Arquivo diário: 10 de novembro de 2015

A torcida quer saber

Se o Santos quer tanto o retorno de Paulo Henrique Ganso em 2016, como se tem insistentemente falado nas últimas horas, a torcida deve entender que Lucas Lima está de saída para jogar no futebol europeu, como vem dizendo o empresário Wagner Ribeiro?

Anúncios

Mais uma chance para o Botafogo de Maitê

De novo, o Botafogo tenta hoje garantir matematicamente o acesso à Primeira Divisão em 2016. Para tal, sem precisar da ajuda alheia, o líder da Série B tem de derrotar o Luverdense em Lucas do Rio Verde, chegando assim a 68 pontos, marca que já não poderá ser alcançadas por Santa Cruz e Náutico, quarto e quinto colocados.

Curiosamente, foi contra o adversário mato-grossense desta noite que Ricardo Gomes assumiu comando técnico do Botafogo, não conseguindo mais do que um 0 a 0 no Engenhão. Assim, o Bota fechou aquela 16ª rodada com 30 pontos. De lá para cá,  ganhou mais 35.

Musa inspiradora da campanha botafoguense para retornar à elite do futebol brasileiro, Maitê Proença já se prepara para apresentar a próxima edição do programa Extra Ordinários trajando “só uma coleira, escrito Botafogo”, como fez questão de lhe cobrar durante a semana outro botafoguense ilustre, o engenheiro Carlos Saboia Monte, em marchinha de sabor tipicamente carioca:

Maitê, é isso aí
Prometeu, vai ter que cumprir
Você vai tirar a roupa
Porque o Botafogo vai subir

Agora eu apresento um novo plano
Você não vai resistir
Tirar a roupa todo ano
Pro Glorioso nunca mais cair

Maitê, é isso aí
Prometeu, vai ter que cumprir
Você vai tirar a roupa
Porque o Botafogo vai subir

Proença, com desculpa não me venha
Nossa torcida não vai gostar
Se você chamar o Hélio de la Peña
Pra tirar roupa no seu lugar

Maitê, é isso aí
Prometeu, vai ter que cumprir
Você vai tirar a roupa
Porque o Botafogo vai subir

Se quiser ouvir a música, visite o site do programa apresentado por Maitê.

Pai da cantora Marisa Monte, portelense militante, o torcedor animadinho já recebeu no Extra Ordinários a resposta bem humorada da estrela :

– Adorei a música, achei maravilhoso, mas a gente dá um dedinho e a pessoa já fala em fazer todo ano. É engraçado esse negócio. Como homem é um ser ganancioso!

Atualização

Alegria em Lucas do Rio Verde: Bota volta à Série A

Alegria em Lucas do Rio Verde: Bota volta à Série A

Ufa! O Botafogo está de volta à Primeira Divisão.

Em Lucas do Rio Verde, Luverdense 0 x 1 Bota. E Neilton ainda perdeu aos 50 minutos do segundo tempo a chance de fazer 2 a 0, chutando para fora o pênalti cometido pelo goleiro Edson Kölln!

Na pior das hipóteses, se perder os três jogos que lhe restam, o Botafogo terminará no terceiro lugar, com 68 pontos, marca que o Santa Cruz, agora quarto colocado, não mais poderá alcançar.

Com cinco pontos de vantagem sobre o vice-líder América Mineiro, o Bota tem tudo para ser o campeão da Série B.

O botafoguense Carlos Monte pode insistir com a estrela Maitê Proença:

Agora eu apresento um novo plano
Você não vai resistir
Tirar a roupa todo ano
Pro Glorioso nunca mais cair

Por que o São Paulo não quer saber de Muricy

A incompatibilidade de gênios, digamos assim, entre o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e Muricy Ramalho impede o São Paulo de apostar no retorno do treinador que já lhe deu tantos títulos e agora, turbinado por meses de descanso e de observação direta do trabalho desenvolvido pela comissão técnica do Barcelona, parece em sintonia com a necessidade urgente de reinventar o futebol brasileiro no dia a dia.

É uma pena.

Alex volta a alegrar os palmeirenses

Alex: muitos gols e títulos com a camisa do Palmeiras

Alex: muitos gols e títulos com a camisa 10 do Palmeiras

Os palmeirenses têm hoje uma boa chance de esquecer as chateações dos últimos dias e relembrar tempos de alegria: a partir das 17 horas, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo, Alexsandro de Souza estará autografando sua biografia.

Alexsandro de Souza, que ganhou festa oficial de despedida dos campos em 28 de março, como você pode relembrar em O adeus de um craque incomparável, publicado no mesmo dia neste blog, jogou 141 vezes, marcou 78 gols, e foi campeão da Copa do Brasil de 1998, da Libertadores da América de 1999 e do Torneio Rio-São Paulo de 2000 com a camisa 10 do Palmeiras.

Título do livro de Marcos Eduardo Neves, publicado pela Editora Planeta: Alex, a biografia. Poderia ser: Alex, o craque.