Arquivo diário: 27 de agosto de 2015

A Copa é do Sul e do Sudeste

O mapa encolheu.

Dos 27 estados e mais o Distrito Federal que entraram na Copa do Brasil, vão continuar quatro estados do Sul e do Sudeste:

Rio Grande do Sul, com Internacional, que venceu Ituano há pouco por 2 a 1, e Grêmio, que acaba de vencer o Coritiba por 3 a 1

Santa Catarina, com Figueirense

São Paulo, com Santos, Palmeiras e São Paulo

Rio, com Vasco e Fluminense.

Na segunda-feira, 31 de agosto, a CBF sorteará os cruzamentos das quartas de final.

A sorte pode, então, determinar o andamento da competição, pelo menos em parte.

Antes que as bolinhas do sorteio indiquem os próximos confrontos, estão na briga pelo título, em ordem decrescente de favoritismo, o Grêmio, o Santos, o Palmeiras, o Fluminense, o São Paulo e o Internacional.

Vasco e Figueirense já chegaram longe demais, a menos que sejam sorteados para se enfrentarem por uma vaga nas semifinais.

Anúncios

Barça homenageia Belletti na festa de Lionel Messi

O brasileiro Juliano Belletti foi um dos quatro ex-jogadores levados pelo Barcelona para a festa da Uefa que premiou hoje, em Mônaco, o argentino Lionel Messi como o melhor jogador da última temporada europeia e sorteou os grupos da próxima Liga dos Campeões.

Belletti é o autor do gol da virada sobre o Arsenal nos 2 a 1 que deram o título europeu ao Barça em 2006.

Os outros ex-jogadores que acompanharam Messi na festa de gala da Uefa foram Andoni Zubizarreta, campeão em 1992, Carles Puyol, em 2009, e Éric Abidal, em 2011.

Você se lembra de algum clube brasileiro que trate tão carinhosamente os seus ídolos de todos os tempos?

Pessoal do Benebol organiza Expresso da Vitória

A numerosa ala vascaína de funcionários deste blog está organizando uma excursão ao Rio de Janeiro no fim de semana de 27 de setembro.

Saudosos dos bons tempos, os vascaínos querem ver ao vivo uma vitória do time que hoje é lanterna do Brasileirão.

Escolheram a 28ª rodada por uma razão muito simples: o adversário é o Flamengo.

 

Bolt e Phelps, os donos da festa na Rio/2016

Bolt e Phelps 278x

Os céus estarão fechados, já anunciou o prefeito, mas não faltará festa em terra e águas do Rio na Olimpíada de 2016.

Em terra, devidamente coberta por piso sintético, como exigem as regras do atletismo, voará o jamaicano Usain Bolt, bicampeão olímpico dos 100m, dos 200 m e dos 4x100m, que promete o conquistar triplo tri no Rio.

Que ninguém duvide: há pouquinho, já tarde da noite em Pequim, Bolt mais uma vez deixou o norte-americano Justin Gatlin para trás na corrida que lhe deu o tetracampeonato mundial dos 200m.

Desta vez, como ele prometera, a vantagem foi bem maior do que o centésimo de segundo que lhe valeu no domingo o tri dos 100m. Hoje, Bolt conquistou o ouro com a marca de 19s55. Justin Gatlin ganhou a prata em 19s74.

E ainda há um ouro no Mundial de Atletismo à espera do multicampeão jamaicano – o do revezamento 4x100m.

O Rio pode preparar a festa. Sem álcool, por favor.

Foi por dirigir bêbado e em alta velocidade nas ruas da sua Baltimore em outubro do ano passado que Michael Phelps, o maior campeão olímpico de todos os tempos, não pode disputar, agora no começo de agosto, o Mundial de Natação em Kazan.

Nem por isso o dono de uma coleção de 18 medalhas de ouro olímpico deixou de mostrar que também está disposto a fazer festa em águas cariocas – evidentemente, as águas bem tratadas das piscinas de competição.

Enquanto outras feras da natação lutavam por medalhas em Kazan, Phelps foi pulverizando os tempos lá alcançados. Numa simples competição doméstica disputada em San Antonio, no Texas, ganhou as provas dos 100m e dos 200m borboleta e dos  200m medley com tempos sempre melhores do que os obtidos pelos campeões mundiais nas piscinas da Rússia.

O Rio pode preparar a festa. Em dose dupla.

Usain Bolt e Michael Phelps vêm aí.

Copa do Brasil: Santos e Palmeiras candidatam-se ao título

Ricardo Oliveira: gol nos 2 a 1 sobre Corinthians

Ricardo Oliveira: gol nos 2 a 1 sobre Corinthians

Os dois principais candidatos ao título brasileiro de 2015 estão livres de outras obrigações. Depois que o Atlético Mineiro caiu diante do Figueirense, o Corinthians tropeçou mais uma vez diante do Santos, perdendo em casa por 2 a 1, e agora os dois estão dispensados da Copa do Brasil. Podem tratar do Brasileirão em regime de dedicação exclusiva.

Praticamente garantidos na Libertadores de 2016, pois guardam confortável distância dos times que estão na vizinhança do G-4 no Brasileirão, o líder Corinthians e o vice-líder Atlético ganham seis datas de folga em relação aos concorrentes que conseguirem chegar às finais da Copa do Brasil.

O que parece mau resultado nesta  quarta-feira, 26 de agosto, pode valer uma grande festa  em 6 de dezembro, quando se encerrará o Brasileirão.

A  noite da quarta teve festa para os aniversariantes Palmeiras, no Mineirão, e Guiñazu, no Maracanã. O clube é um pouco mais velho, está fazendo 101 anos. O volante vascaíno chegou aos 37. Os dois procuram reconquistar no presente as glórias que eram comuns no passado.

Para o Santos, que deu em Itaquera mais uma demonstração de progresso técnico sob o comando de Dorival Júnior e a liderança em campo de Lucas Lima, a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil representa um alento, pois ficou muito difícil recuperar as perdas do primeiro turno e e chegar à linha de frente do Brasileirão.

Os 2 a 1 sobre o Corinthians, com gols do garoto Gabriel e do veterano Ricardo Oliveira, fortalecem a candidatura santista ao título da Copa do Brasil.

Há outros fortes candidatos, como o São Paulo e o Fluminense, sem esquecer que nesta quinta o Grêmio também deve confirmar sua candidatura.

A competição pode ser também o atalho mais conveniente para o Palmeiras chegar à Libertadores. O time de Marcelo Oliveira mostrou no Mineirão em apenas 90 minutos a inconstância que o tem marcado desde o começo da temporada. Largou com folgados 3 a 0, mas permitiu a reação do Cruzeiro e acabou vencendo apenas por 3 a 2.

No Maracanã, o Vasco mostrou mais coragem e disposição do que futebol no 1 a 1 que eliminou o Flamengo. Que mais os vascaínos podem querer nestes tempos de tantas frustrações?

Pelo que se viu até agora em 2015, o Vasco e o Figueirense serão meros figurantes nas próximas fases da Copa do Brasil. Dificilmente um deles chegará às finais. E o pior: atuando em dupla frente, ampliam o risco de cair para a Segundona.

É o que se começará a conferir no confronto que abrirá a 21ª rodada do Brasileirão às 18 horas do sábado no Maracanã. O Figueirense ainda tem uma pequena folga, o Vasco já está atolado no fundão.