Arquivo diário: 6 de junho de 2015

Barça, o campeão que todos esperavam

Gol de Suárez 66Suárez faz 2 a 1 para o Barça aos 23 do segundo tempo e garante o título europeu

Não foi o Barcelona esfuziante dos últimos tempos e ficou até a impressão de que Messi não entrou inteiro no jogo, mas o caneco da Liga dos Campeões da Europa ficou com que mais o mereceu.

Juventus deu rápida e passageira demonstração de coragem no início do jogo, partindo para cima da defesa espanhola como se quisesse surpreender Messi e companhia, muito mais acostumados a determinar o andamento da bola do que a se trancar na defensiva.

Aos 4 minutos, porém, o volante Rakitic desfez as ilusões, mandando para as redes de Buffon a bola que lhe foi tocada por Iniesta, que recebera de Neymar e passara por Alba após o lançamento precioso e preciso de Messi.

Daí em diante, o Barça tratou de tocar a bola como nos tempos de Pep Guardiola, abdicando um pouco da contundência que lhe imprimiu Luis Enrique para aproveitar o talento e entrosamento de Messi, Neymar e Suárez.

No segundo tempo, quando a torcida do Barça já ensaiava um coro de ‘olé’, o espanhol Morata empatou o jogo aos 9 minutos e a Juve voltou a passar a sensação de que poderia reverter o placar.

De novo, era pura ilusão. Aos 23, aproveitando o rebote do goleiraço Buffon num chute forte de Messi, o uruguaio Suárez garantiu o título.

Os 2 a 1 eram pouco, talvez não pelo jogo deste sábado,  certamente por toda a obra do Barça ao longo da competição, e Neymar tratou de ampliar a vantagem dois minutos depois, mas a arbitragem anulou o gol invocando um toque de mão na bola que mais pareceu um toque da bola na mão do brasileiro.

Não adiantou. Já aos 51, Neymar decretou em 3 a 1 o placar da vitória e, assim, se tornou, em companhia de Messi e de Cristiano Ronaldo, um dos artilheiros desta Liga dos Campeões da Europa, cada um deles com 10 gols.

Será este o trio que veremos na festa da Bola de Ouro de 2015?

Mesmo que não vá à festa como um dos destaques da temporada, Neymar entrou definitivamente para a história, como o segundo jogador a conquistar os títulos da Libertadores e da Liga dos Campeões da Europa fazendo gol nas finais e o primeiro na era moderna da competição europeia a marcar em todos os jogos das quartas, das semifinais e da final.

Veja mais algumas imagens marcantes da final em Berlim

Liga dos Campeões 2015

   O jovem Pogba consola o veterano Pirlo + Os brasileiros Daniel Alves e Adriano exageram na comemoração + Messi é marcado com a severidade de sempre + Neymar se ajoeha para chorar + Piqué saboreia a glória de campeão

Anúncios

Antes que a gente esqueça

Corações e mentes ligados na final da Liga dos Campeões da Europa não podem esquecer que neste sábado, 6 de junho, começa também a sexta rodada do Campeonato Brasileiro, com os seguintes jogos:

  • Às 18:30: Santos x Ponte Preta, ou Lucas Lima x Renato Cajá; Flamengo x Chapecoense, o vice-lanterna contra o sétimo colocado, nesta ordem; e, como se não tivesse nenhuma importância, o clássico mineiro entre Atlético, em nítida ascensão, e o Cruzeiro, tentando retomar a aura de bicampeão.
  • Às 21 horas: Joinville x Corinthians, a chance de Tite voltar a dar uma entrevista falando sobre como é bom vencer um jogo.
  • Às 22 horas: Atlético Paranaense x Vasco, que vale a liderança para o time de Curitiba e a sobrevivência para o campeão carioca, e São Paulo x Grêmio, estreia do colombiano Juan Carlos Osorio no comando técnico são-paulino.

