Parece que o problema era Felipão

Dois dias antes de pedir demissão do Grêmio, tendo empatado em casa com a Ponte na estreia e perdido para o Coritiba fora, Luiz Felipe Scolari tinha analisado com  pessimismo as chances do time no Brasileirão:

– Todos nós sabemos que vai ser difícil. Os atletas sabem disso. A torcida sempre foi notificada de que nós iríamos passar dificuldades.

Ou seja: o responsáveis pela má campanha eram e seriam os jogadores.

Depois que Felipão abandonou o barco, o Grêmio fez sete jogos, venceu cinco, perdeu um e empatou outro. O interino James Freitas levou o time à primeira vitória no campeonato, 1 a 0 sobre o Figueirense, e passou o comando técnico ao jovem Roger Machado, que acaba de vencer o Avaí na Ressacada por 2 a 1 e, até agora, conquistou 13 dos 18 pontos que disputou.

Roger tem, pois, 72% de aproveitamento – índice inferior apenas aos 77.8% de Eduardo Baptista com o líder Sport, que empatou há pouco por 1 a 1 com a Chapecoense.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s