Arquivo da tag: Messi

Mais uma baixa na Argentina de Tata Martino

Lionel Messi e Kun Aguero nem sequer foram convocados. Agora, Tata Martino pode perder mais um de seus titulares para o jogo contra o Brasil no dia 12 em Buenos Aires: o lateral Pablo Zabaleta, companheiro do nosso Fernandinho no Manchester City, sofreu uma contusão no joelho esquerdo durante os 5 a 1 sobre o Crystal Palace pela Copa da Liga Inglesa e deve ficar pelo menos duas semanas de molho.

 

As estrelas estão fora das Eliminatórias

Fora das Eliminatórias 610@@@Neymar só voltará na terceira rodada, contra a Argentina, mas não é só Brasil que jogará sem seu maior craque as duas primeiras partidas das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018.

A Argentina não terá Lionel Messi contra o Equador e o Paraguai.

O Uruguai não contará com Luis Suárez contra a Bolívia e a Colômbia.

E a Colômbia enfrentará Peru e Uruguai sem James Rodriguez.

Neymar e Suárez estão suspensos, Messi e James Rodriguez estão contundidos.

Isto é Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo: 501 gols na carreira

Cristiano Ronaldo: 501 gols na carreira, 323 pelo Real

O goleador voltou.

Cristiano Ronaldo marcou há pouco os gols da vitória por 2 a 0 sobre o Malmö, confirmou o Real Madrid na liderança do Grupo A da Liga dos Campeões da Europa e quebrou mais algumas marcas pessoais.

Depois de duas semanas de seca, foi na Suécia que o craque português do Real finalmente marcou o 500º e o 501º gols da carreira.

Ninguém fez tantos gols quanto ele com a camisa do Real Madrid: são 323 gols, recorde que agora ele divide com Raúl. Diferença gritante: a partida em Malmö foi a 308ª de Cristiano Ronaldo; Raúl jogou 741 vezes pelo Real.

Ninguém fez tantos gols quanto ele na Liga dos Campeões da Europa: são 82 gols em 117 jogos, média de 0,70 por jogo, ainda inferior ao do rival Lionel Messi (77 gols em 100 jogos).

Desta vez, Cristiano Ronaldo reagiu aos próprios feitos com incomum humildade:

– Tenho de admitir que estou feliz por ter atingido mais essas marcas, ter-me tornado o maior goleador do Real Madrid, que é o maior clube da história. Estou muito orgulhoso e feliz, é um grande momento para mim, mas o mais importante foi a equipe ter vencido o jogo.

Neymar tem de jogar por ele e por Messi

Barça x Leverkusen: dia de Neymar jogar por Messi

Barça x Leverkusen: para Neymar mostrar que é o sucessor de Messi

Com a Receita Federal mordendo seus calcanhares, Neymar não está vivendo dias de alegria neste final de setembro, mas vai ter de esquecer preocupações e dissabores ao entrar às 15h45 (horário do Brasil) no Camp Nou para liderar tecnicamente o Barcelona que, sem Messi, enfrentará o Bayer Leverkusen pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa.

Liderar, sim, pois chegou a hora de Neymar provar que é o sucessor natural de Lionel Messi como estrela maior do Barça, embora ainda pareça distante o momento em que se dará a efetiva troca de bastão.

Vai contar muitos pontos na campanha pelo troféu Fifa de melhor jogador de 2015 o desempenho do brasileiro durante a ausência de Messi, principalmente nos jogos da mais importante competição de clubes em todo o mundo da bola.

Depois do 1 a 1 com a Roma na primeira partida, o Barcelona precisa da vitória contra o Bayer – que estreou em casa goleando o BATE Borisov, da Bielorussia, por 4 a 1 – para assumir a liderança do Grupo E da Liga dos Campeões.

É hora de Neymar se multiplicar por dois, jogando por ele e por Messi.

O brasileiro de 23 anos parece talhado para substituir em campo o incomparável argentino de 28 – domina os fundamentos técnicos, enxerga bem o andamento do jogo, embora tenha menor senso coletivo, é menos sóbrio e mais abusado, talvez mais criativo, ainda não tão decisivo. Parece sempre que se diverte mais do que o colega dentro do campo.

Preocupações e dissabores não parecem contaminar o futebol de Neymar. É o que ele tem mais uma vez de comprovar no Camp Nou para se firmar como sucessor de Messi no Barça de Mascherano, Iniesta, Suárez e companhia igualmente ilustre.

