Arquivo da categoria: Libertadores

Libertadores: River fica mais perto do título

Ficou para Buenos Aires a decisão da Libertadores: o Tigres tentou, tentou, mas não conseguiu vencer o River Plate em Monterrey.

O 0 a 0 iguala teoricamente as chances dos dois na quarta-feira que vem no Monumental de Nuñez, pois um novo empate, por qualquer resultado, levará a decisão para os pênaltis.

Na prática, dificilmente o River entregará os pontos diante de seus torcedores. Parece que o caneco ficará mesmo na América do Sul. É o que acha a torcida, tanto que os ingressos para a  finalíssima em Buenos Aires já estavam esgotados antes do jogo em Monterrey.

Anúncios

Tigres e River abrem luta pelo título da Libertadores

Ninguém mais por aqui dá bola para a Libertadores, mas hoje começa a decisão do título que foi sonho passageiro de corintianos, são-paulinos, atleticanos, cruzeirenses e colorados no começo da temporada.

O Tigres recebe o River Plate em Monterrey, onde estraçalhou o Inter na semifinal,  para primeiro dos dois jogos que valem o caneco.

Mexicanos e argentinos já se cruzaram nesta Libertadores, ainda na fase de grupos. Empataram em Buenos Aires por 1 a 1 e em Monterrey por 2 a 2, mas o Tigres fechou a fase em primeiro lugar no Grupo 6, com 14 pontos, o dobro do que conseguiu o River, que chegou às oitavas com a pior campanha de todos os 16 classificados. O Tigres só ficou atrás do Boca Juniors, que fez os 18 pontos que poderia fazer no Grupo 5.

Das oitavas até chegar à final, o River eliminou o Boca, o Cruzeiro e o Guaraní; o Tigres tirou o Universitario Sucre, o Emelec e o Inter.

Depois da fase de grupos, foi mais dura e bem sucedida a campanha do River, que não perdeu nenhum dos seis jogos no mata-mata. O Tigres foi derrotado pelo Emelec em Guayaquil e pelo Internacional em Porto Alegre.

Se conseguir segurar o ímpeto dos mexicanos em Monterrey, o River Plate ficará muito perto de conquistar o caneco que já foi seu em 1986 e em 1996.

Por mais que desagrade à torcida brasileira a ideia de um time argentino se sagrar  campeão pelo segundo ano consecutivo, em seguida aos quatro títulos conquistados por brasileiros, não é melhor do que despachar para  a América do Norte o mais importante troféu do futebol sul-americano?

Libertadores: Tigres despacha Inter e faz final com River

Rafael Sóbis perdeu pênalti, mas não perdeu alegria: 'Poderia ter sido 4, 5..."

Rafael Sóbis perdeu pênalti, mas não perdeu a alegria

Diego Aguirre havia prometido que o Internacional não abdicaria de jogar em Monterrey para tentar proteger a acanhada vantagem dos 2 a 1 em Porto Alegre, mas o time andou longe de cumprir a promessa.

O Inter se limitou a correr atrás da bola que corria de pé em pé entre os jogadores do Tigres até um deles mandá-la para as redes de Alisson.

E assim o Tigres fez 1 a 0 aos 17 minutos, 2 a 0 aos 40, não marcou o terceiro aos 6 do segundo tempo porque Rafael Sóbis cobrou mal um pênalti que Alisson defendeu, mas fez 3 a 0 quatro minutos depois e mais faria se de mais precisasse.

Não fez e tomou um pequeno susto aos 44 minutos, quando Lisandro López diminuiu o vexame para 3 a 1. Era tarde demais para chegar aos 3 a 2 que lhe dariam a vaga na final.

A verdade em Monterrey era uma só: o Inter não jogou, o Tigres sobrou.

Rafael Sóbis resumiu bem o que foi o jogo:

– O mais justo não seriam os 3 a 1, mas 4 ou 5…

Sorte do River Plate, que já se garantiu no Mundial de Clubes, e vai decidir em casa o título da Libertadores, embora o Tigres tenha melhor campanha. É o preço que os mexicanos aceitaram pagar para entrar como convidados na competição sul-americana.

O Inter perdeu o jogo, a chance do tri e o ano.

Agora, tem de cuidar da vida no Brasileirão, instalado a meio do caminho do Z-4 e do G-4, pensando o que fará para recuperar em 2016 os sonhos que jogou fora em 2015. OU, com um pouco de sorte, recuperar-se ainda em 2015 na Copa do Brasil. Não será fácil.

