Walter faz a alegria do Corinthians no Independência

Walter: gol contra Atlético Mineiro vale festa do Corinthians

Walter: gol contra Atlético Mineiro vale festa do Corinthians

A noite da quarta não poderia ter sido melhor para o Atlético Paranaense. O time comandado por Milton Mendes venceu por 1 a 0 o vice-líder Atlético Mineiro em Belo Horizonte e vai dormir no G-4, pois também lhe foram favoráveis os resultados dos  três que estavam à sua frente, todos igualmente visitantes:

♦ Goiás 1 x 0 Palmeiras

♦ Corinthians 2 x 0 Fluminense

♦ Joinville 0 x 0 São Paulo

A noite só foi melhor para o Corinthians, que festejava os 105 anos completados na véspera.

No Independência, para ficarmos no eufemismo,  pode-se dizer que o árbitro Marcelo de Lima Henrique mostrou muita má vontade com o Atlético Mineiro, pegando pesado tanto na expulsão de Marco Rocha aos 47 minutos do primeiro tempo quanto na marcação de um pênalti do goleiro Victor em Ewandro aos 11 do segundo.

Walter cobrou o pênalti e fez 1 a 0 para o Atlético Paranaense.

Lembre-se taambém a marcação de um impedimento inexistente de Thiago Ribeiro num lance em que ele tinha tudo para abrir o placar ainda no primeiro tempo. A  arbitragem decidiu o jogo, o que irritou a torcida mineira, mas não lhe roubou o humor.

No intervalo, os atleticanos cantaram em em coro:

Doutor, eu não me engano, o juiz é corintiano.

O gol de Walter foi saudado com deboche:

Corinthians! Corinthians! Corinthians! Corinthians!

Longe dali, em Itaquera, o Corinthians tratou de garantir os três pontos, que agora lhe dão uma folga de sete na liderança, logo aos 4 minutos, com um belo gol do garoto Marciel.

Para dar razão à ira dos atleticanos, o árbitro Sandro Meira Ricci, induzido pelo bandeirinha Fabio Pereira, anulou aos 10 minutos do segundo tempo um gol absolutamente legal do tricolor Cícero.

E como tudo parece conspirar para que o Corinthians seja o campeão brasileiro de 2015, o Itaquerão testemunhou 15 minutos depois algo muito, muito raro num jogo de futebol: um gol de Ralf.

Assim acabou a festa: Corinthians 2 x 0 Fluminense.

Não há corintiano, no entanto, que discorde dos atleticanos: o gol decisivo na briga pelo título foi marcado por Walter no Independência .

Foi o gol da festa corintiana. Marcelo de Lima Henrique e Marlon Rafael Gomes de Oliveira, que bandeirou pela primeira vez um jogo da Série A, entraram de penetras.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s