Arquivo diário: 10 de maio de 2015

Nenhum campeão estadual vence no Brasileirão

A rodada de abertura do foi frustante para os seis campeões estaduais que disputam o Brasileirão:

  • O Vasco, campeão carioca, não saiu do 0 a 0 com o Goiás, campeão goiano.
  • O Santos, campeão paulista, empatou por 1 a 1 com o Avaí.
  • O Internacional, campeão gaúcho, perdeu por 3 a 0 para o Atlético Paranaense.
  • O Atlético, campeão mineiro, empatou por 2 a 2 com o Palmeiras.
  • O Joinville, campeão catarinense ainda não homologado no tapetão, perdeu por 1 a 0 para o Fluminense.

Milton Cruz não poderia querer mais

Pato faz gol tricolorPato é destaque na vitória tricolor: iniciou a jogada do primeiro gol e marcou o segundo

Foi uma primeira rodada de alegrias no Brasileirão para a dupla paulista que brigará no meio de semana por duas vagas nas quartas de final da Libertadores.

No Morumbi, com poucos titulares, o São Paulo derrotou o Flamengo por 2 a 1 e, assim, redobrou o ânimo para o confronto com o Cruzeiro pelas oitavas de final da competição continental, quarta-feira, no Mineirão. Além de ter vencido o primeiro jogo, em casa, a equipe de Milton Cruz desembarcará em Belo Horizonte com a alma leve depois da boa estreia no Campeonato Brasileiro.

E se deve mesmo falar em São Paulo de Milton Cruz, que assumiu o comando técnico há sete jogos e chegou à sexta vitória neste domingo, mostrando a sabedoria de guardar os titulares Ganso e Pato para o segundo tempo. A dupla teve papel importante nos 2 a 1, principalmente Pato, que iniciou a jogada do primeiro gol e marcou o segundo.

Em Cuiabá, terreno neutro com mais corintianos do que cruzeirenses na torcida, o time de Tite mostrou que não desaprendeu o caminho das vitórias e bateu o bicampeão brasileiro por 1 a 0, um enorme alento para a difícil tarefa de reverter na quarta-feira a desvantagem de dois gols diante do Guaraní no jogo que vale a sobrevida na Libertadores.

É verdade que o Cruzeiro, como o Corinthians, escalou o time quase todo reserva, guardando os titulares para o tira-teima com o São Paulo, mas os maus resultados sucessivos no Campeonato Mineiro, na Libertadores e nesta primeira rodada do Brasileirão certamente vão aumentar a pressão sobre os jogadores.

A rodada inicial do Campeonato Brasileiro também não foi boa para o Internacional. Diego Aguirre levou um time inteiramente reserva a Curitiba e acabou derrotado pelo Atlético Paranaense por 3 a 0, mas o resultado não deve influir no rendimento dos titulares que na quarta-feira, em casa, precisarão apenas de um empate por 0 a 0 ou 1 a 1 com o Atlético Mineiro para chegar às quartas de final da Libertadores.

Visitantes assustam os anfitriões no Brasileirão

Diego Oliveira: gol de empate nos acréscimos

Diego Oliveira: gol de empate nos acréscimos

Até agora, os visitantes têm assustado seus anfitriões nos jogos primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Ontem, sábado, o Atlético Mineiro empatou com o Palmeiras; o Coritiba abriu o placar contra a Chapecoense, que só conseguiu concretizar a virada no segundo tempo; o Joinville foi  entregar os pontos ao Fluminense a três minutos do final.

Hoje, inaugurando a matinê do Brasileirão 2015, a Ponte Preta também aprontou em Porto Alegre. Depois de sair perdendo para o Grêmio por 2 a 0, chegou ao empate no segundo tempo, levou o terceiro gol, mas acabou empatando por 3 a 3 com um gol de Diego Oliveira aos 49 minutos.

O gremista Giuliano lamentou:

– Foi um empate muito amargo. Esses pontos vão fazer falta demais depois.

Lamentações à parte, o Dia das Mães não é a data mais propícia para um jogo às 11 horas, tanto que apenas 11.920 torcedores pagaram ingresso na Arena do Grêmio, mas o novo horário parece agradar ao público, pelo menos durante os meses de frio.

No calor dos últimos meses do ano, porém, não dá para imaginar torcedores e atletas felizes com o rolar da bola ao meio dia.

Que pena, Fofão…

Fofão: faltou a última medalha - Imagem: FIVB

Despedida de Fofão: faltou a última medalha – Imagem: FIVB

Não foi o adeus dos sonhos da levantadora Hélia Rogério de Souza Pinto.

Em seu último jogo como profissional, decidindo na Suíça  o terceiro lugar do Campeonato Mundial de Clubes, o Rio de Janeiro foi derrotado pelo Volero Zurich por 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 25/17 e 25/18, e assim, aos 45 anos, nossa multicampeã Fofão dá adeus às quadras de vôlei sem ter conquistado a última medalha que disputou.

Brasileirão começa cheio de reservas

O Atlético Mineiro deu-se bem com seus reservas na estreia: empatou por 2 a 2 com o Palmeiras no Allianz Parque – e estava vencendo até o quinto minuto dos acréscimos.

Em dose menor, Corinthians e Cruzeiro, que se enfrentam em Cuiabá, e mais o São Paulo, que recebe o Flamengo no Morumbi, e o Internacional, que vai a Curitiba pegar o Atlético Paranaense, vão repetir a receita nos jogos das 16 horas deste domingo, dia 10, poupando muitos de seus titulares.

Estão todos preocupados com os jogos decisivos das oitavas de final da Libertadores no meio de semana.

O Campeonato Brasileiro fica para depois. Por enquanto, vai sendo levado com a devida reserva.

É uma pena. São todos candidatos ao título, mas os pontos eventualmente perdidos nas primeiras rodadas podem fazer falta na reta final.

O calendário que abre 19 datas para os campeonatos estaduais espreme os grandes nas competições mais importantes, como o Brasileirão e a Libertadores.