Sorte dos mineiros: Michel Bastos e Nilmar não podem jogar

Se pudesse acreditar em seu presidente, o torcedor estaria conferindo hoje o time escalado por Alejandro Sabella para enfrentar o Cruzeiro no jogo que pode decidir a sorte do São Paulo na Libertadores.

Afinal, se não se der bem no Morumbi, dificilmente os são-paulinos se salvarão, semana que vem, no Mineirão.

O pior é que nem Milton Cruz, ‘por enquanto’ efetivado no comando técnico, pôde escalar o time. Apareceu um assistente técnico, aparentemente interino, e decidiu tirar Michel Bastos do jogo.

É um tal de Aedes Aegypti, não se sabe se trazido da África pelos cartolas que tanto falaram em importar um treineiro ou simplesmente cultivado nas águas paradas em que se afunda a atual administração tricolor.

A ausência de Michel Bastos é tão boa notícia para o Cruzeiro no Morumbi quanto a do colorado Nilmar para o Atlético Mineiro no Independência.

Um dos destaques da boa campanha que, após um início de altos e baixos, o Inter vem fazendo nesta temporada, Nilmar é mais uma vez vítima da fragilidade muscular que tão frequentemente o tira de campo.

Estreiam com muita sorte os times mineiros nos confrontos equilibrados das oitavas de final da Libertadores.

Se souber aproveitá-la em São Paulo, o Cruzeiro ficará muito próximo das quartas de final.

Se não desperdiçá-la em Belo Horizonte, o Atlético ganhará tranquilidade para o segundo jogo, em Porto Alegre.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s