Arquivo diário: 11 de novembro de 2015

Brasil olímpico vence EUA. Domingo tem mais.

Gabriel: amistosos com EUA valem como preparação para Rio 2016 – Foto: twitter.com/CBF

Gabriel: Brasil 2 x 1 EUA na preparação para Rio 2016 – Foto: twitter.com/CBF

Com gols do santista Gabriel e do gremista Luan, a garotada olímpica do Brasil venceu por 2 a 1, no Recife, o amistoso com a seleção sub-23 dos EUA .

O volante Lucas Silva, que é do Real Madrid, mas está emprestado ao Olympique de Marselha, foi o grande destaque . Mandou no meio de campo e fez a assistência para os dois gols brasileiros.

O capitão Dória, que é do Olympique de Marselha, mas está emprestado ao Granada, quase acaba com a alegria brasileira. Cometeu o pênalti em Kiesewetter que o norte-americano cobrou para diminuir o placar e, expulso, deixou o Brasil com apenas dez jogadores na meia hora final da partida.

No domingo, em Belém, tem bis do amistoso que serve de preparação das duas equipes para a Rio 2016.

Falta alguém na delegação brasileira

A Seleção chegou na noite desta quarta-feira a Buenos Aires para o jogo de amanhã com a Argentina.

Indique, na lista abaixo, quem não foi nem vai a Buenos Aires:

♦ O presidente da CBF

♦ O ex-presidente Federação Paulista de Futebol

♦ O representante da Conmebol no Comitê Executivo da Fifa que, coincidentemente, há muito tempo não aparece em Zurique.

♦ Marco Polo Del Nero

♦ Todas as opções anteriores

Por que será? O FBI sabe.

Tata Martino sabe o que está dizendo

Ele foi seu treinador no Barcelona e o conhece bem:

– O que Neymar está fazendo hoje em dia o coloca no nível dos futebolistas que consideramos acima de todos os demais. Seu retorno à Seleção Brasileira se dá num grande momento.

Assim falou hoje, em entrevista coletiva, Tata Martino, o comandante da seleção argentina  que vai enfrentar o Brasil do “superlativo Neymar” na quinta-feira em Buenos Aires.

É a estréia de Dunga contra a Argentina

Dunga: em dez jogos contra a Argentina, seis vitórias e uma derrota

Dunga: em dez jogos, uma derrota

É ótimo o retrospecto de Carlos Caetano Bledorn Verri, o nosso tão malhado Dunga, contra a seleção argentina:

♦ como jogador: duas vitórias, dois empates, uma derrota

♦ como treinador: quatro vitórias, um empate

Esqueça-se, porém, o que ele já fez em campo e no banco contra os maiores rivais da Seleção Brasileira.

A recomendação é do próprio Dunga, feita na entrevista coletiva que está rolando agora no CT do Corinthians:

– Cada jogo tem a sua história e a gente tem de entrar sempre como se fosse o primeiro.

Vasco fará jogo de duplo risco contra o Corinthians

O Vasco não joga em São Januário desde 26 de julho, quando foi goleado por 4 a 1 pelo Palmeiras, ainda na 15ª rodada do Brasileirão.

Antes, tinha vencido lá o Avaí por 1 a 0 na décima rodada; perdido para o Cruzeiro por 3 a 1 na sétima e para a Ponte por 3 a 0 na quinta; e empatado com o Internacional por 1 a 1 na terceira e com o Goiás por 0 a 0 na primeira.

Foram, portanto, três derrotas, dois empates e uma única vitória, com aproveitamento de 27,7%. Nos seis jogos, o Vasco marcou quatro gols, sofreu 11.

Nas 34 rodadas até agora disputadas no Brasileirão, o Vasco tem 32,4% de aproveitamento, resultado pífio, mas bem superior ao que obteve na própria casa.

O Vasco vai fazer no dia 19 em São Januário, portanto, um jogo de alto e duplo risco contra o Corinthians.

Risco para o time, apesar do otimismo do técnico Jorginho, e principalmente para o distinto (e destemido) público.

Avaí demite Gilson Kleina após 34ª rodada

Gilson Kleina formava com Tite e Levir Culpi o trio de treinadores no comando de um mesmo time desde a primeira rodada do Brasileirão.

Formava.

Gilson Kleina foi demitido ontem pelo Avaí, primeiro time acima do Z-4, com 35 pontos, um a mais do que o Goiás, o primeiro dos quatro rebaixados

É o segundo técnico demitido após a 34ª rodada. Faltam quatro para acabar o Brasileirão.