Arquivo diário: 23 de agosto de 2015

Atlético volta a vencer e tira o Palmeiras da briga pelo título

Pratto: gols recolocam Atlético na vice-liderança e tiram Palmeiras da briga

Pratto: gols reanimam Atlético e tiram Palmeiras da briga

Depois de três rodadas sem vencer, finalmente o Atlético Mineiro resolveu mostrar que não desistiu de brigar pelo título brasileiro de 2015 e, de volta ao Independência, derrotou o Palmeiras por 2 a 1, de virada, retomando a vice-liderança, com 39 pontos, a quatro do Corinthians.

Lucas Pratto, que não marcava um gol desde os três no São Paulo, fez os dois deste domingo, o segundo em cobrança de pênalti, e é novamente o segundo na lista de artilheiros do campeonato, com nove gols, dois a menos do que o santista Ricardo Oliveira.

Talvez até o Palmeiras tenha merecido um melhor resultado, mas, sempre que Pratto marca, o Atlético vence, pelo menos neste Brasileirão. O time venceu os seis jogos em que o argentino balançou as redes.

Encerrada a 20ª rodada, o G-4 fica assim: Corinthians, Atlético Mineiro, Grêmio e Fluminense.

Entre o Palmeiras, quinto colocado, e o líder Corinthians, a distância é maior do que entre o lanterninha Vasco e o 16º colocado, o Goiás, que é o primeiro time fora do Z-4. O Palmeiras está a 12 pontos do paraíso, o Vasco está nove pontos abaixo da linha de salvação.

Tão difícil quanto o Vasco escapar do rebaixamento é a briga pelo título brasileiro incluir um candidato fora do trio Corinthians, Atlético Mineiro e Grêmio.

Anúncios

Vágner Love desencanta em dose dupla

Corinthians 3 x 0 Cruzeiro: Elias festeja gol de Vágner Love

Corinthians 3 x 0 Cruzeiro: Elias festeja gol de Vágner Love

Desta vez, a torcida do Corinthians fez festa em Itaquera para Vágner Love.

O centroavante que andava de mal com o gol marcou dois nos 3 a 0 sobre o Cruzeiro que mantêm a folga do Corinthians na liderança do Brasileirão ainda que o Atlético Mineiro vença o Palmeiras daqui a pouco no Independência e volte ao segundo lugar.

O time de Tite mais uma vez jogou bem, chegou à oitava vitória consecutiva dentro de casa, mandou o Cruzeiro de Vanderlei Luxemburgo para a vizinhança do Z-4 e vai contando com a colaboração dos próprios vizinhos de G-4 para se firmar como líder e candidato fortíssimo ao título brasileiro de 2015.

De manhã, ao empatar com a Ponte em Campinas por 0 a 0, o Grêmio ficou um pouco mais longe do líder. Agora à tarde, enquanto a bola rolava a favor do Corinthians no Itaquerão, o Fluminense fez 1 a 0 sobre em Santa Catarina, mas acabou permitindo a virada do Joinville e sairá do G-4 se o Palmeiras surpreender o Atlético em Minas.

No Rio, o São Paulo também saiu na frente, mas também permitiu que o Flamengo virasse para 2 a 1 e parou nos 31 pontos, a 12 do Corinthians. Em Porto Alegre, a vitória do Internacional por 2 a 0 deixou o Atlético Paranaense com os mesmos 30 pontos conseguidos no primeiro turno.

Tudo conspira a favor do Corinthians – até Vágner Love, que saiu do gramado do Itaquerão ovacionado pela torcida que tanto o vaiava nos últimos tempos.

Por que Joseph Blatter se cala?

Em entrevista publicada hoje pelo Estadão , o repórter Jamil Chade pergunta a Joseph Blatter, presidente da Fifa até que se escolha seu sucessor em fevereiro de 2016:

– Por que o senhor pediu demissão após a eleição?

E Blatter responde:

– Eu não me demiti. Isso é um erro. Nunca fiz isso. Estávamos numa situação de pressão. Um dia, vou dizer o que houve. Só me restava jogar a bola pra fora.

Por que será que Blatter não diz logo o que houve?

Grêmio é exceção no campeonato dominado pelo Sudeste

O bicampeão Cruzeiro, permanentemente instalado na metade inferior da tabela de classificação, e o Vasco, lanterninha cada vez mais próximo do retorno à Segundona, são exceções neste Brasileirão dominado por equipes do Sudeste.

Quaisquer que sejam os resultados dos jogos da tarde e da noite deste domingo, Corinthians, Atlético Mineiro e Grêmio continuarão no G-4 ao final da rodada de abertura do returno. E é muito difícil que o Atlético Paranaense, mesmo vencendo o Internacional em Porto Alegre, consiga ultrapassar Fluminense, Palmeiras e São Paulo para ficar com a quarta vaga.

O desenho mais realista do G-4 terá, portanto, três times do Sudeste e um do Sul.

O Z-4 já tem definidos seus ocupantes desde a noite do sábado. O que poderia mudar, como mudaram há pouco, eram as posições de Avaí, goleado ontem pelo Santos,  e Coritiba, que acaba de vencer a Chapecoense na matinê do Couto Pereira por 1 a 0. Os dois têm a companhia de Joinville, que receberá o Fluminense às 16 horas, e Vasco.

A zona de rebaixamento tem, então, três times do Sul e um do Sudeste. É o reverso do que se vê na tropa de elite deste Brasileirão.

O Nordeste – com o Sport em queda progressiva, tendo chegado ao sexto jogo consecutivo sem vitória ao perder ontem para o Figueirense por 2 a 1 – e o Centro-Oeste – com o Goiás em fase de ascensão, confirmada pelos 3 a 0 de ontem sobre o Vasco – abrem e fecham o miolo central da tabela, a vasta zona em que outras seis equipes do Sudeste e quatro do Sul compartilham esperanças e temores.

No Brasileirão dominado pelo Sudeste, chama atenção o fiasco generalizado das equipes do Sul.

O Grêmio, que empatou há pouco por 0 a 0 com a Ponte Preta em Campinas e continua na briga pelo título, é a exceção.

Dos outros sete times que representam Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, somente o Atlético Paranaense não é uma decepção para sua torcida.

Bolt, sempre Bolt

Bolt tri 100mMundial de Atletismo: Usain Bolt supera Justin Gatlin e conquista o tri

Quando começou a prova dos 100m em Pequim, o norte-americano Justin Gatlin tinha os cinco melhores tempos do ano, incluindo os 9s77 das semifinais. Acontece que, duas raias ao seu lado, estava o jamaicano Usain Bolt.

Bicampeão olímpico e mundial, recordista mundial, Bolt parece imbatível. Em 9s79, seu melhor tempo desde 2013, venceu a prova.  Gatlin ficou em segundo e leva a prata, com 9s80.

Agora tricampeão mundial dos 100m, Usain Bolt pode repetir o que disse anos atrás:

– Sempre há limites. Eu não conheço os meus.

O Rio pode ir preparando a festa para o multicampeão em 2016.