Arquivo diário: 16 de agosto de 2015

Assim foi, assim será?

Em 2014, a ordem de classificação do Campeonato Brasileiro foi exatamente igual à do primeiro turno: Cruzeiro, campeão, São Paulo, Internacional e Corinthians.

No G-4, ao fim do primeiro turno, estavam: Criciúma, Coritiba, Bahia e Vitória. Dos quatro, somente o Coritiba escapou do rebaixamento no final do campeonato. Caiu o Botafogo, que tinha virado o turno em 14º lugar.

Anúncios

Melhor ainda para o Corinthians

O Atlético Mineiro rateou novamente e perdeu por 2 a 1 para a Chapecoense em Chapecó.

É claro que Levir Culpi vai culpar a arbitragem pelo erro de validar o gol de Apodi após a levada de mão, pois tem sido costume do treinador nos últimos tempos responsabilizar pelos maus resultados do seu time o tamanho do campo, a arbitragem,  a violência dos adversários…

Desta vez, porém, Levir terá razão.

É também verdade que nenhuma outra equipe mostrou futebol tão bonito neste primeiro turno do Brasileirão quanto o Atlético de Levir em seus melhores momentos, mas ninguém pode negar que lhe faltou personalidade para se impor em momentos cruciais, principalmente nas rodadas mais recentes e, portanto, mais decisivas.

E, por ter perdido neste domingo para a Chapecoense e na quarta para o Grêmio e empatado com o Goiás no domingo anterior, o Atlético perdeu a liderança e fecha  o primeiro turno em segundo lugar, a quatro pontos do campeão Corinthians.

O Grêmio de Roger Machado fez o caminho inverso na reta final: goleou o Inter há uma semana, derrotou o Atlético em Minas na quarta e hoje, em casa, virou um jogo difícil com o Figueirense, vencendo por 2 a 1.

E, assim, chegou ao terceiro lugar, com os mesmos 36 pontos que o vice-líder, e está claramente na briga pelo título brasileiro de 2015.

Para o Corinthians, a ascensão gremista é uma ameaça, mas a queda do Atlético foi uma bênção.

Ninguém é mais campeão do que o garoto Luciano

Luciano: destaque e artilheiro do Corinthians no final do primeiro turno

Luciano: destaque e artilheiro do Corinthians no final do primeiro turno

O Corinthians é o campeão simbólico do turno do Brasileirão e Luciano da Rocha Neves, goiano de 22 anos, é o cara. Ele fez os dois gols da virada sobre o Avaí, agora há pouco na Ressacada, como tinha feito outros dois nos 4 a 3 sobre o Sport no Itaquerão e o do 1 a 1 com o São Paulo no Morumbi.

Hoje, em Florianópolis, o segundo gol do garoto Luciano, um golaço de canhota, em toque preciso da meia lua, foi marcado aos 41 minutos do segundo tempo.  Aos 37, o zagueiro Jéci tinha feito 2 a 1 para o Avaí, mas o árbitro Anderson Daronco anulou, aceitando a indicação muito duvidosa da bandeirinha Nadine Schramm Camara Bastos de que ele estava impedido. Valeu, então, o 2 a 1 decretado por Luciano.

A vitória corintiana define os ocupantes do G-4 antes mesmo que o Atlético Mineiro encare daqui a pouco a Chapecoense em Chapecó.

Fica assim o grupo de elite no fechamento do primeiro turno: Corinthians, Atlético Mineiro, Grêmio e Fluminense, que também de virada venceu o Figueirense no Maracanã por 2 a 1 e tomou o lugar provisoriamente ocupado pelo Palmeiras.

O que ainda pode mudar é a ordem de classificação: o Atlético, vice-líder, tem 36 pontos e o Grêmio, que vai receber o Joinville, tem 33. Portanto, uma derrota dos mineiros e uma vitória dos gaúchos nos jogos das 18h30 podem alterar a posição de ambos. O Flu não tem mais como sair do quarto lugar.

Lá embaixo, também estão definidos os inquilinos do Z-4: Goiás, Coritiba, Joinville e Vasco.

Dilma está por dentro dos acontecimentos

Se você pensa que a presidente Dilma não sabe bem o que está acontecendo, enganou-se, meu bem.

Eis o que ela tem a dizer em face dos últimos acontecimentos:

– O Brasil encerra os Jogos Parapan-Americanos de Toronto em 1° lugar no quadro de medalhas. Foram 109 ouros! Parabéns! Agora é continuar a preparação para fazer ainda mais bonito nos Jogos Paralímpicos Rio 2016.

Assim a presidente comemorou hoje a bem sucedida campanha que a equipe paraolímpica do Brasil fechou ontem no Canadá.

Basta tapar o nariz

Opinião da polonesa Malgorzata Bialecka após participar da Regata Internacional, evento-teste da Olimpíada de 2016 realizado neste sábado nas águas da Baía da Guanabara:

– Achei a água suficientemente limpa para se velejar. Nos dias de treino, tinha encontrado lixo, mas hoje não vi nenhum, nada. Sei que não se deve mergulhar, e não cheira muito bem. Meu médico recomendou que eu evitasse mergulhar, mas para competir está boa.

Matinê animada recoloca o Palmeiras no G-4

Allianz Parque: depois do susto, alegria palmeirense

Allianz Parque: depois do susto, alegria palmeirense

Matinê de nível técnico apenas razoável, mas carregada de emoções no Allianz Parque: o Palmeiras abriu o placar logo aos 5 minutos, recuou muito, deixou o Flamengo virar para 2 a 1 aos 5 e aos 11 do segundo tempo,  empatou aos 12, fez 3 a 2 aos 20 e 4 a 2 aos 25. Foram vendidos 37.739 ingressos para a festa palmeirense.

Os palmeirenses se sentarão à mesa do almoço realocados no G-4, posição em que fecharão o primeiro turno do Campeonato Brasileiro se, daqui a pouco, o Fluminense não vencer o Figueirense no Maracanã e o Sport não vencer a Ponte Preta na Ilha do Retiro.

O Flamengo volta para o Rio bem mais próximo do Z-4 do que do G-4.

Até aprender

Artilheiro do Brasileirão, com 10 gols marcados no primeiro turno, dois a mais do que Alexandre Pato, seu mais próximo perseguidor, o santista Ricardo Oliveira perdeu dois pênaltis nos dois últimos jogos – o 0 a 0 de ontem com o Atlético Paranaense e o 1 a 0 sobre o Vasco no meio da semana.

Ricardo Oliveira desperdiçou as duas cobranças da mesma forma, chutando baixo no canto direito do goleiro. Martin Silva e Weverton defenderam. Nem por isso o técnico Dorival Júnior parece preocupado:

– O Ricardo é o batedor oficial e, enquanto ele se sentir confiante e bem, naturalmente ele vai bater.

Parece que o artilheiro continuará insistindo até aprender.