Arquivo da categoria: Futebol

Parece que Ralf fica

Ralf: "Preferia estar feliz por já ter renovado"

Ralf: “Preferia estar feliz por já ter renovado”

Andrés Sanchez mudou de tom, já não fala de Ralf no passado nem lhe deseja felicidade em outro time, e o cabeça de área, em entrevista   a Marcelo Braga, do GloboEsporte.com,  dá a entender que deve acertar em breve a renovação contrato com o Corinthians:

– Não está tudo certo, mas está bem encaminhado, bem adiantado. Espero que nos próximos dias se resolva.

Ralf não está totalmente satisfeito:

– Estou feliz com o título de campeão, mas preferia estar feliz por já ter renovado ou por ter alguma coisa acertada, para ir para as férias com a cabeça tranquila.

O menos badalado jogador do meio de campo corintiano é um autêntico cão de guarda, protetor atento e incansável do sistema defensivo, daqueles que pouco ladram, mas mordem muito.

Se valer a opinião de Tite, que o escolheu como capitão para receber pelo Corinthians o troféu de campeão brasileiro, e dos companheiros Elias, Renato Augusto e Jadson, Ralf fica.

Libertadores: a história favorece gaúchos e mineiros

Corinthians, São Paulo e Palmeiras, juntos, vão disputar a Libertadores pela terceira vez.

A primeira foi em 2006. O campeão foi um gaúcho: o Internacional, que venceu o São Paulo nas finais.

A segunda foi em 2013. O campeão foi um mineiro: o Atlético, que venceu o paraguaio Olimpia na final, tendo antes eliminado o São Paulo nas oitavas de final.

Mineiros e gaúchos esperam que a história se repita em 2016.

Um prêmio de consolação para os colorados

Como dizem os gaúchos, o Internacional andou costeando o G-4, mas ficou de fora por dois pontos.

O quinto lugar do Brasileirão, embora frustrante, lhe reserva um prêmio de consolação além da cota de R$ 2,2 milhões que lhe pagará a CBF: a entrada diretamente na fase de oitavas de final da Copa do Brasil de 2016, livrando-o dos jogos cansativos e deficitários das fases iniciais.

Se não tivesse vencido o Cruzeiro neste domingo, o Inter perderia tais benesses para o Sport.

O novo mapa da elite

A única região que não emplacou nenhum time no Brasileirão de 2015 foi o Norte. Em 2016, com o rebaixamento do Goiás, o Centro-Oeste também ficará fora da mais importante competição do futebol brasileiro.

O Nordeste, representado exclusivamente pelo Sport em 2015, terá o reforço de Santa Cruz e Vitória, vindo da Série B.

O Sul, que participou de 2015 com oito representantes, perderá duas vagas – as dos rebaixados Figueirense e Joinville.

O Sudeste perderá o Vasco em 2016, mas terá de volta o Botafogo e ganhará mais um representante vindo da Série B, o América Mineiro.

Assim, de Sul a Nordeste, o  Brasileirão de 2016 terá dois times gaúchos, dois catarinenses, dois paranaenses, cinco paulistas, três cariocas, três mineiros, um baiano e dois pernambucanos

É o fim

Vascaínos choram no Couto Pereira @0612@

Encerra-se assim o domingo:

♦ Em vários jogos, antes que a bola começasse a rolar de verdade, os jogadores cruzaram os braços pedindo a renúncia do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, que espertamente está de licença.

♦ Nunca houve campeão como o Corinthians desde que o Brasileirão dos pontos corridos é disputado por 20 times.

♦ O Atlético Mineiro é o vice-campeão de 2015, repetindo o que fizera em 1977, 1980, 1999 e 2012.

♦ O São Paulo vai disputar a Libertadores de 2016, direito que Corinthians, Atlético Mineiro e Grêmio já tinham assegurado no Brasileirão e o Palmeiras na Copa do Brasil.

♦ Figueirense, Vasco e Goiás se juntam ao Joinville para disputar em 2016 a Segundona.

♦ Eurico Miranda está de mudança para a Sibéria.

Um domingo para entrar na história do Brasileirão

Além de definir o vice-campeão de 2015 e os três times que vão fazer companha ao Joinville na Segunda Divisão no ano que vem, os jogos da última rodada do Campeonato Brasileiro carregam a possibilidade de alguns feitos históricos:

♦ Bastará o empate com o Avaí para transformar o Corinthians no mais bem sucedido campeão brasileiro desde que o título por pontos corridos passou a ser disputado por 20 times em 2006. Hoje, o Corinthians tem 80 pontos, como o Cruzeiro campeão do ano passado.

♦ Se vencer em casa, como é provável, o Corinthians se tornará o campeão de melhor aproveitamento na era dos pontos corridos, com 72,8%, novamente superando o Cruzeiro, que em 2003 obteve 72,5% dos pontos que disputou em 46 rodadas.

♦ A vitória sobre a Chapecoense fará do Atlético Mineiro vice-campeão brasileiro pela quinta vez. As outras foram em 1977, 1980, 1999 e 2012.

