gols de déficit

16º – Palmeiras: nove pontos, duas vitórias, sete gols de déficit

Levir continua sem saber se sai ou se fica

Levir Culpi, que comandou o Cerezo Osaka por seis temporadas antes de voltar para o Atlético Mineiro, lamenta a indefinição sobre a renovação do contrato que vence no final de dezembro e anda com saudades do Oriente:

– Lá no Japão, um mês antes já sabia se eu ia ficar ou não.

Aos repórteres que, depois do 2 a 2 de ontem com o Goiás, queriam saber como vão ficar as coisas, respondeu perguntando:

– Sabem quantas pessoas estão interessadas no meu lugar? Muitas. Sabem quantas estão ligando para o presidente neste momento?

Alguns dirigentes do Atlético querem que Levir continue, outros querem defenestrá-lo.