Arquivo da tag: campeão

E quando o Corinthians será formalmente campeão?

Giovanni Augusto e Dátolo comemoram gol atleticano

Giovanni Augusto e Dátolo comemoram gol atleticano

Ainda não foi nesta rodada que a conta fechou: Figueirense 0 x 1 Atlético Mineiro, um joguinho chato apitado por um juiz muito ruim, mantém a diferença de  11 pontos entre  líder vice-líder, restando ainda há 12 pontos em jogo até o fim do Brasileirão.

Dátolo fez o gol da vitória atleticana aos 45 minutos do segundo tempo. Portanto, o Corinthians ainda não é formalmente o campeão brasileiro de 2015.

Fica a dúvida: quando será?

♦ Dia 19, quando enfrentará o Vasco no Rio, ainda não se sabe em que estádio, enquanto o Atlético Mineiro jogará contra o São Paulo no Morumbi?

♦ Dia 22, no Itaquerão, onde receberá o São Paulo no mesmo horário em que o Atlético será o anfitrião do Goiás no Independência?

♦ Dia 29, ao visitar o Sport no Recife enquanto o Atlético jogará em Porto Alegre contra o Grêmio?

♦Dia 6 de dezembro, na última rodada, em Itaquera, com o Avaí como adversário, ao mesmo tempo em que, no Independência, o Atlético receberá a Chapecoense?

Será que vale perguntar: nenhuma das hipóteses anteriores?

Muito mais provável é que a resposta certa seja a primeira: dia 19, quando Cássio, Gil, Elias e Renato Augusto terão voltado da Seleção. Afinal, eles merecem comemorar.

Não se esqueça, porém, de que nem tudo está decidido. Segundo o Departamento de Matemática do Universidade Federal de Minas Gerais, o Atlético Mineiro ainda tem chance de conquistar o título.

Exatos 0,037% de chance.

Não é nada, não é nada, não é nada.

Corinthians ri no final e depois chora de felicidade

Corinthians quase campeão @0711@@@Festa para Lucca: gol a três  minutos do final – Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Os corintianos que andaram falando em antecipar as férias não estavam brincando. Nem todos compareceram ao trabalho hoje em Itaquera e, assim, o Corinthians penou para fazer os 2 a 1 sobre o  Coritiba que podem valer a festa de campeão brasileiro de 2015 já amanhã se o Atlético Mineiro não vencer o Figueirense no Orlando Scarpelli.

Abraçado a Cristian, Tite chora

Abraçado a Cristian, Tite chora no final

Para a felicidade de Tite, o lateral Edílson tem de brigar para continuar entre os titulares e Lucca e Danilo, mais ainda, para entrar neste time que se dá bem até quando joga mal, como hoje testemunharam os 43.688 pagantes que estabeleceram o novo recorde de público no Itaquerão e deixaram R$ 2.772.735,50 nas bilheterias.

Um gol de pênalti, sofrido por Edílson e cobrado por Jadson aos 15 minutos do primeiro tempo, e um de puro oportunismo de Lucca, tocando a para as redes a bola que lhe foi passada por Danilo já aos 42 minutos do segundo, fizeram a festa da torcida e levaram jogadores e Tite às lágrimas.

É o choro de campeão. De felicidade, portanto.

Enquanto o Corinthians espera, Inter e Ponte sonham

Poderia ser o sábado da grande festa corintiana, mas a definição matemática do título brasileiro de 2015 não se dará hoje nem que Tite e sua rapaziada trucidem o Coritiba em Itaquera às 19h30, e assim o jogo do dia é o Internacional x Ponte Preta das 17 horas.

Os dois ainda aspiram ao G-4 – ou, quem sabe, G-5 – e vão fazer no Beira-Rio um jogo em que o empate não vale. Ou vale a morte conjunta.

Três pontos atrás do São Paulo e do Santos na ordem de classificação, colorados e pontepretanos não têm opção: estão obrigados a vencer hoje para continuar sonhando.

Argel escala D'Alessandro: respeito

Argel escala D’Alessandro: respeito de adversários e árbitros

Embora esconda a escalação do time, confirmando apenas a volta do meia D’Alessandro, “que impõe respeito ao adversário e ao árbitro”, o técnico  Argel Fucks prometeu, durante a semana, um Inter será menos cauteloso do que tem sido até agora:

– É um confronto direto, um jogo decisivo para nós, de seis pontos. Vamos jogar em casa, precisamos fazer o dever de casa. Esse é o nosso pensamento.

Juninho:

Juninho: “vamos buscar três pontos”

Parece que a Ponte, depois de três vitórias e um empate nos cinco últimos jogos fora de casa, não pensa diferente. É que revela o volante Juninho, que ainda não sabe se vai jogar ou ficará no banco:

– O jogo vai decidir o que queremos no campeonato. Temos a possibilidade de entrar no G-4. Sempre falam nesse negócio de que tem de jogar retrancado contra times grandes, mas já demonstramos que não é bem assim. Vamos lá para jogar e buscar mais três pontos. Precisamos jogar da mesma maneira que estamos jogando.

Não parece papo furado.

Como vencer é obrigatório, Internacional e Ponte Preta devem fazer um jogão no sábado em que o Corinthians, mesmo alcançando sua 23ª vitória neste Brasileirão , ainda não poderá gritar que é campeão.

Alguns mais apressadinhos, como Vagner Love, até gostariam, mas a banda dos sensatos, puxada por Renato Augusto e abençoada por Tite, só quer saber de festa depois que o caneco estiver matematicamente garantido.

