Arquivo diário: 29 de outubro de 2015

Ricardo Oliveira faz a diferença

Do dia 13 até ontem, 28 de outubro, Ricardo Oliveira participou de cinco jogos: Brasil 3 x 1 Venezuela, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo; Santos 3 x 1 Goiás e Figueirense 0 x 0 Santos, pelo Brasileirão; São Paulo 1 x 3 Santos e Santos 3 x 1 São Paulo, pela Copa do Brasil.

Marcou seis gols.

E dê-se ao artilheiro santista um duplo desconto: contra o Figueirense, o único dos cinco jogos em que passou em branco, entrou em campo aos 25 minutos do segundo tempo; contra a Venezuela, foi substituído por Hulk aos 35 do segundo tempo.

No mesmo período, o São Paulo de Luis Fabiano, Alan Kardec e Alexandre Pato também jogou cinco vezes: perdeu por 2 a 0 para o Fluminense, empatou por 2 a 2 com o Vasco e venceu o Coritiba por 2 a 1, pelo Brasileirão; e perdeu duas vezes para o Santos por 3 a 1 na Copa do Brasil.

Marcou seis gols, portanto.

Isso talvez explique alguma coisa sobre a eliminação do Tricolor nas semifinais da Copa do Brasil e o quinto lugar no Brasileirão, uma posição atrás do Santos.

Anúncios

Santos ajuda Palmeiras a se recuperar

O Santos pediu e conseguiu, com presteza que não é característica da CBF, adiar as finais da Copa do Brasil para 25 de novembro e 2 de dezembro.

O adiamento lhe será benéfico na luta pela última vaga do G-4 nas próximas rodadas do Brasileirão.

Na Copa do Brasil, no entanto, favorecerá o Palmeiras, que terá tempo para recuperar jogadores importantes, como Gabriel e Arouca, e botar Robinho em forma.

Marcelo Oliveira vai ganhar um meio de campo.

Punição de jogadores não passa por técnico do Fla

O técnico Oswaldo de Oliveira não participou da decisão de afastar da convivência com os demais colegas os cinco jogadores do Flamengo denunciados nas redes sociais por promover animada festinha no dia seguinte à derrota para o Corinthians – “num momento decisivo do campeonato”, como lamentou, com ar sério, o cartola Fred Luz ao anunciar a punição de Alan Patrick, Everton, Marcelo Cirino, Paulinho e Pará.