Arquivo diário: 7 de outubro de 2015

O terceiro emprego de Doriva neste Brasileirão

Doriva no São Paulo: carreira promissora em risco

Doriva no São Paulo: carreira promissora em risco

Ele era um dos oito técnicos em seu segundo emprego apenas neste Brasileirão, como você pode conferir na nota  Troca-troca é a diversão dos cartolas, postada há dois.

Começou no Vasco, depois de ter conquistado o título carioca, pediu demissão quando viu que o time não decolaria no Brasileirão e depois foi para a Ponte Preta.

Estava fazendo um belo trabalho, que resolveu interromper para substituir o colombiano Juan Carlos Osorio no São Paulo.

Será a terceira camisa que ele veste no Campeonato Brasileiro de 2015.

Doriva é um homem de coragem. Vai para o Tricolor na hora em que boa parte de quem lá está de lá quer ir embora. Está pondo em risco uma carreira até aqui promissora.

É possível, porém, que dure mais no Morumbi e na Barra Funda do que o atual presidente.

Indisposição tira Pato do treino com Milton Cruz

Nem bem Juan Carlos Osorio deu adeus ao São Paulo e o atacante Alexandre Pato foi atacado por uma indisposição estomacal que o tirou do treino comandado por Milton Cruz nesta quarta-feira no CT da Barra Funda.

Ontem à tarde, o jogador ainda estava bem, tanto que foi a um cinema no Rio com a namorada Fiorella Mattheis para vê-la, pela segunda vez, em Vai que cola – versão filmada do programa definido como “um museu de velhas novidades” pela colunista Patricia Kogut, que não costuma falar mal das produções globais.

Não se sabe se o filme fez mal a Pato, mas é certo que a saudade de Osorio não lhe fará bem.

Clubes dizem não à Globo

É crescente o nervosismo em corredores da Globo com a movimentação de alguns dos mais importantes clubes brasileiros para criar a Liga Sul-Minas-Rio como primeiro passo em direção a uma liga realmente nacional.

Sempre nervosinho, Marcelo Campos Pinto, o principal executivo da Globo Esportes, está mais preocupado com a renegociação dos direitos de transmissão dos jogos do Campeonato Brasileiro do que Eurico Miranda com a sobrevivência do Vasco na Primeira Divisão.

A Globo quer esticar até 2020 o contrato assinado com os grandes clubes até 2018.

Marcelo Campos Pinto tem ouvido uma palavrinha que detesta: “Não”.

Não há freguês como o Chile nas Eliminatórias

Parece surpreendente, mas a verdade é que, dos cinco confrontos da rodada de abertura das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo, Chile x Brasil é historicamente o mais desequilibrado – a favor do Brasil, pode acreditar, mesmo que você esteja pensando o contrario de tanto ler e ouvir os temores de grande parte da mídia.

Foram dez jogos até agora pelas Eliminatórias, com sete vitórias brasileiras, dois empates e uma vitória chilena.

Como mandante, o Chile conseguiu sua única vitória e os dois empates, e foi derrotado duas vezes.

Bolívia e Uruguai já se enfrentaram 18 vezes, com oito vitórias uruguaias, cinco bolivianas e cinco empates.

O Uruguai não venceu nenhum dos nove jogos disputados na Bolívia.

Colômbia e Peru também fizeram 18 jogos pelas Eliminatórias, com dez vitórias colombianas, três peruanas e cinco empates.

Curiosamente, das três vitórias do Peru, duas foram obtidas em campos colombianos.

Em 12 jogos entre Venezuela e Paraguai, venceram nove, empataram um e foram derrotados em dois, um em casa e um como visitante.

Argentina e Equador também se enfrentaram 12 vezes nas Eliminatórias, com sete vitórias argentinas, três equatorianas e três empates.

Como anfitriã, a Argentina jamais perdeu do Equador. São cinco vitórias e um empate.

Em resumo: a história mostra que, embora a seleção do Chile esteja vivendo seus melhores momentos, os chilenos têm bons motivos para temer os adversários que receberão amanhã no Estádio Nacional. Afinal, o Chile é um bom freguês.

Corinthians terá casa cheia na reta final do Brasileirão

Pode parecer que os corintianos estão querendo reencontrar Paolo Guerrero e Emerson Sheik, e não será para aplaudi-los, ou simplesmente querem fazer uma exibição de força diante dos rubro-negros, os grandes rivais na briga pela condição de maior torcida do Brasil.

O fato é que já estão vendidos os 39 mil ingressos à disposição da torcida do Corinthians para o jogo contra o Flamengo no dia 25, pela 32ª rodada do Brasileirão.

Pode ser também mera demonstração de amor e de confiança no time que está cada vez mais perto de conquistar o título brasileiro de 2015.

Afinal, já foram também vendidos 33 mil ingressos para o Corinthians x Goiás da próxima rodada, dia 15, mesmo levando em conta que Gil, Elias e Renato Augusto só terão voltado da Seleção na véspera e, portanto, podem não jogar os 90 minutos no Itaquerão.

Apoio não faltará a Tite e sua gente na reta final do Brasileirão.