Nem todos poderão ver a semifinal da Libertadores na TV

Você mora em São Paulo ou no Rio ou em Brasília ou no Recife ou em Curitiba, não torce pelo Santos nem pelo Sport nem pelo Vasco nem pelo América-RN nem pelo Coritiba nem pela Ponte Preta e gostaria de acompanhar na televisão aberta o jogo entre Tigres e Internacional, valendo vaga na final da Libertadores?

Dançou, caro telespectador.

No mesmo horário, a Globo vai exibir nessas cidades jogos da Copa do Brasil que valem vaga nas … oitavas de final!

Duelo de ídolos decide Tigres x Inter

Rafael Sóbis x Valdívia 227                  Rafael Sóbis x Valdívia: o herói colorado do bi contra o candidato ao tri

Gaúcho de Erechim, Rafael Augusto Sóbis do Nascimento, 30 anos, foi revelado pelo Cruzeiro do Rio Grande do Sul, passou rapidamente pelo Corinthians e acabou a formação nas divisões de base do Internacional. É quase cria da casa. Em 2004, entrou no elenco profissional e já no ano seguinte foi um dos destaques do Brasileirão, tendo marcado 19 gols.

Foi embora em 2006, para jogar no futebol espanhol com a camisa do Bétis, depois de brilhar na campanha que deu ao Inter seu primeiro título da Libertadores. Voltou em 2010 a tempo de participar da reta final da campanha do bi.

Pois este atacante técnico e raçudo pode desfazer nesta quarta-feira, 22, o sonho colorado de chegar ao tri da Libertadores na final de 5 de agosto, contra o River Plate, no Beira-Rio.

Rafael Sóbis é o principal jogador do Tigres, adversário derrotado pelo Inter por 2 a 1 em Porto Alegre, mas perfeitamente capaz de reverter a desvantagem logo mais em Monterrey.

Wanderson Ferreira de Oliveira, 20 anos, também quase cria da casa, é o antídoto colorado ao mal que o antigo ídolo possa lhe fazer em campos do México.

Matogrossense de Jaciara, nascido para o mundo da bola no Rondonópolis, foi ainda júnior para o Internacional e hoje, conhecido nacionalmente como Valdívia, é um dos principais jogadores do time que já perdeu o passo no Brasileirão de 2015, mas tem boa chance de conquistar, pela terceira vez neste milênio, o título de campeão da Libertadores.

Meia veloz, combativo, habilidoso, embora às vezes um pouco dispersivo, Valdívia está no elenco profissional há dois anos,  firmou-se entre os titulares sob o comando de Diego Aguirre, esbanja carisma na relação com a torcida e é o artilheiro do Inter na Libertadores, tendo marcado cinco gols nos sete jogos que disputou.

Passa por seus pés o caminho do tri.

River decide Libertadores contra Inter ou Tigres

O River Plate confirmou em Assunção o favoritismo na briga pela vaga na final da Libertadores, empatou por 1 a 1 com o Guaraní num jogo até bem movimentado e agora espera que se defina amanhã, dia 22, o outro finalista.

O Internacional estará na decisão se pelo menos empatar com o Tigres em Monterrey. Não é fácil, mas não é impossível. O time mexicano já empatou dois dos cinco jogos que disputou em casa nesta Libertadores.

O problema do Inter é a própria inconstância, às vezes até durante o jogo, como se viu na vitória por 2 a 1 sobre o Tigres em Porto Alegre.

O River, é claro, torce pelo Tigres no jogo desta quarta, pois estará automaticamente garantido no Mundial de Clubes como representante da Conmebol se o Inter não chegar à final da Libertadores.

River terá apoio de 10 mil argentinos em Assunção

Vamos conhecer hoje o primeiro finalista da Libertadores, provavelmente o River Plate, que venceu em casa o primeiro jogo contra o Guaraní  por 2 a 0 e, portanto, pode até perder por um gol de diferença em Assunção.

A vantagem é significativa, pois o time paraguaio baseia seu jogo na forte marcação e nos contra-ataques, e o River é uma equipe realista que não se vai arriscar além da conta. O treinador Marcelo Gallardo dá o tom à partida das 21 horas:

– O Guaraní em Assunção fez dois no Corinthians. Não podemos acreditar que tudo foi definido em Buenos Aires. Temos de jogar com inteligência.

Se o técnico está cauteloso, a torcida está animada. Esperam-se 10 mil argentinos no Defensores Del Chaco.