Clubes dizem não à Globo

É crescente o nervosismo em corredores da Globo com a movimentação de alguns dos mais importantes clubes brasileiros para criar a Liga Sul-Minas-Rio como primeiro passo em direção a uma liga realmente nacional.

Sempre nervosinho, Marcelo Campos Pinto, o principal executivo da Globo Esportes, está mais preocupado com a renegociação dos direitos de transmissão dos jogos do Campeonato Brasileiro do que Eurico Miranda com a sobrevivência do Vasco na Primeira Divisão.

A Globo quer esticar até 2020 o contrato assinado com os grandes clubes até 2018.

Marcelo Campos Pinto tem ouvido uma palavrinha que detesta: “Não”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s