Atualização

Neymar não jogou nem por ele. Dispersivo, inacreditavelmente de mal com a bola, quase nada criou. O resultado foi que o Barcelona sofreu muito para, de virada, vencer o Bayer Leverkusen por 2 a 1.

Suárez: bronca de Stegen e gol decisivo

Suárez: depois da bronca de Stegen, gol decisivo

Iniesta também saiu devendo e Suárez – depois de levar uma bronca do goleiro Ter Stegen pela má colocação na área quando Papadopoulos, aproveitando escanteio cobrado por Çalhanoglu, fez 1 a 0 para o Bayer na metade do primeiro tempo – acabou se salvando ao marcar, aos 37 do segundo, o gol da vitória do Barcelona, apenas 90 segundos depois de Sergi Roberto ter empatado a partida.

Em suma, o Barça é forte até joga mal. E, por isso, assumiu a liderança do Grupo E da Liga dos Campeões, com quatro pontos, um a mais do que o Bayer e o BATE Borisov, que em casa venceu a Roma por 3 a 2.

Não era isso que alguns argentinos queriam?

Messi não jogará contra o Equador, no dia 8 de outubro, nem contra o Paraguai, no dia 13, os dois primeiros compromissos da seleção argentina nas Eliminatórias da Copa do Mundo, e muito provavelmente também não poderá enfrentar o Brasil em 12 de novembro.

Logo nos primeiros minutos de Barcelona 2 x 1 Las Palmas,  Messi se contundiu ao dividir uma bola com zagueiro Bigas, tendo rompido um dos ligamentos do joelho esquerdo e vai ficar um bom tempo afastado dos campos.

Assim, será feita a vontade de parte da torcida e da mídia argentinas que não quer Messi na seleção.

Vamos ver se o esdrúxulo desejo se manterá após os primeiros resultados da seleção argentina nas Eliminatórias.

Hoje, Cristiano Ronaldo. Amanhã, Messi?

Cristiano Ronaldo: 80 gols na Liga dos Campeões

Cristiano Ronaldo: 80 gols na Liga dos Campeões

Cinco gols no Real 6 x 0 Espanyol de sábado pelo Campeonato Espanhol, três gols no Real 4 x 0 Shakhtar Donetsk de hoje pela Liga dos Campeões da Europa.

Maior artilheiro da história da Liga, com 80 gols, três a mais do que Lionel Messi, está a apenas um gol do 500º em sua carreira e a dois de se igualar a Raúl como maior artilheiro da história do Real Madrid, com 323 gols.

Isso é Cristiano Ronaldo.

Rafa Benítez, o treinador do Real Madrid, festeja.

– Não há discussão. Ele é o melhor do mundo.

Não é o que acha Luis Enrique, treinador Barcelona, que fez questão de deixar  claro hoje, em entrevista coletiva na Itália:

– Não comparo Messi a nenhum outro jogador. Ele não é só o melhor do mundo, é o melhor jogador da história.

Melhor do mundo, certamente. Melhor da história, nem pensar.

Esqueça-se o papo dos treineiros de Real e Barça.

Quem tem com que se preocupar é o técnico Rudi Garcia, da Roma, que nesta quarta enfrentará em casa o craque argentino, certamente muito motivado para descontar a diferença de três gols que, depois do Real 4 x 0 Shakhtar, o separa do goleador português na lista de maiores artilheiros da Liga dos Campeões em toda a história.

Será o centésimo jogo de Lionel Messi na Liga dos Campeões.

Barça homenageia Belletti na festa de Lionel Messi

O brasileiro Juliano Belletti foi um dos quatro ex-jogadores levados pelo Barcelona para a festa da Uefa que premiou hoje, em Mônaco, o argentino Lionel Messi como o melhor jogador da última temporada europeia e sorteou os grupos da próxima Liga dos Campeões.

Belletti é o autor do gol da virada sobre o Arsenal nos 2 a 1 que deram o título europeu ao Barça em 2006.

Os outros ex-jogadores que acompanharam Messi na festa de gala da Uefa foram Andoni Zubizarreta, campeão em 1992, Carles Puyol, em 2009, e Éric Abidal, em 2011.

Você se lembra de algum clube brasileiro que trate tão carinhosamente os seus ídolos de todos os tempos?