Mais cedo, em concorrência direta com Juventus x Barcelona, rolarão vários jogos da Série C e da Série B. Ninguém para o pujante futebol brasileiro dos nossos dias…

Pitacos de quem conhece os caminhos da bola

Alguns palpites sobre a final deste sábado de antigos campeões europeus ouvidos pelo site da Uefa: 

  • Zinédine Zidane: “Todos dizem que o Barcelona é favorito, mas nunca se deve subestimar uma equipe italiana.”
  • Marco van Basten: “Acho que se vai registar um empate por 2 a 2 após a prorrogação e depois a Juventus ganha nos pênaltis. E não digo isto apenas por me sentir meio italiano!”
  • Deco: “A Juventus não se importará de defender durante 90 minutos. O Barça precisa de ter a bola o máximo de tempo possível e estar atenta aos contra-ataques adversários. Se jogar como tem feito até agora, vai vencer por 2 a 0.”
  • Franz Beckenbauer: “Com Messi, o Barcelona tem vantagem. Prevejo um triunfo apertado do Barcelona.”
  • Cafu: “É muito difícil se aguentar na defesa, mas se pode esperar qualquer coisa por parte da Juventus. Acho que o Barcelona vai acabar por quebrar a sua resistência. O resultado vai ser 3 a 1 para o Barcelona.”

Por que vamos todos ver Juve x Barça hoje à tarde

Liga dos Campeões bola 66

O Barcelona entrará em campo hoje, no Estádio Olímpico de Berlim, com seis jogadores que disputaram a final de 2011 da Liga dos Campeões da Europa: Daniel Alves, Piqué, Iniesta, Mascherano, Busquets e Messi.

Entre os reservas, estarão Xavi e Pedro, que também jogaram aquela final.  E Adriano, que não saiu do banco em 2011, lá estará novamente.

Os outros cinco titulares são o goleiro Ter Stegen, de 23 anos, tirado do Borussia Mönchengladbach no ano passado; o lateral Alba, 26 anos, formado nas divisões de base do próprio Barça e trazido de volta em 2012 após um período no Valencia; o volante  Rakitić, 27 anos,  contratado ao Sevilla em 2014; os atacantes Neymar, cuja história a gente bem conhece, e Suárez, 28 anos, contratado ao Liverpool também no ano passado.

Por mais que a gente repita, e em parte seja verdade, o Barcelona não é somente Messi. É um time no sentido verdadeiro da palavra, provavelmente o que melhor alia em todo o mundo da bola o espírito coletivo à criatividade individual de suas fulgurantes estrelas.

Com menos brilho individual, a Juventus é igualmente um time, de sólida conformação coletiva, montado pacientemente ao longo dos últimos anos.

Buffon, o número 1, veste a camisa da Juve desde 2001. O volante Marchisio, prata da casa, vestiu a camisa de titular pela primeira vez em 2006, antes de passar uma temporada emprestado ao Empoli para retornar em 2008. O zagueiro Bonucci estreou em 2010 e seu parceiro Barzagli, em 2011, quando também entraram no time o lateral Lichtsteiner, o volante Pirlo e o meia Vidal. O meia Pogba chegou em 2012, o atacante Tévez em 2013. E, em 2014, o time se completou com a contratação do lateral Evra e do atacante Morata.

Agora, pegue a escalação do seu time aqui no Brasil e confira há quanto tempo os 11 estão juntos.

Ou relembre como o Cruzeiro desfez no começo de 2015 o time que Marcelo Oliveira pacientemente montou em 2013 e 2014. Se você é corintiano, preste atenção no desmonte que está em curso no circuito Parque São Jorge-Itaquera.

Essa é uma das principais razões por que o futebol brasileiro está tão mal e, cada vez mais, os brasileiros se interessam pelo Barcelona, pela Juventus… pelo futebol jogado em campos europeus.

De permanente por aqui só a cartolagem – enquanto o FBI não entra em campo, claro.