Libertadores: éramos cinco, somos um

Gabriel Xavier agarra Gonzalo Martínez , é expulso e sai  aplaudido

Gabriel Xavier agarra Gonzalo Martínez , é expulso e sai aplaudido

Éramos cinco quando começou a Libertadores. Depois de alguns sustos na fase de grupos, os cinco chegaram às oitavas.

Como a tabela determinava dois cruzamentos locais, somente três dos cinco poderiam chegar às quartas: o Cruzeiro tirou o São Paulo, o Internacional tirou o Atlético Mineiro, o Corinthians tropeçou na própria incompetência e foi tirado pelo paraguaio Guaraní.

Nas quartas, então, éramos dois: Cruzeiro e Inter.

O Inter foi à Colômbia, perdeu para o Independiente Santa Fe, mas virou a parada no Beira-Rio nesta quarta-feira e está nas semifinais.

O Cruzeiro foi à Argentina, venceu o River Plate e voltou para Belo Horizonte precisando apenas de um empate. Parecia que seríamos dois nas semifinais. Parecia. O Cruzeiro acaba de ser trucidado pelo River no Mineirão.

Placar: 3 a 0 para o River.

E, no palco em que a Alemanha enfiou 7 a 1 no Brasil, o Cruzeiro não caiu de quatro por que, a três minutos do final, o garoto Gabriel Xavier agarrou o argentino Gonzalo Martínez por trás para evitar que ele invadisse sozinho a área do goleiro Fábio.

Levou o cartão vermelho e saiu aplaudido pela torcida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s