Arquivo diário: 23 de junho de 2015

De olho no vizinho, Eurico não vê o que se passa em casa

Eurico Miranda não se dá conta de que a torcida já sumiu

Eurico Miranda não se dá conta de que a torcida já sumiu

Como se o Vasco não tivesse problemas urgentes para resolver dentro e fora do campo, Eurico Miranda abriu hoje uma nova guerra contra o Fluminense por conta do jogo pela 14ª rodada do Brasileirão daqui a quase um mês, no dia 19 de julho:

–  O problema é do Fluminense. Ele tem o mando de campo e pode jogar com 100% do Maracanã. Se nossa torcida não ficar do lado direito, digo para o torcedor não ir ao jogo. É 100% deles. Vamos ver se têm capacidade para lotar. Só que o Vasco, em termos de torcida, não participa.

E promete prestigiar o clássico com a própria ausência:

– Talvez nem eu vá nesse jogo. Se o jogo for lá, a volta é aqui em São Januário, com 100% de torcida do Vasco.

Pedir à torcida que se poupe de ver o time atual em campo é piada dispensável a esta altura do Brasileirão: somados os quatro jogos que o Vasco mandou em São Januário, foram vendidos 20.966 ingressos – 5.241 por jogo.

Anúncios

Mundial dá vaga a alemãs e francesas na Rio-2016

Ao chegar às quartas de final do Mundial de Futebol Feminino que está sendo disputado no Canadá, depois que a Noruega parou nas oitavas, as seleções da Alemanha e da França garantiram a presença na Rio-2016.

Alemãs e francesas disputarão na sexta-feira, dia 26, uma das vagas nas semifinais do Mundial.

O Mundial ainda pode decidir a terceira vaga europeia na Olimpíada – Inglaterra ou Holanda. As inglesas já estão nas quartas, as holandesas jogam hoje contra as japonesas.

Brasileirão terá dois jogos nas manhãs do domingo

Disputadas oito rodadas do Brasileirão, a média de público é de 14.683 pagantes por jogo, ainda inferior aos 16.555 pagantes por jogo da edição de 2014.

A grande novidade em 2015 é a expressiva média de 21.926 pagantes nos sete jogos disputados às 11 horas do domingo, experiência que não é bem aceita por alguns treinadores, mas faz sucesso entre os torcedores.

O público dos domingos de manhã é muito próximo da média de 22.105 pagantes do último Campeonato Francês, bem inferior, no entanto, à média dos três mais importantes campeonatos nacionais da Europa – 43.532 na Alemanha, 36.176 na Inglaterra e 26.719 na Espanha.

A CBF resolveu, então, dobrar as matinês e, da décima rodada em diante, o Brasileirão terá dois jogos nas manhãs do domingo.

O diretor de competições da CBF, Manoel Flores, justifica:

– Após um período de testes, os torcedores mostraram que a aprovação é grande, e os clubes aderiram a essa novidade. Por isso, aumentamos a quantidade de partidas.

Talvez fosse mais sensato esperar por uma amostragem maior do que sete jogos e ouvir os treinadores, pois o futebol brasileiro precisa mais de planejamento do que de medidas apressadas para sair do atoleiro.