♦ Sem os ídolos Rogério Ceni e Luís Fabiano, forçados por contusão a se despedir da camisa tricolor de fora dos campos, o São Paulo tem de pelo menos empatar com o Goiás para completar com o Corinthians e o Palmeiras o Trio de Ferro paulistano na Libertadores de 2016.

♦ Se derrotar o Coritiba e o Figueirense não vencer o Flu nem Avaí vencer o Corinthians, o Vasco escapará do terceiro rebaixamento para a Segunda Divisão depois de ter vivido 34 rodadas no Z-4.

♦ No ano em que perdeu um GreNal por 5 a 0 e venceu o Vasco por 6 a 0, o Internacional precisará  – precisaria, é melhor dizer – golear o Cruzeiro no Beira-Rio por 7 a 0 para garantir a classificação à Libertadores se der empate no jogo Goiás x São Paulo.

♦ Tendo vencido fora de casa apenas o Palmeiras, o Sport pode subir para o quinto lugar se derrotar a Ponte Preta em Campinas e o Inter não vencer o Cruzeiro. É a melhor classificação de uma equipe do Nordeste no Brasileirão disputado em pontos corridos, só alcançada uma vez – pelo Vitória, em 2013, com os mesmos 59 pontos que o Sport teria agora.

Prepare-se para viver emoções históricas a partir das 17 horas.

Bayern perde, mas Douglas Costa mantém invencibilidade

Douglas Costa continua invicto no Campeonato Alemão.

Eleito pela revista Kicker o melhor jogador da competição em novembro, o brasileiro tem sentido dores musculares e não participou neste sábado do Borussia Mönchengladbach 3 x 1 Bayern que encerrou  na 15ª rodada a invencibilidade do líder.

O Bayern ainda tem uma folga de cinco pontos à frente do vice-líder Borussia Dortmund, que venceu hoje o Wolfsburg por 2 a 1.

Maria Antonieta cola a fé na parede do Benebol

Vasco e Palmeiras coincidências @@Maria Antonieta, nossa copeira mais vascaína do que a Camila Pitanga, perde a hora, mas não perde a esperança. Depois de chegar atrasada para o expediente do sábado na redação, ainda se demorou um pouco para pregar na parede pôster que montou com um meme que circula nas redes sociais sem que nem ela saiba a fonte. Se alguém souber e passar para a gente, o blog imediatamente dará o nome do autor. Maria Antonieta não quer nem saber:

– Só sei que o Vasco vai escapar – garante.

Minha porção vascaína, vasta porção, também está cada vez mais otimista, não pelas coincidências que tanto animaram nossa Maria Antonieta, mas por ter lido o palpite do Milton Neves em seu blog  no UOL:

Coritiba 1 x 0 Vasco. Impossível o Coxa não ganhar do Vasco no Couto Pereira! Pois é, Vascão na Série B em 2016…

O Milton não costuma acertar.

Foi no primeiro turno que se decidiu (quase) tudo

Os seis times com pior campanha neste Brasileirão, quaisquer que sejam os resultados da última rodada, são exatamente os que fecharam o primeiro turno na rabeira. Só muda a ordem de classificação entre eles.

Hoje, o fundão está assim desenhado:

15° – Coritiba: 43 pontos, 11 vitórias

16° – Avaí: 41 pontos, 11vitórias

17º – Figueirense: 40 pontos, 10 vitórias

18º – Vasco: 40 pontos, 10 vitórias

19º – Goiás: 38 pontos, 10 vitórias

20º – Joinville: 31 pontos, 7 vitórias

O primeiro turno acabou assim:

15° – Figueirense: 20 pontos, 5 vitórias

16° – Avaí: 20 pontos, 5 vitórias

17º – Goiás: 19 pontos, 4 vitórias

18º – Coritiba: 18 pontos, 4 vitórias

19º – Joinville: 16 pontos, 4 vitórias

20º – Vasco: 13 pontos, 3 vitórias

Nem todos foram tão mal no returno, porém.  Contando apenas os seus 18 jogos, o Vasco é o oitavo colocado, com 27 pontos; o Coritiba é o 12º, com 25; e o Avaí é o 13º, com 21.

Antes que a bole role amanhã, os times de pior campanha no segundo turno são:

15° – Figueirense: 20 pontos, 5 vitórias

16º – Goiás: 19 pontos, 6 vitórias

17° – Palmeiras: 19 pontos, 5 vitórias

18º – Chapecoense: 19 pontos, 4 vitórias

19º – Joinville: 15 pontos, 3 vitórias

20º – Fluminense: 14 pontos, 4 vitórias

Duas observações:

♦ O Figueirense está fazendo uma campanha tão equilibrada quanto o campeão Corinthians – repetindo no returno o número de pontos e de vitórias que obteve no turno.

♦ O que salva o Fluminense do rebaixamento é a campanha no primeiro turno – com 33 pontos e dez vitórias, Fred e companhia estavam no G-4.