Nem os corintianos esperavam tanto

Malcom: gol muda o jogo no Independência

Malcom: gol muda o jogo no Independência

Foi um jogão, sim, e decisivo: nem o mais desconfiado corintiano sai do Independência com um mínimo de dúvida sobre quem será o campeão brasileiro de 2015.

Como está escrito há algumas rodadas, o campeão é o Corinthians de Malcom, Vágner Love e Lucca, autores dos 3 a 0 sobre o Atlético Mineiro, e sobretudo de Jadson e Renato Augusto, que criaram todas as situações de gol hoje e sempre ao longo deste Brasileirão.

Levir Culpi vai ter trabalho para impedir que a derrota, surpreendente apenas pela amplidão do placar, desestabilize o Atlético nas próximas rodadas, deixando o Grêmio fechar o campeonato como vice-campeão. Durante a semana, ele já tinha avisado:

– Isso é um fato cultural no Brasil. Muitas vezes, um jogo modifica uma equipe.

Era a última chance de o Atlético ainda alimentar a ilusão de brigar mais um pouco pelo título. O placar não fez justiça ao bom futebol do time em todo o primeiro tempo e em boa parte do segundo, quase sempre ligeiramente superior ao Corinthians, mas o gol do garoto Malcom, aos 22 minutos, mudou o jogo e desestabilizou o Atlético.

Aos 29, com assistência de Jadson, Vágner Love fez 2 a 0, e agora tem 12 gols no campeonato, como o parceiro corintiano e o atleticano Lucas Pratto. Dez minutos depois, Lucca, que substituíra Malcom, fez 3 a 0, tocando para as redes de Victor a bola rolada por Renato Augusto.

Jadson, que fez também a assistência para o gol de Malcom, comemorou no fim:

– Fico feliz porque a equipe saiu vitoriosa. Mostramos superioridade. Temos mais três jogos em casa, não acabou, mas estamos com as duas mãos na taça.

O atleticano Luan já se satisfaz com menos:

– Agora, temos de buscar os pontos para não deixar ninguém passar a gente.

Pois é: o Grêmio venceu o Flamengo por 2 a 0 e ficou a apenas três pontos do Atlético. Os dois se enfrentarão em Porto Alegre na penúltima rodada.

Por que o Corinthians é praticamente campeão

Não são apenas os cálculos dos matemáticos que dão ao Corinthians quase 100% de chances de conquista do título brasileiro de 2015.

Encerrada a 31ª rodada do Brasileirão, os números dos campos são evidentes: o Corinthians é o time que soma mais pontos (67), mais vitórias (20), menos derrotas (4), marcou mais gols (57), sofreu menos gols (25), venceu mais vezes em casa (13, como o Santos) e fora de casa (7, como o Atlético Mineiro e o Flamengo), tem dois dos cinco maiores goleadores do campeonato (Jadson, empatado com Lucas Pratto em segundo lugar, com 12 gols; e Vágner Love, empatado com André em quarto, com 10 gols).

Brasileirão: as chances e os riscos de cada um

Corinthians pode ir preparando a festa: mais de 80% de chances de ser campeão

Corinthians pode ir preparando a festa: mais de 80% de chances de ser campeão

A oito rodadas do final do Brasileirão, os matemáticos estão de acordo: o Corinthians está muito, muito perto de faturar o caneco, o Santos é o favorito na briga pela última vaga no G-4 (que pode até não garantir a classificação para a Libertadores de 2015 se o campeão da Copa Sul-Americana for um time brasileiro)  e o Joinville e o Vasco estão quase rebaixados para a Segundona de 2016.

Confira abaixo as chances e os riscos de cada time, segundo o matemático Tristão Garcia, do site Infobola, e o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais.

De ser campeão:

Corinthians              84% #### 81.4%

Atlético Mineiro      14% #### 16.3%

Grêmio                       2% ####  2.2%

De se classificar para a Libertadores:

Corinthians              99% #### 100%

Atlético Mineiro       99% ####  99.87%

Grêmio                      97% ####  97.2%

Santos                       33% ####  31%

Palmeiras                 19% ####  19.5%

São Paulo                 17% ####  16%

Flamengo                 12% ####  12.9%

Ponte Preta             10% ####   10.5%

Inter                           9% ####      9%

Sport                          2% ####      2%

De cair para a Segundona:

Joinville                            95% #### 93.9%

Vasco                               91% #### 92%

Goiás                               66% #### 66.6%

Coritiba                           45% #### 45.2%

Avaí                                 42% #### 45.5%

Figueirense                    32% #### 30.3%

Chapecoense                21% #### 19.7%

Cruzeiro                           4% ####   2.7%

Atlético Paranaense       3% ####   3.1%

Fluminense                      1% ####   0.99%

Real Madrid, é claro

Real Madrid 91 x 79 Bauru.

Acabou há pouco, no Ginásio do Ibirapuera, o sonho do Bauru de conquistar o título da Copa Intercontinental de Basquete.

A equipe do técnico Guerrinha havia vencido o primeiro jogo, na sexta-feira, por 91 a 90, mas não resistiu hoje ao poderio do campeão europeu.

Deu a lógica: Real Madrid, campeão.

Guerrinha gostou:

– Jogamos de igual para igual com o Real Madrid e isso é muito emocionante. A gente poderia ter vencido hoje, mas lógico que precisamos entender que o Real Madrid é uma equipe de muita qualidade.